Blog Descomplica

Confira o Resumo de Respiração Celular e Fermentação!

Quer gabaritar biologia celular no vestibular? Então confira o nosso resumo de respiração celular e fermentação! Ele vai te ajudar a compreender os principais pontos desses temas. Veja!
porDescomplica| 18/12/2017

Compartilhe

Você sabe tudo de biologia celular e está pronto para vencer todos os vestibulares? Se a resposta for não, fique despreocupado! Neste post, temos um resumo de respiração celular com os principais detalhes do tema, que te ajudará a fixar ainda mais essa área tão densa da área de biológicas.

ORGANIZE ESSA MATÉRIA EM UMA FOLHA DE RESUMO LINDONA! o/

A respiração celular e a fermentação são reações do metabolismo energético dos organismos, que tem como objetivo a obtenção de energia para as reações metabólicas a partir da quebra da glicose em ATP (adenosina tri-fosfato). O ATP guarda em suas ligações fosfato, energia que será utilizada no metabolismo. Este nucleotídeo é a moeda energética da célula.

Resumo de respiração celular

Esquema da mitocôndria, indicando suas partes

Esquema da mitocôndria, indicando suas partes

Os processos da respiração celular ocorrem no citoplasma e nas mitocôndrias. As três etapas da respiração são:

  • a glicólise;
  • o ciclo de Krebs;
  • a cadeia respiratória.

Os produtos finais da respiração celular são o gás carbônico e a água.

Vale lembra que, como o oxigênio participa do ciclo de Krebs e da cadeia respiratória, chamamos esse tipo de respiração de respiração aeróbica.

Glicólise

resumo-de-respiracao-celular3

Esquema simplificado da glicólise

A glicólise ocorre no citosol da célula, fora da mitocôndria, e não utiliza o oxigênio. Nela, acontece a quebra inicial da glicose, gerando duas moléculas de piruvato, também chamado de ácido pirúvico.

Quatro dos hidrogênios foram retidos pelos aceptores intermediários de elétrons, os NAD (Dinucleótido de Nicotinamida e Adenina), que passam de uma forma oxidada para uma forma reduzida.

A glicólise possui como produtos finais 2 ATP e 2 NADH2, e como o oxigênio não está presente nesse processo, dizemos que é uma etapa aneróbica.

Ciclo de Krebs

resumo-de-respiracao-celular5

Esquema simplificado do ciclo de Krebs

Após a glicólise, os piruvatos entram na mitocôndria e passam por uma fase preparatória. Na matriz mitocondrial, ocorre o ciclo de Krebs, também chamado de ciclo do ácido cítrico ou ciclo do ácido tricarboxílico. Os piruvatos quebram e formam radicais Acetil, com dois carbonos, que participam do ciclo.

Nesse ciclo, ocorre a descarboxilação e desidrogenação completa dos piruvatos, liberando gás carbônico e elétrons, que são capturados por aceptores intermediários, o NAD e o FAD (Dinucleótido de Flavina e Adenina). No final do processo, formam-se 2 ATP. Além disso, o oxigênio está presente nesse processo, sendo uma etapa aeróbica.

Esquema animado do ciclo de Krebs

Quer entender melhor como funciona o clico de Krebs? Nesse resumo de respiração celular e fermentação, montamos um esquema animado para facilitar ainda mais a compreensão.

Cadeia respiratória

Os transportadores intermediários seguem para as cristas mitocondriais, nas quais ocorrerá a cadeia respiratória, que também pode ser chamada de cadeia transportadora de elétrons ou de fosforilação oxidativa.

resumo-de-respiracao-celular6

Cadeia Respiratória

Os elétrons levados pelo NAD e FAD passam por diversos transportadores, sendo os mais importantes os citocromos. A energia do elétron é utilizada para bombear prótons para o espaço inter membranas.

Por causa do gradiente de elétrons (H+), o espaço intermembrana fica carregado e os elétrons tentam retornar para a matriz mitocondrial. Esse retorno dos elétrons ocorre com a ajuda de uma enzima ATP sintase, que abre um canal. Conforme os H+ retornam para a matriz, a enzima promove reações que geram ATP.

resumo-de-respiracao-celular7

ATP sintase transportando elétrons para a matriz mitocondrial

Com o aumento da concentração de H+ dentro da mitocôndria, para evitar a acidez da organela, os elétrons se ligam ao oxigênio, que é o último aceptor de elétrons, formando água. A cadeia respiratória tem como produto final 34 ATP e água.

Fermentação

resumo-de-respiracao-celular8

O gás carbônico liberado na fermentação alcoólica forma bolhas na massa do pão, deixando-a leve e macia

A fermentação é um processo anaeróbico de obtenção de energia, ou seja, ocorre quando não há oxigênio disponível no meio. A fermentação pode ser uma fermentação alcoólica ou uma fermentação lática.

A etapa inicial da fermentação é a mesma da respiração celular: a glicólise. O rendimento energético da fermentação é mais baixo, apenas dos 2 ATP que são produzidos na glicólise. Porém é um processo mais rápido que a respiração aeróbica.

Fermentação alcoólica

resumo-de-respiracao-celular9

Esquema da fermentação alcoólica, formando etanol e gás carbônico

Na fermentação alcoólica, após a glicólise o piruvato perde o gás carbônico, formando um aldeído (acetaldeído ou etanal). Quando ele recebe os hidrogênios do NAD forma o etanol. Esse tipo de fermentação é feita por leveduras.

Fermentação lática

resumo-de-respiracao-celular10

Esquema da fermentação lática, formando o ácido lático

Na fermentação lática, após a glicólise o NAD reoxida o piruvato, que se transforma em ácido lático. Esse tipo de fermentação é feita pelas células musculares e por bactérias.

Exercícios

Para fixar melhor o que você aprendeu até aqui sobre respiração celular e fermentação, tente resolver alguns desses exercícios.

1. (FUVEST)

A respiração aeróbica fornece como produtos finais:

a) ácido pirúvico e água.
b) ácido pirúvico e oxigênio.
c) gás carbônico e água.
d) oxigênio e água.
e) oxigênio e gás carbônico.

2. (UFAC)

Em 1980, Umberto Eco publicou o livro O nome da rosa, romance ambientado em um mosteiro medieval, onde vários crimes aconteceram. Os mortos eram encontrados com a língua e os dedos escuros, indicando que folhearam livros com páginas envenenadas por cianureto (cianeto de potássio). Essa substância é extremamente tóxica, pois compromete a produção do ATP feita na célula, ligando-se ao citocromo a 3. A, alternativa que indica a etapa inibida pelo cianureto e o local onde ocorre, respectivamente, é:

a) Cadeia respiratória, cristas mitocondriais.
b) Ciclo do ácido tricarboxílico, citosol.
c) Cadeia respiratória, matriz mitocondrial.
d) Glicólise, citoplasma.
e) Cadeia respiratória, citoplasma.

3. (UDESC)

A glicólise é um processo que compreende dez reações químicas, cada uma delas com a participação de uma enzima específica. Assinale a alternativa correta em relação à glicólise anaeróbica.

a) É o processo responsável pela quebra da glicose, transformando-a em piruvato ou ácido pirúvico.
b) É realizada apenas em células animais e procariontes heterotróficos.
c) Promove a quebra da glicose no interior da mitocôndria.
d) Libera energia na forma de 38 ATPs.
e) Transforma ácido lático em ácido pirúvico.

4. (ENEM)

Há milhares de anos o homem faz uso da biotecnologia para a produção de alimentos como pães, cervejas e vinhos. Na fabricação de pães, por exemplo, são usados fungos unicelulares, chamados de leveduras, que são comercializados como fermento biológico. Eles são usados para promover o crescimento da massa, deixando-a leve e macia. O crescimento da massa do pão pelo processo citado é resultante da:

a) liberação de gás carbônico.
b) formação de ácido lático.
c) formação de água.
e) produção de ATP.
e) liberação de calor.

5. (UFRJ)

A produção de vinho é um dos processos mais antigos da biotecnologia. O livro do Gênesis já nos fala da embriaguez de Noé. Embora vários fatores devam ser levados em conta na produção de um bom vinho – como a cor, o aroma, o sabor, etc. – o processo depende essencialmente da degradação do suco das uvas por leveduras anaeróbias facultativas, presentes na casca do fruto. Na fermentação, nome dado a esse processo, o açúcar da uva é degradado a álcool etílico (etanol).

Explique porque se evita, na produção de vinho, o contato do suco de uva com o ar.

Gabarito

  1. C
  2. A
  3. A
  4. A
  5. Durante a produção de vinho, ocorre a fermentação alcoólica, ou seja, ocorre um processo sem oxigênio, cujo produto final é etanol. Como as leveduras que realizam a fermentação são anaeróbias facultativas, se o suco entrar em contato com o ar, elas realizarão respiração aeróbica e não será formado o vinho.

Quais das questões você errou? Acha que precisa estudar mais o tema? Para encontrar outras explicações que podem te ajudar, continue navegando pelo Desconversa, o blog do Descomplica.

 

Comentários

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro
Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você

logo descomplica