Blog Descomplica

Pós-Graduação em Gestão de Pessoas: conheça os 8 cursos mais procurados

As opções de pós-graduação em Gestão de Pessoas são um atalho para aquele cargo tão almejado ou para gerir melhor seu próprio negócio. Saiba mais!
porDescomplica| 17/07/2021

Compartilhe

Você já reparou em como os cursos pros vários tipos de Administradores sempre têm espaço no mercado? Administrar Recursos Humanos é uma tarefa exigida na maior parte das empresas e a pós-graduação em Gestão de Pessoas é focada justamente nisso. Essa é uma das principais áreas de Gestão Empresarial.

Assim, o tema explora os assuntos centrais sobre a força produtiva de um negócio. É diferente, por exemplo, da Gestão Financeira, de Operações, de Marketing e de Vendas. Aqui, o profissional é o responsável por processos como a contratação, o treinamento e o engajamento.

Se você tem o hábito de pesquisar sobre Gestão, talvez tenha visto seu significado associado à atuação estratégica. Isso significa que o gestor ajuda a coordenar os esforços pra chegar aos objetivos mais facilmente.

Mas você já parou pra pensar sobre qual pós-graduação em Gestão de Pessoas é a sua cara? A gente resolveu esclarecer esse rolê e apresentar as mais procuradas. Partiu?

Como a Gestão de Pessoas funciona?

Como a Gestão de Pessoas funciona?

A proposta da Gestão de Pessoas é simples: gerenciar o capital humano das empresas, melhorando sua performance. Assim, torna-se possível encontrar os melhores perfis pra marca e criar boas ações de engajamento. Desse modo, gestores e profissionais da área podem focar em apoiar as organizações na busca pela realização de suas metas.

Já ouviu falar de cultura empresarial? A Gestão de Pessoas é justamente uma das áreas voltadas à sua implementação. Os profissionais ainda garantem que as pessoas certas estejam no negócio — as mais talentosas, engajadas e qualificadas. Por isso, há um foco grande no universo dos Recursos Humanos. Mas, afinal, quais benefícios essa área pode trazer?

A resposta está em tudo o que traz bem estar pras pessoas na empresa. Isso inclui:

  • engajamento;
  • senso de propósito;
  • atração de talentos;
  • estímulo ao comportamento colaborativo;
  • satisfação;
  • suporte aos gestores;
  • criação de políticas favoráveis.

Assim, é possível trazer uma cultura de feedback e comunicação.

O que você precisa saber sobre Gestão de Pessoas?

O que você precisa saber sobre Gestão de Pessoas?

O objetivo da Gestão de Pessoas é criar boas condições pra que os funcionários performem bem nas suas rotinas. Por isso, tem dois focos principais. O primeiro é o técnico. Isso porque, um trabalho frequentemente é bem feito quando há o acesso a certos materiais e condições. Por exemplo, disponibilizando ferramentas, cursos e qualificação.

Esse é o ponto que a maior parte das pessoas costuma pensar ao citar o ramo da Gestão. Mas o trabalho não se resume a isso. Ainda há uma parte humana, simbolizada pela criação de um bom clima interno. Nos cursos de pós-graduação em Gestão de Pessoas, você vai ver várias opções ligadas a esse aspecto. Por exemplo, Coaching e Psicologia Organizacional.

É aqui que o trabalho de liderança é feito, em que o gestor identifica as características e individualidades da equipe. A inspiração e a influência também pesam nessa parte. Desse modo, simboliza boa parte das matérias que você vai entrar em contato ao longo dos estudos.

Para que serve a especialização?

Para que serve a especialização?

A principal razão pela qual a pós-graduação em Gestão de Pessoas pode ser uma boa é o reconhecimento profissional. Assim, você passa a ter condições de conquistar mais visibilidade dentro de uma empresa, graças às novas hard skills e soft skills certificadas pelo curso. Você ainda passa a ficar uns passos à frente na hora de conseguir um aumento salarial.

