Blog Descomplica
dados pretos para ilustrar texto com questões de probabilidade

7 questões de Probabilidade resolvidas para arrasar no Enem

Teste seus conhecimentos sobre Probabilidade com estas 6 questões e depois confira a resposta comentada por nossos monitores.

Atualizado em

Compartilhe

A probabilidade é a área da matemática que estuda a chance de um determinado evento ocorrer. O tema, presente no cotidiano das pessoas, é bastante cobrado em questões de vestibular e do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). 

O que você precisa saber sobre probabilidade Enem?

De maneira geral, as questões que envolvem probabilidade Enem precisam ser interpretadas com cautela e atenção. Isso porque, na maioria dos casos, os enunciados dos exercícios trazem informações essenciais para a solução do problema. 

A probabilidade, sobretudo em questões do Enem, costuma estar relacionada a outros assuntos das ciências exatas, tais como:

  • Razão e proporção;
  • Análise combinatória;
  • Números decimais;
  • Porcentagem;
  • Fração.

Aproveite para conferir o mapa mental de probabilidade

Exercícios de probabilidade 

Questão 1. (Fuvest)

Uma urna contém 5 bolas brancas e 3 bolas pretas. Três bolas são retiradas ao acaso, sucessivamente, sem reposição. Determine:

A) A probabilidade de que tenham sido retiradas 2 bolas pretas e 1 bola branca.

B) A probabilidade de que tenham sido retiradas 2 bolas pretas e 1 bola branca, sabendo-se que as três bolas não são da mesma cor.

Questão 2. (Enem)

Numa escola com 1.200 alunos foi realizada uma pesquisa sobre o conhecimento desses em duas línguas estrangeiras, inglês e espanhol. Nessa pesquisa constatou-se que 600 alunos falam inglês, 500 falam espanhol e 300 não falam qualquer um desses idiomas. Escolhendo-se um aluno dessa escola ao acaso e sabendo-se que ele não fala inglês, qual a probabilidade de que esse aluno fale espanhol?

A) 1/2

B) 5/8

C) 1/4

D) 5/6

E) 5/14

Questão 3. (Enem)

Para analisar o desempenho de um método diagnóstico, realizam-se estudos em populações contendo pacientes sadios e doentes. Quatro situações distintas podem acontecer nesse contexto de teste:

1) Paciente TEM a doença e o resultado do teste é POSITIVO.

2) Paciente TEM a doença e o resultado do teste é NEGATIVO.

3) Paciente NÃO TEM a doença e o resultado do teste é POSITIVO.

4) Paciente NÃO TEM a doença e o resultado do teste é NEGATIVO.

Um índice de desempenho para avaliação de um teste de diagnóstico é a sensibilidade, definida como a probabilidade de o resultado do teste ser POSITIVO se o paciente estiver com a doença.

O quadro refere-se a um teste diagnóstico para a doença A, aplicado em uma amostra composta por duzentos indivíduos.

Conforme o quadro teste proposto, a sensibilidade dele é de:

A) 47,5%.

B) 85,0%.

C) 86,3%.

D) 94,4%.

E) 95,0%.

Questão 4. (Enem)

O diretor de uma escola convidou os 280 alunos de terceiro ano a participarem de uma brincadeira. Suponha que existem 5 objetos e 6 personagens numa casa de 9 cômodos; um dos personagens esconde um dos objetos em um dos cômodos da casa.

O objetivo da brincadeira é adivinhar qual objeto foi escondido, por qual personagem e em qual cômodo da casa o objeto foi escondido. Todos os alunos decidiram participar. A cada vez um aluno é sorteado e dá a sua resposta.

As respostas devem ser sempre distintas das anteriores, e um mesmo aluno não pode ser sorteado mais de uma vez. Se a resposta do aluno estiver correta, ele é declarado vencedor e a brincadeira é encerrada.

