Exercícios Resolvidos: Filosofia Medieval

01/07/2016 Yuri Costa

Leia o resumo Filosofia Medieval e resolva os exercícios abaixo.

 

1. (Uff 2012) A grande contribuição de Tomás de Aquino para a vida intelectual foi a de valorizar a inteligência humana e sua capacidade de alcançar a verdade por meio da razão natural, inclusive a respeito de certas questões da religião. Discorrendo sobre a “possibilidade de descobrir a verdade divina”, ele diz que há duas modalidades de verdade acerca de Deus. A primeira refere-se a verdades da revelação que a razão humana não consegue alcançar, por exemplo, entender como é possível Deus ser uno e trino. A segunda modalidade é composta de verdades que a razão pode atingir, por exemplo, que Deus existe.

A partir dessa citação, indique a afirmativa que melhor expressa o pensamento de Tomás de Aquino.

a) A fé é o único meio do ser humano chegar à verdade.

b) O ser humano só alcança o conhecimento graças à revelação da verdade que Deus lhe concede.

c) Mesmo limitada, a razão humana é capaz de alcançar certas verdades por seus meios naturais.

d) A Filosofia é capaz de alcançar todas as verdades acerca de Deus.

e) Deus é um ser absolutamente misterioso e o ser humano nada pode conhecer d’Ele.

 

2. (Uncisal 2011) Uma das preocupações de certa escola filosófica consistiu em provar que as ideias platônicas ou os gêneros e espécies aristotélicos são substâncias reais, criadas pelo intelecto e vontade de Deus, existindo na mente divina. Reflexões dessa natureza foram realizadas majoritariamente no período da história da filosofia:

a) Pré-socrático.

b) Antigo.

c) Medieval.

d) Moderno.

e) Contemporâneo.

 

3. (Ufu 2010) A filosofia de Agostinho (354 – 430) é estreitamente devedora do platonismo cristão milanês: foi nas traduções de Mário Vitorino que leu os textos de Plotino e de Porfírio, cujo espiritualismo devia aproximá-lo do cristianismo. Ouvindo sermões de Ambrósio, influenciados por Plotino, que Agostinho venceu suas últimas resistências (de tornar-se cristão).

(PEPIN, Jean. Santo Agostinho e a patrística ocidental. In: CHÂTELET, François (org.) A Filosofia medieval. Rio de Janeiro Zahar Editores: 1983, p.77.)

Apesar de ter sido influenciado pela filosofia de Platão, por meio dos escritos de Plotino, o pensamento de Agostinho apresenta muitas diferenças se comparado ao pensamento de Platão.

Assinale a alternativa que apresenta, corretamente, uma dessas diferenças:

a) Para Agostinho, é possível ao ser humano obter o conhecimento verdadeiro, enquanto, para Platão, a verdade a respeito do mundo é inacessível ao ser humano.

b) Para Platão, a verdadeira realidade encontra-se no mundo das Ideias, enquanto para Agostinho não existe nenhuma realidade além do mundo natural em que vivemos.

c) Para Agostinho, a alma é imortal, enquanto para Platão a alma não é imortal, já que é apenas a forma do corpo.

d) Para Platão, o conhecimento é, na verdade, reminiscência, a alma reconhece as Ideias que ela contemplou antes de nascer; Agostinho diz que o conhecimento é resultado da Iluminação divina, a centelha de Deus que existe em cada um.

 

Gabarito

1. C

Resolução passo a passo

a) Esta alternativa não pode ser considerada verdadeira, uma vez que ela contraria a noção de verdades naturais.

b) Esta alternativa estaria correta se o autor em questão fosse Santo Agostinho, mas, como se trata de Tomás de Aquino, ela contraria a noção de verdades naturais.

c) Esta alternativa está se referindo as verdades naturais, aquelas que podemos encontrar por nossos esforços racionais.

d) A filosofia é uma atividade da razão humana, e, como a razão não pode conhecer tudo acerca de Deus, a filosofia também não.

e) O homem pode conhecer a existência de Deus através das verdades naturais e pode ter acesso ao seu mistério através da revelação.

 

2. C

Resolução passo a passo

a) O período pré-socrático consistiu na procura da physis.

b) A filosofia antiga ainda não contava com a noção de intelecto divino.

c) A filosofia medieval foi marcado pela união entre fé e razão e a cristianização das teorias platônicas e aristotélicas.

d) Na filosofia moderna, já havia algum desprezo pela noção de intelecto divino. Apesar de alguns autores acreditarem nisso, esta não é uma característica forte o suficiente para marcar este período.

e) A filosofia contemporânea não contou com muitos autores que fizessem afirmações desse tipo.

 

3. D

Resolução passo a passo

a) Tanto Agostinho quanto Platão acreditavam que era possível alcançar o conhecimento verdadeiro.

b) Platão acredita que além do mundo sensível há o mundo das ideias; já Agostinho defende que, além do mundo sensível, há a cidade de Deus.

c) Tanto Agostinho quanto Platão acreditavam na imortalidade da alma.

d) Platão cria que conhecer é necessariamente relembrar o que já foi visto no mundo das ideias. Agostinho acredita que todo conhecimento é oriundo da iluminação divina.

Yuri Costa

Yuri Costa escreveu 1833 artigos

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *