Quais são as forças presentes em trajetórias curvilíneas?

Leia um resumo sobre as forças presentes em trajetórias curvilíneas, aprenda tudo sobre o assunto e garanta a sua nota no Enem e vestibulares do país!

Antes de começarmos a falar de quais são as forças, vamos ver como que um corpo entra em uma trajetória curvilínea. Já pensou por que um corpo fica em torno da Terra? Como a terra orbita o sol? Em por que os corpos não saem pela horizontal ou fazem outra trajetória ao invés da circular? O movimento orbital é um movimento circular em torno em torno de algo.

Variação da direção da velocidade

Já vimos que velocidade e força são grandezas vetoriais. Isso quer dizer que possuem: módulo, direção e sentido. Em uma trajetória circular, temos a velocidade variando sua direção a todo o momento.

Podemos observar que a velocidade linear será sempre tangencial a trajetória. Mas, se o corpo seguisse a direção do vetor velocidade, em qualquer ponto desses, ele sairia pela tangente. Então o que o prende à trajetória?

Resultante centrípeta

Para o corpo conseguir descrever uma trajetória circular, o principio fundamental da dinâmica garante que devemos ter uma resultante de forças que aponte para o centro. Já que temos uma resultante, teremos então uma aceleração e é ela a responsável por mudar a direção do vetor velocidade. Essa aceleração é chamada aceleração centrípeta.

Essa resultante, na direção radial, chamamos de Força  Resultante centrípeta.  Todos os corpos que estão em uma trajetória curvilínea possuem uma Resultante centrípeta.

Como todas as resultantes, a centrípeta também será a soma de todas as forças na direção radial.

Confira o exemplo abaixo:

Exercícios

1. (UFRS) A figura a seguir representa um pêndulo cônico ideal que consiste em uma pequena esfera suspensa a um ponto fixo por meio de um cordão de massa desprezível.

Para um observador inercial, o período de rotação da esfera, em sua órbita circular, é constante. Para o mesmo observador, a resultante das forças exercidas sobre a esfera aponta

a) verticalmente para cima.
b) verticalmente para baixo.
c) tangencialmente no sentido do movimento.
d) para o ponto fixo.
e) para o centro da órbita.

VEJA COMO RESOLVER PASSO-A-PASSO ESSA QUESTÃO!

2. (PUC-RJ) Um carro de massa m = 1000 kg realiza uma curva de raio R = 20 m com uma velocidade angular w = 10 rad/s.

A força centrípeta atuando no carro em newtons vale:

a) 2,0 106.
b) 3,0 106.
c) 4,0 106.
d) 2,0 105.
e) 4,0 105.

 VEJA COMO RESOLVER PASSO-A-PASSO ESSA QUESTÃO!

Gabarito

1. E

2. A

Continue estudando
artigo
Post do blog

Questões Comentadas: Exercícios de Movimento Uniforme

Vamos fazer exercícios de movimento uniforme?
artigo
Post do blog

Questões comentadas: Velocidade Média

Leia um resumo sobre Velocidade Média e responda as questões de vestibulares abaixo!