Uma pós costuma ser símbolo de dedicação e engajamento na carreira, um ponto frequentemente valorizado. A ideia também serve pra criar um currículo mais competitivo. Desse modo, você passa a ter mais condições de se destacar em processos seletivos. Você passa a se familiarizar e a consolidar seus conhecimentos.

Por fim, a pós-graduação em Gestão de Pessoas ainda traz vários benefícios aos empreendedores. Isso porque fornece vários insights sobre lideranças, além de revelar contato com uma visão gerencial. Dependendo da opção escolhida, você ainda conta com noções sobre plano de negócio, fluxo de caixa, custos, marketing e por aí vai.

O que observar ao escolher uma pós-graduação em Gestão de Pessoas?

O que observar ao escolher uma pós-graduação em Gestão de Pessoas?

Não basta apenas ter contato com as alternativas de cursos em Gestão, como também saber como fazer a escolha da melhor pós. Afinal, a opção pode ser fruto de sua dedicação pelos próximos anos. O primeiro ponto que vale prestar atenção é o seu perfil profissional. Isso significa que é importante gastar um tempo conhecendo a si mesmo.

Você pode analisar suas características, objetivos e coisas que mais influenciam sua carreira. Assim, a regra da complementaridade pode ser um direcionamento — simbolizada pela escolha do curso que conta com as competências que mais complementam as atividades que você já faz na sua rotina.

Por fim, vale analisar bem a instituição. Escolher uma formação de uma faculdade com reputação ruim no mercado pode ser uma má ideia. O mesmo vale pro não reconhecimento pelo MEC. Afinal, é o que vai definir a validade real do diploma. Às vezes, o seu perfil exige formações que trazem mais autonomia pra elaboração do cronograma. Nesse caso, formações online podem ser uma boa.

Quais são os pilares da Gestão de Pessoas?

Quais são os pilares da Gestão de Pessoas?

Embora os cursos de pós-graduação em Gestão de Pessoas difiram entre si, a maior parte conta com os mesmos princípios. Por isso, conhecer os pilares pode dar pistas sobre quais são os assuntos mais importantes e o que você pode se deparar nas formações. Os trabalhos partem do princípio de que o investimento em Recursos Humanos é importantíssimo.

Os pilares passam por motivação, trabalho em equipe, treinamento profissional, conhecimento e comunicação. Diferentemente das outras áreas, essa é focada no trabalho considerando as necessidades individuais dos profissionais. Isso é visto, por exemplo, na motivação. Esse é um ponto que influencia diretamente no rendimento.

Em alguns cursos, você vai se deparar com aulas de Coaching voltadas justamente pra isso. Outro ponto é a comunicação, estudando como acontecem as interações entre as pessoas e qual é a influência no ambiente. Se as trocas de informações não estão “ok”, muita coisa pode se perder.

Quais são os desafios da carreira?

Quais são os desafios da carreira?

Durante sua vida profissional, você provavelmente vai se deparar com alguns dos desafios da Gestão de Pessoas. Assim, parte dos conceitos nas aulas são feitos justamente pra contornar cada um. Lembra da motivação que a gente citou no tópico anterior? Então, é importante pra manter o engajamento e a produtividade, o primeiro grande desafio.

Esse modelo de Gestão é centrado nos funcionários, certo? Isso significa que manter um clima organizacional saudável também é um quebra-cabeça. Aqui, entra, por exemplo, a administração de conflitos. Afinal, ter um ecossistema de trabalho funcionando bem é uma das receitas pro crescimento.

Por fim, o desenvolvimento dos profissionais também é um ponto em que vale prestar atenção. Assim como a pós-graduação em Gestão de Pessoas é um degrau na sua carreira, algo vai precisar representar os degraus no caminho dos profissionais. Às vezes, isso se dá por programas de qualificação simples, como cursos livres.

Quais habilidades um profissional de Gestão de Pessoas precisa ter?

Quais habilidades um profissional de Gestão de Pessoas precisa ter?

