• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Química: o que não fazer no Enem

Estamos de volta para mais uma da série “O que não fazer no Enem”. Desta vez, selecionamos três dicas de como resolver as questões de Química da melhor forma possível – e, por consequência, fazer uma prova de Ciências da Natureza incrível! Temos certeza que  nesse pouco tempo que falta para a prova, você já conseguiu estudar tudo – ou quase tudo – da matéria. Agora, é só manter a calma e gabaritar a prova! Se liga só 👇

SAIBA O QUE ESTUDAR NA RETA FINAL PARA O ENEM PARA GABARITAR!

Ficar tentando resolver uma questão que você não sabe de cara

Essa dica é super importante! Não só para as questões de Química, mas para o Enem como um todo. Você já deve estar ligado que a correção do Exame é baseada na TRI – Teoria de Resposta ao Item. Em resumo, você não pode vacilar nas questões fáceis e acertar as super difíceis. Desta forma, o sistema vai deduzir que você chutou a maior parte da prova. Assim, sua média geral cai. 🙁

Não poderia ser diferente com as questões de Química. Em média, os candidatos têm três minutos para responder cada enunciado do Enem. Caso você veja que não vai cumprir esse tempo em alguma questão, passe para a próxima. Não fique empacado! Assim, você consegue resolver o restante da prova e ainda terá tempo para voltar nas que pulou. Essa é a melhor forma de garantir o acerto em questões fáceis e médias.

Bater o olho no enunciado da questão e achar que isso basta

No Enem não tem “pegadinha”! Todos os dados do enunciado são relevantes para o seu raciocínio. É comum os alunos olharem o enunciado super rápido e acabarem perdendo detalhes importantes para a resolução do problema – o que é compreensível, a gente sabe que o tempo é curto! Dá mesmo uma vontadinha de bater o olho rápido no enunciado e já partir para a resolução.

Mas fique firme! Faça o seguinte: confira todas as informações que estão no enunciado, monte um raciocínio que inclua todas as informações dadas e só depois parta para a resolução. Essa pressa de solucionar as questões pode ser um tiro no pé – você erra a questão e ainda terá o retrabalho de resolver mais uma vez. Esse tempo poderia ser utilizado para fazer outra questão!  

Só ler algumas as alternativas da questão

Esse é outro costume que os alunos criam por conta da pressa. Ainda na metade da resolução, o candidato já marca a alternativa que parece a certa. O que nem sempre procede, né? Termine o exercício e analise todas as cinco alternativas. O seguro morreu de velho e qualquer questão pode ser decisiva no cálculo da sua média na prova. Não dá para vacilar! 😉

Curtiu? Falta pouco para o Enem 2017. Os dias 5 e 12 de novembro serão decisivos para você conseguir a sua vaga na faculdade. O time do Descomplica está aqui para garantir que só vamos soltar sua mão na hora da aprovação. 👊