Blog Descomplica

Aspectos Linguísticos: Os erros mais comuns na redação do ENEM!

Você sabe quais são os erros mais comuns na redação do ENEM? Só o seu domínio da norma culta da língua portuguesa vale 200 pontos!
porDescomplica| 23/08/2016

Compartilhe

Você sabe quais são os erros mais comuns na redação do ENEM?

Só o seu domínio da norma culta da língua portuguesa vale 200 pontos!

redação

A competência 1 do ENEM que diz respeito à norma culta da Língua Portuguesa vale 200 pontos e para isso você deve dominar muito bem esse quesito. Confira, nesse resumo, alguns aspectos gramaticais muito importantes para a prova de redação.

1- Vírgula

Os sinais de pontuação servem, na escrita, para imprimir ritmo à comunicação, auxiliar a compreensão da mensagem. A vírgula é um marcador um marcador de pausa que gera muitas dúvidas quanto a sua utilização. Um dos erros mais comuns em relação à vírgula é:

  • Não se separam por vírgula termos que se relacionam diretamente na frase.

Sendo assim: O filho mais novo do seu Juca recebeu um prêmio muito importante.

2- Crase

A crase não é um acento. Ela é a fusão de dois sons idênticos e representada na escrita por uma vogal ‘a’ com acento grave à. Veja alguns critérios para a utilização do acento indicativo da crase:

  • A palavra seguinte deve ser feminina.
  • Caso exista dúvidas, substitua a palavra feminina após o “a” por uma palavra de gênero masculino. Se antes da palavra masculina, tiver sido utilizado a forma “ao”, significa que houve a junção da preposição a com o artigo masculino o. Nesse caso, a preposição é requerida, então há crase.

Sendo assim:  Vou à Bahia.

Dica: Quando venho, venho da, quando vou, craseio o a; Quando venho, venho de, quando vou, crasear para quê?

Venho da Bahia. Vou à Bahia. / Venho de Brasília. Vou a Brasília.

3- Regência

A regência é a relação de subordinação que se estabelece entre uma palavra (verbo ou nome) e seus complementos. Essa relação pode ser expressa diretamente (sem preposição) ou diretamente (com preposição). Veja alguns problemas mais comuns:

  • Assistir a ou assistir? As duas formas são possíveis:

– assistir a: ver com atenção, presenciar, ser atribuição de alguém, ser auxiliar de alguém.

  1. Assiste a todas as novelas.
  2. Meu bisavô assistiu ao surgimento da República.
  3. Esse direito não assiste ao prefeito.
  4. Ele assiste ao repórter.

– assistir: socorrer, dar assistência.

  1. O médico assistiu ao doente.
  • Chegar a (algum lugar) ou chegar em (algum lugar)? A forma correta é a primeira.
  1. Ela chegara ao topo da carreira.

4 – Concordância

A concordância é a adaptação de um termo a outro por meio de flexões. Sem a concordância, a frase fica inadequada aos padrões cultos da língua. Vejamos:

  • Concordância nominal: Artigos, adjetivos, pronomes adjetivos e numerais adjetivos concordam com os substantivos em gênero e número.
  1. Os meus três jogadores favoritos.
  • Concordância verbal: Deve ser considerado se o sujeito é simples ou composto, bem como a posição do verbo em relação ao sujeito.
  1.  A situação dos barcos será discutida brevemente.
  2. Eu e ela sairemos agora.

Exercícios

Agora você está pronto para a redação, resolva estas questões sobre tudo isso que acabamos de falar. Reveja a lista anterior e “desafio aceito”:

1. (FUVEST) Indique a forma que não será utilizada para completar a frase seguinte:

“Maria pediu ____ psicóloga que ____ ajudasse ____ resolver o problema que ___ muito ____ afligia.”

a) preposição (a)
b) pronome pessoal feminino (a)
c) contração da preposição a e do artigo feminino a (à)
d) verbo haver indicando tempo (há)
e) artigo feminino (a)

VEJA COMO RESOLVER PASSO A PASSO ESTA QUESTÃO

2.

haver ou a ver
Na tirinha de Jim Davis, Garfield, o verbo “ter” foi empregado de maneira coloquial, substituindo assim o verbo “haver”. Analisando o emprego do verbo “ter” na tirinha de Garfield, observe as proposições e assinale aquelas que estão corretas.

I. Na modalidade oral e na modalidade escrita, não é permitida a substituição do verbo “haver” pelo verbo “ter”, quando o sentido expresso for “existir”.

II. Quando o sentido for “existir”, prefira o verbo “haver”, sobretudo na norma culta.

III. “Haver” e “a ver” são termos semelhantes e podem ser empregados nas mesmas situações linguísticas.

IV. Reescrevendo as frases, teríamos, sem prejuízo na significação: “Eu sei onde há doces” ou “Eu sei onde existem doces”.

a) II e IV.

b) I, III e IV.

c) I, II e IV.

d) todas as proposições estão corretas.

VEJA COMO RESOLVER PASSO A PASSO ESTA QUESTÃO

3. Empregue corretamente os termos “mas” e “mais”.

I. Eles estavam felizes, _____ a chuva atrapalhou a cerimônia de casamento ao ar livre.

II. Eles estavam ______ felizes do que antes, embora a chuva tenha atrapalhado a cerimônia.

III. Eles se encontrariam ______ vezes, ______ Eduardo precisou partir

IV. Nós gostaríamos de voltar aqui ______ vezes, se você permitir

V. Tentei chegar na hora, ______ me atrasei.

a) mas – mas – mais – mas – mas – mais

b) mas – mais – mais – mas – mais – mas

c) mais – mais – mas – mais – mas – mas

d) mas – mais – mais – mais – mais – mas

VEJA COMO RESOLVER PASSO A PASSO ESTA QUESTÃO

Gabarito

1. E

2. A

3. B

Comentários

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro
Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você

logo descomplica