O diretor sabe que algum aluno acertará a resposta porque há:

A) 10 alunos a mais do que possíveis respostas distintas

B) 20 alunos a mais do que possíveis respostas distintas

C) 119 alunos a mais do que possíveis respostas distintas

D) 260 alunos a mais do que possíveis respostas distintas

E) 270 alunos a mais do que possíveis respostas distintas

Questão de Lançamento de moedas

Em toda prova de vestibular que o universo já teve, pelo menos uma vez, caiu uma questão sobre probabilidade envolvendo moedas e os resultados serem cara ou coroa.

No lançamento de uma moeda, você tem duas chances de resultado, ser cara ou coroa, e a probabilidade  de cair uma das duas é sempre ½.

Lembrando que probabilidade é dada por:

ahaha

Por exemplo, se quisermos encontrar a probabilidade de resultar exatamente 2 caras e 2 coroas no lançamento de 4 moedas não viciadas, temos:

A probabilidade de sair cara num lançamento é 1/2 e a probabilidade de sair coroa também é 1/2. Então, a probabilidade de sair 2 caras e depois duas coroas é:

(1/2).(1/2).(1/2).(1/2) = 1/16

Porém, essa é apenas uma ordem, podemos ter, também, outras ordem possíveis. Essas ordens são as permutações desses 4 casos entre si, assim:

P42,2 = 4!/2!.2!

P42,2 = 4.3!/2.2

P42,2 = 3!

P42,2 = 6 permutações

(CaCaCoCo, CaCoCaCo, CaCoCoCa, CoCaCaCo, CoCaCoCa, CoCoCaCa)

Para cada uma dessas ordens distintas, há 1/16  de chance de duas caras e duas coroas.

Como a probabilidade são os casos favoráveis sobre os possíveis, temos:

P= 6.(1/16)

P= 6/16

P= 3/8

P= 0,375

P= 37,5%

Veja também a nossa lista com exercícios de Probabilidade condicional

Questão de Lançamento de Dados

Outro evento muito cobrado em probabilidade é o lançamento de dados. Sempre temos algum caso de lançamentos de dados não viciados e queremos algum tipo de probabilidade.

Lembrando que, sempre, em um lançamento de um dado de 6 lados, a probabilidade de sair alguma face é de 1/6.

Por exemplo:

Se no lançamento de um dado quisermos retirar o número 3 ou 5, temos:

Nesse caso, temos que a probabilidade de cada um desses números saírem, isoladamente, é de 1/6 cada. Caso tenhamos um 3, não sairá um 5 e caso tenhamos um 5, não sairá o 3.

Podemos analisar então que sairá o 3 ou o 5, assim teremos a união dessas probabilidades pois pode ser uma ou a outra, logo devemos considerar as duas. Assim:

P = 1/6 + 1/6 = 2/6 = 1/3

Importante (!): Perceba que o conectivo OU, em probabilidade, não é excludente, mas sim, usado para somar as probabilidades!

Sorteio de bolas de cores diferentes

Típicas questões de probabilidade são aquelas que usam bolas de cores diferentes e alguém vai retirá-las ao acaso. Esse tipo de questão é muito cobrada, na UERJ, por exemplo, e eu já perdi a conta de quantas já caíram.  Geralmente nesses casos, a questão quer descobrir o número mínimo de vezes que eu tenho que tentar até tirar uma certa quantidade de bolas de mesma cor, ou as chances de tirar uma de uma cor e outra de outra cor.

Veja essa questão, por exemplo:

(UERJ) Uma máquina contém pequenas bolas de borracha de 10 cores diferentes, sendo 10 bolas de cada cor. Ao inserir uma moeda na máquina, uma bola é expelida ao acaso. Observe a ilustração:

ahaha

a) Para garantir a retirada de 4 bolas de uma mesma cor, o menor número de moedas a serem inseridas na máquina corresponde a:

(A) 5           

(B) 13                                   

(C) 31                           

(D) 40

Solução:

Inserindo 10 moedas e supondo que todas são de cores diferentes, garantimos que a 11ª bola será de cor igual a uma das anteriores. Supondo que esse procedimento se repita, isto é, saem sempre 10 bolas de cores diferentes, é certo que após 30 bolas há 3 de cada uma das 10 cores. Logo, a 31ª moeda expelirá uma bola com uma das cores anteriores, garantindo assim 4 bolas de uma mesma cor.