Na hora de elaborar o planejamento de carreira, as habilidades profissionais costumam ter um peso razoável, né? Por isso, analisar as mais importantes ajuda ao escolher o curso ideal. Assim, uma gestão de sucesso costuma envolver pontos como a separação do pessoal e do profissional.

Isso porque os profissionais precisam sentir que as promoções são frutos do mérito em vez das amizades. O inverso disso pode causar desmotivação no time, diminuindo o engajamento. Sabe a administração de conflitos que citamos? Então, a separação do pessoal e do profissional também é importante nessa hora. Às vezes, é preciso deixar claro que os problemas não afetam sua vida particular.

A aptidão pra conhecer cada membro da equipe é outra habilidade valorizada nos gestores. Assim, você passa a entrar em contato com os pontos fortes de todo mundo, delega melhor as tarefas e conhece os limites individuais. Desse modo, torna-se mais fácil aproveitar as características particulares de cada talento.

Vale a pena apostar na Gestão de Pessoas?

Vale a pena apostar na Gestão de Pessoas?

Talvez você até conheça os benefícios do curso, mas ainda esteja na dúvida se a pós-graduação em Gestão de Pessoas realmente vale a pena. O primeiro ponto em que você pode se apoiar é no fato de que a opção não é apenas uma qualificação profissional, mas também uma forma de entrar em contato com uma série de competências únicas.

Assim, você pode melhorar seu próprio negócio, almejar vagas de liderança e até criar planos pra mudar a cultura organizacional. Por ser uma formação flexível, há inúmeras áreas em que o profissional formado pode se beneficiar. Boa parte das marcas ainda procura por cabeças inovadoras e com capacidade de liderança, crescendo as chances de empregabilidade pra quem anda sempre atualizado.

Já imaginou propor um modelo de cultura que passa a influenciar o mercado? Algumas formações têm foco justamente em processos de inovação e design thinking. Ideias inovadoras têm sido valorizadas no mercado e a qualificação pode ser justamente uma forma de ter mais preparação pra isso.

Existe diferença entre o MBA e a especialização tradicional em Gestão de Pessoas?

Existe diferença entre o MBA e a especialização tradicional em Gestão de Pessoas?

Uma das vantagens da pós-graduação em Gestão de Pessoas é sua existência em modalidades diferentes de formação. Os dois tipos são lato sensu, garantindo o título de especialista. Na maior parte das vezes, o MBA é focado pra atuação em gestão e empreendedorismo, enquanto a especialização tradicional é um pouco mais abrangente.

Outra diferença é a carga horária. O MBA tem uma duração mais longa, a partir de 400 horas. A especialização tradicional, por sua vez, vai até 360 horas. A sigla que dá origem ao MBA significa “Master in Business Administration” e seu foco é mais prático. Por isso, talvez você veja com mais frequência exemplos de casos reais.

Às vezes, o modelo conta com matérias que se repetem com frequência, mesmo quando o tema dos cursos é distinto. Isso inclui temas da área de gestão. Por exemplo, finanças, operações, marketing e por aí vai. Já a especialização tradicional, conta com mais liberdade pra elaborar sua grade. Por isso, vale reparar em qual opção combina mais com o seu perfil.

Quais são os cursos de pós-graduação em Gestão de Pessoas mais procurados?

Quais são os cursos de pós-graduação em Gestão de Pessoas mais procurados?

Os cursos de pós-graduação em Gestão de Pessoas não são indicados apenas pra profissionais que querem encontrar seu espaço no mercado de trabalho, mas também pra pessoas ligadas ao empreendedorismo. Existem várias opções e vale dar uma olhada pra descobrir qual é a sua cara. Você vai ver as principais nos próximos tópicos.

1. Pós em Gestão de Pessoas

A primeira da lista é a própria especialização em Gestão de Pessoas. O principal alvo são os profissionais de Recursos Humanos que almejam algum cargo de liderança. Desse modo, seu foco vai pro recrutamento de funcionários, direitos trabalhistas, treinamentos, segurança no trabalho, demissões e por aí vai.

