Quer receber materiais gratuitos e conteúdos exclusivos? 😉

Insira seu e-mail e receba todas as novidades sobre o Enem 2020 em primeira mão

Todos os temas das redações do Enem (atualizado)

Nesse artigo apresentamos todos os temas das redações do Enem abordados desde 1998 para que você se inspire para a nova edição do exame. Confira!

A redação do Enem é um ponto delicado para grande parte dos estudantes que prestam o exame. Isso porque, além de apresentar temas que geram reflexões, ela prevê que o candidato desenvolva um texto claro, coerente e que proponha uma solução para as questões levantadas.Aplicado desde 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio costuma englobar temas relacionados a Direitos Humanos, Meio Ambiente, Igualdade Racial, Direitos e Deveres do Cidadão, etc.

Estudar todos os temas das redações do Enem é fundamental para se sair bem na prova e elevar as chances de conseguir nota 1000, sabia? A seguir, apresentamos todos os temas abordados desde 1998 para que você se inspire para a nova edição do exame. Confira!

Todos os temas das redações do Enem (atualizado)

Proposta de redação da prova do Enem 2019 – CADERNO AMARELO — Foto: Reprodução Inep

Temas das redações do Enem desde 1998

1998 – Viver e Aprender

Naquele ano, o Enem utilizou o tema “Viver e Aprender”. O exame apresentou um trecho da música “O que é, o que é”, de Luiz Gonzaga Jr.

“Viver e não ter a vergonha de ser feliz

Cantar e cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz

Eu sei que a vida devia ser bem melhor e será

Mas isso não impede que eu repita

É bonita, é bonita e é bonita.”

A partir disso, o candidato precisava elaborar uma redação dissertativo-argumentativa com uma reflexão do tema. Era preciso apresentar argumentos para defender seu ponto de vista e encaminhar o texto para um desfecho claro, objetivo e que convidasse o leitor a pensar nesses versos e em seu significado.

1999 – Cidadania e participação social

O tema da segunda edição do Enem trouxe uma tirinha de Henfil e depoimentos extraídos do jornal Folha de S. Paulo sobre um evento de protagonismo juvenil.

Aqui, ao contrário da prova do ano anterior, que teve uma intenção mais filosófica, a intenção era mais clara: de selecionar, organizar e relacionar os argumentos, fatos e opiniões.

Na sequência, o caminho era defender seu ponto de vista e elaborar uma proposta de ação social.

Para se sair bem nessa redação, estar atualizado em relação aos acontecimentos nacionais e mundiais era fundamental. Munido dessas informações, o candidato tinha condições de desenvolver melhor o texto e utilizar argumentos para defender sua opinião.

2000 – Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional

Essa prova apresentou uma charge do cartunista Angeli, um trecho da Constituição e mais dois textos.

Os textos estimulavam uma reflexão sobre o tema “Desrespeito aos Direitos das Crianças”, mostrado na charge e nos depoimentos.

Na proposta, a redação pedia para que o candidato redigisse um texto dissertativo-argumentativo trazendo propostas para solucionar os problemas citados nos textos de apoio.

2001 – Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar interesses em conflito?

Essa edição do exame pedia que o estudante entendesse a relação entre desenvolvimento econômico e preservação do meio-ambiente.

No texto dissertativo-argumentativo, o candidato devia propor soluções para o problema, com foco no respeito aos direitos humanos.

Conteúdos publicados em diferentes meios de comunicação e uma charge serviam de base para o estudante. Ele precisava, com seus conhecimentos sobre atualidade, desenvolver um texto objetivo, claro e reflexivo sobre esse tema.

2002 – O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais de que o Brasil necessita?

Para essa redação, o Enem colocou como apoio uma imagem do comício Diretas Já, que pedia eleições diretas para presidente.

Para acompanhar essa imagem, textos falavam sobre democracia, luta social pelo direito ao voto e a importância de escolher os representantes políticos.

A proposta, ali, era para que o candidato percebesse a ligação que a proposta fazia com o período da Ditadura e a impossibilidade de escolher seus representantes. Ele devia ressaltar o poder de transformação do voto e refletir sobre essas questões, trazendo fatos atuais para a redação.

2003 – A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo?

A redação proposta em 2003 pelo Enem se baseava na comparação de gastos com segurança e outros serviços, como saúde e educação.

Desigualdade social e ciclo de violência foram outros temas abordados e que precisavam de uma solução, que devia ser apontada pelo candidato no texto.

A proposta claramente questionava gastos excessivos com segurança e mostrava que outros serviços estavam deficientes. Após escolher que ponto de vista adotar, o candidato deveria conduzir sua redação para sustentar seus argumentos.

