• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Esta dúvida pode ser sua: Outras Modalidades Argumentativas

Na aula ao vivo de ontem, sobre Outras Modalidades Argumentativas, o professor Eduardo Valladares respondeu às perguntas mais frequentes, feitas pelos alunos, sobre o tema – e que dizem respeito aos principais tópicos abordados em aula. Aproveite para revisar pontos importantes sobre a matéria!

*

TEMA: Outras Modalidades Argumentativas

1. Qual é a diferença entre crônica e artigo de opinião?

O artigo de opinião é gênero textual de caráter argumentativo, ou seja, é fundamentado em um posicionamento do autor.  O leitor consegue extrair a tese central do texto e pode, inclusive, contestá-la. Já a crônica, geralmente, é organizada como uma narração, obedecendo a uma ordem temporal. Esse gênero textual tem como centro o relato de um acontecimento cotidiano e, na maioria das vezes, propõe uma reflexão ou uma crítica ao assunto. Porém, não confunda essa crítica com a opinião, pois ela não é a ideia central do texto.

 

2. O artigo de opinião pode ser escrito em primeira pessoa? 

Por se tratar de um texto com marcas pessoais, pode ser escrito em peimira pessoa. Entretanto, como a argumentação tende a ser mais eficaz quando há um distanciamento do enunciador, é comum encontrar artigos escritos em terceira pessoa. A opção do autor não influencia na nota, o que vale a maneira como foi organizada a argumentação e se o caráter persuasivo imperou.

 

3. Posso usar exclamações e perguntas em um artigo de opinião?

As perguntas e as exclamações podem ser usadas, desde que estejam a favor da argumentação, ou seja, propondo refexões sobre o assunto e sustentando a posição do autor. Perguntas retóricas também são bem-vindas.