4 conflitos que você precisa saber para entender as tretas no Oriente Médio

Você sabe quais foram as principais guerras entre árabes e israelenses que ocorreram no Oriente Médio?

oriente médio
oriente médio
Com certeza você já ouviu falarem que algum lugar parece a Faixa de Gaza, né? Aqui no Rio de Janeiro, essa expressão já virou usual para se referir a zonas de conflitos entre a polícia e narcotraficantes. A Faixa de Gaza é uma região do Oriente Médio disputada por árabes e israelenses e marcada por intensos conflitos.

Você sabe quais foram as principais guerras entre árabes e israelenses que ocorreram no Oriente Médio? Não? Então você precisa ler essa lista!

1. Primeira Guerra Árabe-Israelense (1948-1949)

Esse conflito também é conhecido como Guerra de Independência, pois ocorreu logo após a criação do Estado de Israel. Em maio de 1948, a ONU dividiu a região da Palestina em dois Estados independentes, o Estado de Israel e o Estado da Palestina. Essa medida gerou grande insatisfação entre os palestinos, que se recusaram a aceitar a Partilha da Palestina e declaram guerra a Israel.

Crianças falando sobre como se sentem nas regiões de conflito da Palestina
Crianças falando sobre como se sentem nas regiões de conflito da Palestina

2. Guerra do Suez (1956)

Após a criação do Estado de Israel, os conflitos entre árabes e israelenses só cresceram. Em outubro de 1956, o presidente do Egito, Gamal Nasser, aliado da causa Palestina, anunciou a nacionalização do Canal de Suez, prejudicando interesses tanto de israelenses como de ingleses e franceses. Em resposta, Israel ocupou a Península do Sinai, no Egito. Com a intervenção soviética no conflito (lembre-se que estamos em um contexto de Guerra Fria, de bipolarização mundial), ao lado dos árabes, a região egípcia acabou devolvida.

Bombardeios são comuns na região da Palestina
Bombardeios são comuns na região da Palestina

3. Guerra dos Seis Dias (1967)

Em 1964, foi criada a Organização pela Libertação da Palestina (OLP), que defendia a luta armada contra Israel e tinha como braço o FATAH, liderado por Yasser Arafat. Em meio à intensificação dos conflitos, Israel conquistou diversas regiões árabes-palestinas, como a Península do Sinai, a Faixa de Gaza, a Cisjordânia e as Colinas de Golã, expandindo ainda mais seu território.

Bandeira adotada pela Organização para a Libertação da Palestina como bandeira do proclamado Estado da Palestina.
Bandeira adotada pela Organização para a Libertação da Palestina como bandeira do proclamado Estado da Palestina.

4. Guerra do Yom Kippur (1973)

Essa guerra foi uma clara resposta árabe ao expansionismo israelense. Os árabes escolheram o dia do Yom Kippur (dia do perdão), data muito importante no calendário judaico, para implementar um ataque surpresa contra Israel. Com a ajuda dos Estados Unidos, Israel conseguiu derrotar os árabes, que não se deram por vencidos. Em retaliação, os países árabes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) elevaram o preço dos barris de petróleo, gerando uma crise econômica mundial, que ficou conhecida como a Primeira Crise do Petróleo.

Apesar do desejo de todos, o fim dos conflitos no Oriente Médio ainda parece distante
Apesar do desejo de todos, o fim dos conflitos no Oriente Médio ainda parece distante
Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Conflitos no Oriente Médio

Quer saber tudo sobre os Conflitos no Oriente Médio? Dê uma olhada neste mapa mental e mande ver na sua prova de história!
artigo
Post do blog

Mapa Mental: Imperialismo e Descolonização Afro-Asiática

Acabe com todas as suas dúvidas sobre Imperialismo e Descolonização Afro-Asiática com este mapa mental que vai salvar sua prova de história <3
artigo