2004 – Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação

A redação de 2004 do Enem trazia, como material de apoio, uma charge com uma lata de lixo fazendo alusão à televisão, além de alguns textos.

A proposta claramente tinha um aspecto de crítica. Por isso, o candidato deveria pensar em soluções para a invasão da imprensa e a fiscalização dos meios de comunicação.

Com um trecho da Constituição como ferramenta para embasar o texto, a proposta precisava ser desenvolvida com argumentos sólidos e claros para defender o ponto de vista do candidato.

2005 – O trabalho infantil na realidade brasileira

A redação do Enem 2005 trazia ao candidato um problema social para que ele refletisse sobre o assunto.

O tema foi contextualizado com uma ilustração mostrando o número de crianças trabalhando nas regiões do Brasil. Havia, ainda, um trecho do Estatuto da Criança e do Adolescente e dois textos sobre trabalho – um com enfoque na exploração e outro apontando o trabalho como forma de ensinar questões morais.

Diante disso, o candidato precisava alinhar as informações apresentadas com questões atuais para apresentar argumentos em defesa do seu ponto de vista. Levar em consideração os direitos das crianças era fundamental.

2006 – O poder de transformação da leitura

O tema da redação de 2006 do Enem propunha uma reflexão sobre a importância da leitura.

Em um dos textos de apoio, Moacyr Sciliar dizia que o escritor é sempre um leitor, ao passo que outro material falava sobre o ato de ler e, um terceiro, indicava o poder dos livros de transportar o leitor para diferentes locais só com a imaginação.

O candidato precisava organizar essas ideias, entender o caráter positivo dos textos e escolher bem os argumentos para embasar seu ponto de vista. Fazer links entre leitura e mudança de vida, ascensão social e conquistas era um bom caminho a ser seguido.

2007 – O desafio de se conviver com a diferença

A proposta de redação no Enem 2007 convidava o candidato a refletir sobre o preconceito e a tolerância exigida para se conviver.

Com uma música dos Titãs e outra do Engenheiros do Hawaii, além de uma parte da Declaração Universal sobre a Diversidade Cultural, a redação podia ser construída tendo os Direitos Humanos como pano de fundo.

Conhecer bem o tema e estar atento às atualidades eram ferramentas importantes que os candidatos que desejassem conseguir uma nota alta com a redação.

2008 – Como preservar a floresta Amazônica

A redação do Enem 2008 destacou a importância das chuvas e o quão prejudicial é o desmatamento da floresta Amazônica.

O candidato devia refletir sobre três possíveis ações para preservar as chuvas amazônicas. Uma delas precisava ser colocada na redação e desenvolvida, com indicação de suas possibilidades e limitações.

Temas como aquecimento global, preservação ambiental e efeito estufa, tão presentes na atualidade, complementavam o texto e ajudavam a enriquecer a argumentação.

2009 – O indivíduo frente à ética nacional

Este ano marcou o vazamento da prova, que necessitou de um novo tema de redação, já que a proposta “Valorização do Idoso” foi cancelada.

Com o novo tema, englobando o indivíduo frente à ética nacional, o exame apresentava uma charge de Millôr Fernandes, que falava sobre a escassez de pessoas honestas.

Havia, ainda, um texto crítico sobre a acomodação e outro sobre a corrupção. A reflexão do candidato deveria levar em consideração a reação popular à corrupção, apresentando uma proposta de ação social.

2010 – O trabalho na construção da dignidade humana

O Enem 2010 também precisou ser reaplicado para alguns alunos. O tema da redação da prova oficial foi “O trabalho na construção da dignidade humana”, que teve, como texto de apoio, a questão do trabalho escravo.

Para complementar a apresentação do tema, um texto apresentou uma previsão de como será o trabalho no futuro.

A outra prova, aplicada somente para alguns candidatos, teve a proposta de redação “Ajuda humanitária”. Um dos textos abordava a ajuda às vítimas da chuva no Nordeste. O outro apresentava o papel da internet depois do terremoto no Haiti para ajudar as vítimas.

2011 – Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado

A proposta de redação do Enem 2011 trazia para discussão questões sobre redes sociais e a privacidade na rede. O que deve ou não ser compartilhado? Quais são os limites que os usuários devem ter?

Textos de apoio também mostravam como as pessoas estão conectadas por grandes períodos de tempo. Havia, ainda, uma tirinha que mostrava o monitoramento constante de uma pessoa.

No texto, o estudante precisava analisar a questão dos limites entre e o público e o privado de forma crítica. Era preciso elaborar argumentos para defender seu ponto de vista, que podia ser embasado em temas e fatos da atualidade.