Ainda assim, os assuntos explorados variam conforme o curso e com os desafios do mercado. Às vezes, as aulas preparam profissionais pra problemas mais práticos. Por exemplo, a tomada de decisão com base em recursos tecnológicos e a análise dos desafios das empresas.

Aqui, os estudos podem ser complementados com o contato com a tecnologia. Isso inclui ideias como Big Data e modelagem. Por isso, a especialização não é útil apenas pra profissionais, mas também pra empresas. Com a necessidade de atualização, a ideia traz vários benefícios.

2. Gestão de Pessoas, Liderança e Coaching

Você já ouviu falar na pós-graduação em Gestão de Pessoas, Liderança e Coaching? O curso combina alguns conceitos diferentes pra trazer uma formação mais completa. O coach é o profissional voltado a despertar o melhor das pessoas e fazer com que alcancem seu máximo potencial.

Essa abordagem faz com que a Gestão de Pessoas fique ainda mais rica. Assim, o aluno tem condições pra acrescentar muitas coisas às empresas. Trabalhos como a retenção de talentos e o aumento da produtividade podem receber insights úteis dos formados. Com as aulas sobre coaching e liderança, ainda há o desenvolvimento de habilidades humanas.

Por isso, é uma mão na roda pra aqueles que focam em cargos de liderança e administração. O curso é flexível e profissionais de várias áreas podem aproveitar suas lições. Ao unir técnicas de gestão ao coaching, os alunos passam a ter competência pra cuidar dos recursos mais importantes da empresa e ainda conseguem destravar seus bloqueios pessoais.

3. Direito do Trabalho para Gestão de Pessoas

A pós-graduação em Direito do Trabalho para Gestão de Pessoas dá o know how que você precisa pra trabalhar como gestor conhecendo os fundamentos das leis trabalhistas. Isso porque, a formação conta com um pé no universo jurídico, trazendo vários conhecimentos dos princípios trabalhistas.

Esses fazem parte de um dos ramos mais importantes do Direito Privado. Afinal, mais de 10% dos processos são trabalhistas. Se você faz parte da gestão de um negócio e já precisou lidar com contratações, talvez já tenha se deparado com a sigla “CLT”.

É a “Consolidação das Leis do Trabalho”, a responsável pelas normas que cuidam das relações profissionais. A ideia da legislação é garantir que essa interação entre profissional e empresa não seja desigual. A expertise em conhecer essas leis, assim como em gestão, pode fazer diferença no mercado de trabalho.

4. Negócios e Gestão De Pessoas

O curso de Negócios e Gestão de Pessoas tem foco em gerentes e empreendedores, embora qualquer profissional formado possa investir no curso. Aqui, os conhecimentos de Negócios e Recursos Humanos se complementam, criando uma qualificação ainda mais completa.

Se o foco da Gestão de Pessoas são os profissionais que trabalham em uma empresa, o da Gestão de Negócios é mais amplo. Isso porque inclui pontos como Marketing, Finanças, Recursos Humanos, Logística e mais. Geralmente, o trabalho é feito a partir da definição de metas e objetivos.

Aqui, vale observar a diferença entre a Gestão e a Administração. A primeira área explora principalmente ferramentas e métricas, fazendo uma análise mais “fria”. Já a segunda, traz um passo maior pro fator humano, chegando próxima das ideais de liderança.

5. Design Thinking e Gestão de pessoas

Você talvez já tenha ouvido falar de Design Thinking. O termo está em alta e não por acaso. A ideia nasceu de uma abordagem pensada em soluções criativas, tendo origem nas ideias do CEO Tim Brown — em que defende que as pessoas pensem como designers pra resolver problemas. Por isso, conta com alguns direcionamentos simples.

São a viabilidade, a praticabilidade e a desejabilidade. Pareceu complicado? Calma, a gente explica de forma mais simples. Todo produto desenvolvido com o modelo deve ser viável, simples e desejável. Na prática, plausível pra produzir, prático pra usar e demandado pelo mercado.

