"Não foi acidente" redação exemplar do ENEM 2013

Não foi acidente

No Brasil, a utilização de bebidas alcóolicas é responsável por 30% dos acidentes de trânsito, de acordo com a Abramet (associação Brasileira de Medicina de Tráfego). Alguns desses acidentes, na sua maioria, são causados por jovens imprudentes, e algumas vítimas são pessoas inocentes. Com base nesses dados, fica explícita a necessidade da implantação da Lei Seca no Brasil, para reduzir o número de feridos e mortos no país.

O jovem, no geral, tem o costume de achar que nada de errado pode acontecer, agindo assim inconsequentemente. Essa autoconfiança permite que dirija alcoolizado sem pensar nos riscos que está se colocando e, inconscientemente, colocando os outros.

O número elevado de acidentes e feridos implica na superlotação dos hospitais públicos – já lotados – e que não têm estrutura nenhuma para receber a demanda de pacientes oferecida. E isso é um número que pode ser controlado como indica a campanha realizada na internet “Não foi acidente”. A campanha prega a ideia que, a partir do momento da ingestão de álcool unida a direção de veículos, o motorista sabe que pode causar um acidente e morte, respondendo assim por homicídio doloso, ou seja, com intenção de matar.

Pesquisas comprovam que a ingestão de apenas um gole de álcool já gera deficiências motoras e no reflexo do ser humano, sendo assim, um perigo dirigir um veículo de transporte.

Tudo deixa evidente que o governo deve continuar com as medidas da Lei Seca, mas que também deve ser levado em conta a importância da família na informatização dos jovens, e mais ainda, o papel da escola como principal meio de informação, definindo para o jovem os seus direitos, mas – principalmente – os seus deveres do cidadão para o exercício pleno da cidadania na sociedade.

Essa redação, nota 1000 no ENEM,  foi escrita por Mariana Barreto, de Salvador, aluna do Descomplica em 2013.

Continue estudando
Post do blog

11 propostas de intervenção para 11 possíveis temas de redação do Enem

artigo
Post do blog

REDAÇÃO PRONTA – ENEM 2006

Olá!
artigo