2012 – O movimento imigratório para o Brasil no século XXI

A proposta de redação do Enem 2012 apresentava textos de apoio que falavam sobre a imigração de haitianos para o Acre e sobre a influência dos imigrantes nos hábitos nacionais.

O tema exigia conhecimento de atualidades, pois se tratava de algo recente. Por isso muitos candidatos tiveram dificuldades para desenvolver a argumentação.

Respaldado pelos direitos humanos, o candidato devia construir uma proposta de intervenção no texto dissertativo-argumentativo.

2013 – Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil

Essa prova trouxe quatro informações para servir como base para a redação, além de duas imagens e dois textos.

Uma das imagens ilustrava uma campanha do governo federal, que pedia para que as pessoas não dirigissem após beber. Outra apresentou infográficos com dados de uma pesquisa sobre os efeitos da campanha na percepção de todos.

Os textos listavam dados sobre os efeitos da bebida no trânsito e um exemplo de como os bares se adaptaram à nova lei.

O candidato precisava avaliar os impactos dessa lei no Brasil, propondo melhorias, e argumentar para defender seu ponto de vista.

2014 – Publicidade infantil em questão no Brasil

Essa edição, mais uma vez, trouxe o tema “direitos humanos” como foco. O assunto entrou em um tema mais amplo, que englobava comunicação e seus limites. Envolveu, ainda, a liberdade de expressão e a proteção às crianças.

O candidato precisaria, então, pensar em formas de barrar a exposição excessiva de crianças. Ao entender qual seria sua abordagem, deveria, então, desenvolver argumentos para sustentá-la.

2015 – A persistência da violência contra a mulher no Brasil

Um tema bastante atual foi abordado na redação do Enem 2015. Ao contrário de outras edições, naquele ano só havia um tipo de posicionamento: contra.

Com base nos dados apresentados na prova, o candidato precisava encontrar formas de refletir sobre o assunto e propor formas de combater definitivamente a violência contra a mulher.

Trazer dados atuais e acontecimentos mundiais ou nacionais era uma forma ferramenta bastante recomendada de sustentar a argumentação.

2016 – Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil

A prova trouxe um tema bastante pertinente, que ia além de políticas públicas. Isso porque ela passava por um diálogo, mudança de atividades e até revisões ideológicas.

Para se dar bem, os candidatos precisavam mostrar domínio da cultura geral. Ele precisava defender e argumentar que o conflito religioso não tem origem só na religião, mas também em aspectos econômicos.

2017 – Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil

Com quatro textos motivadores, a prova trouxe dados sobre o número de alunos surdos na educação básica entre 2010 e 2016.

Houve, ainda, materiais sobre um trecho da Constituição Federal afirmando que todos têm direito à educação e uma lei determinando que a Língua brasileira de sinais (Libras) se tornasse a segunda língua oficial do Brasil.

Focar na inclusão e desenvolver propostas para combater o preconceito e até segregação muitas vezes sofridos pelos surdos, eram essenciais nessa redação.

2018 – Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet

Com gráfico e textos extraídos de reportagens, a redação 2018 do Enem foi atual, possibilitando uma série de leituras para o candidato.

Presente no cotidiano de todos, a Internet é um vasto território para discussões e, por isso, o aluno tinha uma vasta gama de assuntos para abordar.

Ele só precisava adotar um ponto de vista claro e utilizar argumentos fortes para sustentar seu ponto de vista.

2019 – Democratização do acesso ao cinema no Brasil

Considerado como surpreendente por alguns especialistas, o tema do Enem 2019 permitia ao candidato explorar o acesso da população em geral ao cinema e a distribuição irregular desses serviços.

Bastante atual, a proposta podia incorporar direitos humanos e acesso ao lazer, por exemplo. Os valores dos ingressos também poderiam ser abordados para embasar um ponto de vista.

Todos os temas das redações do Enem: como isso te ajuda a alcançar a nota mil

Conhecer as edições anteriores das provas do Enem é fundamental para se sair bem na redação. É preciso entender de atualidades, direitos humanos e meio ambiente para desenvolver um texto bem embasado e coerente. Vale a pena estudar essas provas e se inspirar para a sua. Suas chances de conseguir um resultado incrível aumentarão muito, pode acreditar!

Aproveite e veja esse vídeo de como arrasar na redação do Enem para qualquer tema!

 

 

 

 

Agora que você já conhece todos os temas das redações do Enem, continue dando uma olhada nos nossos conteúdos e descubra como o Descomplica pode ser a melhor opção para seus estudos <3

 ESTUDE AS MATÉRIAS DO ENEM NO DESCOMPLICA! ACESSE TODO O CONTEÚDO CLICANDO AQUI