A primeira coisa que costuma cruzar a mente das pessoas ao pensar em um designer é a criatividade. De certa forma, esse o espírito do Design Thinking. Aqui, o formado passa a ter mais facilidade pra tirar as pessoas de suas bolhas, incentivar pensamentos inovadores e experimentar ideias diferentes. Isso é feito por etapas, como imersão, ideação, prototipação e por aí vai.

6. Psicologia Positiva e Coaching

Lembra de quando citamos a Gestão como uma atividade com um foco mais humano? Então, isso faz com que Psicologia Positiva e Coaching surja como opção pra pós-graduação em Gestão de Pessoas. Esse ramo da Psicologia é focado no estudo científico e acadêmico da felicidade.

A ideia começou a ser explorada quando o psicólogo norte-americano Martin Seligman começou a testar a hipótese de que transtornos como a depressão nasciam do desamparo aprendido — a crença de que os próprios atos são irrelevantes. Com experimentos com cães e ratos, contrariou seus rivais acadêmicos behavioristas e ajudou a inaugurar uma abordagem de psicologia cognitiva sobre a felicidade.

Essa é justamente uma das referências intelectuais do coaching, razão pela qual os assuntos são estudados juntos. Se você pensa em ter mais ferramentas pra lidar com profissionais deprimidos e encontrar caminhos pra sua motivação, essa pode ser a formação ideal pra você.

7. Gestão e Retenção de Talentos

A pós-graduação em Gestão e Retenção de Talentos explora uma das necessidades mais importantes das empresas: a de manter os melhores profissionais dentro dela. Nem sempre as pessoas se sentem valorizadas e com bons planos de carreira dentro de uma organização, o que faz com que as alternativas surjam como opções atraentes.

Essa ideia nasce da perspectiva de que os talentos não são só “mão de obra”, mas pessoas potencialmente criativas que podem levar uma marca a outro patamar. Assim, a retenção de talentos também tem um papel importante na motivação e no employer branding — a visão de uma empresa como marca empregadora no mercado.

Assim como as melhores vagas, os melhores profissionais também são concorridos. Em empresas pouco atraentes, a manutenção dos profissionais é complicada, fazendo com que a taxa de rotatividade seja alta, assim como os custos de contratação. A formação é justamente uma das formas de ajudar as marcas a contornar isso.

8. Gestão da Psicologia Organizacional

A Psicologia Organizacional é o ramo da Psicologia voltado ao estudo do comportamento humano no universo corporativo. Seu estudo contribui pro sucesso das empresas, aprimorando o desempenho dos profissionais, sua motivação, sua segurança e sua saúde mental. O trabalho pode envolver práticas de contratação, gerenciamento, qualificação e feedback.

Assim, o campo de atuação passa por alguns tópicos. Por exemplo, a análise do trabalho, usando entrevistas, questionários e observação das tarefas. Outra área é a de seleção de pessoal, definindo e analisando os candidatos que mais fazem sentido pra empresa. Por fim, ainda há o feedback.

Isso, porque o estudo de Psicologia Organizacional ajuda a avaliar o desempenho de uma equipe. Assim, as decisões de promoção e compensação se tornam mais embasadas. O estudo ainda ajuda a tomar decisões que favoreçam o bem-estar dos profissionais.

Os vários tipos de pós-graduação em Gestão de Pessoas exploram a administração de Recursos Humanos de formas diferentes. Assim, você pode desenhar sua carreira de inúmeros jeitos. Há cursos que focam desde assuntos criativos como o Design Thinking, até problemas pragmáticos como o Direito do Trabalho.

Se você já está no mercado de trabalho e tem uma rotina apertada, pode pensar em opções EaD. Desse modo, você deixa de depender do cronograma de um curso presencial e passa a aprender de acordo com o seu próprio ritmo.

Como viu, existem várias opções de pós-graduação em Gestão de Pessoas e certamente alguma é a sua cara. Se você quer saber mais, pode conhecer os cursos da Pós Descomplica e dar aquele up no seu currículo com a maior plataforma de ensino do país!

Comentários

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro
Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você

logo descomplica