OBS: É claro que pode ocorrer essa situação antes das 31 retiradas. Mas, isso não é garantido!

b) Inserindo-se 3 moedas, uma de cada vez, a probabilidade de que a máquina libere 3 bolas, sendo apenas duas delas brancas, é aproximadamente de:

 

(A) 0,008                                            (B) 0,025                                (C) 0,040                        (D) 0,072

Solução 1:

Há 10 bolas brancas (B) e 90 de cores diferentes da branca (D):

 

P(BBD) + P(BDB) + P(DBB) = ahaha

Gabarito

  1. A

Resolução da questão 1

A) P = bola preta e B = bola branca

Pode-se escolher 3 bolas ao acaso de 8.7.6 = 336 maneiras diferentes.

As ordens das bolas brancas e pretas podem ser feitas das seguintes formas: BPP, PPB e PBP = P23

3.2.5=30

90/336=15/56

B) Podem ser 2 bolas brancas e 1 preta (I) ou 2 pretas e 1 branca (II)

P(II) sabendo que as bolas não são de mesma cor é:

2. A

Resolução da questão 2

Há 1200 alunos na escola e 300 deles não falam línguas estrangeiras. Por isso, é possível inferir que 900 estudantes falam essas línguas. 

Ao somar a quantidade de alunos que falam inglês (600) com os que falam espanhol (500), há um total de 1.100. Então, ao calcular a diferença desse total com a quantidade que fala língua estrangeira, isto é, 1.100 – 900, obtém-se 200. Essa é a quantidade de alunos que falam as duas línguas mencionadas. 

Dessa forma, de 600 alunos, apenas 400 falam somente inglês, e de 500 alunos, apenas 300 falam somente espanhol.

Conforme apontado no exercício, é necessário selecionar um aluno que não fala inglês e, por isso, o espaço amostral será composto por aqueles que falam apenas espanhol ou que não falam nenhuma língua, logo, n(Ω) = 600. 

O número de casos favoráveis é a quantidade de alunos que falam apenas espanhol, então n(E) = 300. Assim, este será o cálculo da probabilidade:

p(E) = n(E)

           n(Ω)

p(E) = 300/600

p(E) = 3/6

p(E) = 1/2

3. E

Gabarito:

A sensibilidade é definida como a probabilidade de o resultado ser positivo se o paciente estiver com a doença. Assim, é possível inferir que a sensibilidade é igual ao resultado positivo dividido pelo número de pessoas com a doença. 

Por isso, é necessário observar a coluna “presente” na tabela, que mostra as pessoas que têm a doença. Neste caso, 100 pessoas possuem a enfermidade e 95 é o número de resultados positivos.

Dessa forma, o cálculo se dá:

Sensibilidade = 95 ÷ 100 = 0,95

Sensibilidade = 0,95 x 100% = 95%

4. A 

Resolução da questão 4

Neste exercício, o primeiro passo é determinar o número total de possibilidades por meio do princípio multiplicativo:

6 x 5 x 9 = 270

Na sequência, é necessário realizar uma interpretação do resultado obtido no princípio multiplicativo. 

Se cada aluno deve ter uma resposta e foram selecionados 280 alunos, entende-se que o diretor sabe que algum aluno acertará a resposta porque há 10 alunos a mais do que a quantidade de respostas possíveis.

Resposta correta: A

Assista também o vídeo do nosso canal sobre probabilidade

 

Gostou da nossa lista de exercícios de probabilidade? Aproveite para fazer questões antigas de provas do Enem e melhore sua preparação!

Conheça o nosso cursinho preparatório para o Enem e continue estudando com a ajuda de nossos professores.

Comentários

Francisco Sales Araújo
Francisco Sales Araújo
04/04/2023 às 23:06

Muito bom

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro

Hora do Treino de Matemática - Matemática e suas Tecnologias

Últimos posts

Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você