• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Modelo de Redação

Olá, meus amigos!

Hoje, vou postar aqui um modelinho super feijão com arroz para você que tem dificuldade em redação. Calma! É muito simples e fácil de memorizar, não tem erro!

Veja na imagem abaixo a estrutura de redação que você deve seguir para conseguir arrancar aquele 10 da banca no vestibular!

Agora que você observou a estrutura, confira o que deve conter cada parágrafo!

Gente, semana que vem tem temas propostos COMENTADOS e dicas com o que deve conter sua redação para atingir a nota 10. Não perca, é MUITO importante para o ENEM!

Até mais!

Compartilhe

Avatar

Olá descomplica 😀
Minha maior dificuldade em produzir uma redação é de respeitar o número limite de linhas. Sempre passo pelo menos umas 5 ou 10 linhas por mais que eu tente resumir.

responder
Avatar

Olá, Eduarda,

Como sugestão para o seu problema posso falar para você tentar diminuir um pouquinho a letra e seguir o modelinho proposto pela Carolina! Além disso, fica de olho que essa semana ela está dando super dicas sobre como fazer uma boa introdução! http://www.desconversa.com.br/redacao/

responder
Avatar

Tema: O desafio de se conviver com a diferença – ENEM 2007

Redação:

A cultura do preconceito

Foi pelo pioneirismo português que na tentativa de descobrir novos caminhos para as índias se aventuraram pelo atlântico, passando assim interagir com o mundo conhecido e desconhecido, e dessa forma, apresentar o novo mundo ao velho, que as civilizações começaram a se modificar e por vezes até extinguir seus costumes milenares, para fundir suas tradições muitas vezes forçadas por outros povos, tradições estas, responsáveis por todo tipo de preconceito existente até hoje.

Em primeiro lugar é pertinente pontuar que a dificuldade de se conviver com o diferente nem sempre está atrelada à crueldade como muitos julgam. Toma-se como exemplo Pero Vaz de Caminha que ao escrever a carta dirigida ao rei de Portugal, se refere aos nativos brasileiros, como selvagens. Tal afirmação aparentemente xenofóbica pode parecer ao homem pós-moderno, pejorativa, porém, não podemos nos esquecer de que os europeus que aqui chegaram, nunca haviam tido contato com uma cultura tão diferente, pois se na atual conjuntara seria estranho ver pessoas nuas andando pelas ruas, que dirá, há séculos. Então, assim como não podemos exigir hoje que um jovem tenha a mesma perspectiva de mundo que um idoso, também não podemos exigir que uma pessoa de família com costumes extremamente arraigados e de forte influência religiosa veja com naturalidade o homossexualismo.

Por outro, lado não se pode ignorar a consequência que essa diversidade cultural por tantas vezes desrespeitada tem causado. Em meio a tantas culturas e religiões diferentes existentes numa mesma sociedade, onde valores se misturam e se contradizem, como por exemplo, o conflito árabe-israelense, onde dois povos de culturas e razões diferentes guerreiam pela supremacia de um território sendo impossível definir quem está certo, assim também acontece em todas as esferas da sociedade. O homossexual tem direito de viver de acordo com que julga natural, o religioso e um idoso que o critica também, como então definir que está certo se todos vivem numa sociedade onde são livres para expressar suas opiniões? A verdade é que ninguém está errado a não ser que tente de algum jeito impedir que o diferente continue a ser diferente, agir e pensar como tal. A necessidade não está em mudar os conceitos sociais, e sim em transforma-lo de forma a assegurar o bom convívio e respeito ao próximo.

Contudo, existem casos em que mesmo não havendo contradições de ideais, o preconceito persiste, referentes a costumes antigos, por saírem dos padrões de normalidade, como no caso da deficiência. Em casos como esse cabe à sociedade educar gradativamente, através de campanhas e estratégias educacionais, desde o cidadão mais jovem até o idoso, para que a sociedade possa um dia ver a diferença com naturalidade.

Em síntese, é coerente dizer que sempre haverá dificuldade de se lidar com a diferença, até porque, mesmo quando os antigos preconceitos já houverem sido sanados, novidades virão e causará novamente espanto em quem não estiver preparado para elas, e virá junto a elas o preconceito. Portanto, é indispensável que o homem aprenda a respeitar aquilo que não concorda ou admira, pois caso contrário à sociedade imergirá no caos causado pelo dissemelhante.

responder
Avatar

Minha maior dificuldade foi respeitar o número máximo de linhas. O que eu poderia retirar ou modificar para melhorar isso?

responder
Avatar

OI GOSTARIA DE SABER SE POSSO OU NÃO USAR ESSE MODELO PARA REDAÇÃO P/ CONCURSO, PELO QUE VI VOCÊ DEU A DICA BASEANDO-SE EM QUEM IRIA FAZER O ENEM, E O MEU PROFº VIVE DIZENDO ESQUECE O ENEM AQUI É DIFERENTE. IAI É DIFERENTE OU NÃO??
POR FAVOR, ME DE UM HELP ESTOU FICANDO LOUCA. RS
BJUS..
AGUARDO RESPOSTA..

responder