Como surgiu a política?

24/07/2017 Camila Paula

O resumo de hoje explica como surgiu a política na Grécia Antiga. Já é difícil entender a política atual, quem dirá a grega, certo? Descomplicamos o assunto para você! Nossa conversa será uma ferramenta indispensável para compreender a filosofia de grandes pensadores!

Assista o vídeo da professora Larissa Rocha, leia este texto sobre o assunto e resolva os exercícios no fim da página. Assim, você vai aprender de uma forma descomplicada como surgiu a política! 🙂

Que pólis é essa?

A política surgiu na Grécia, aproximadamente no século VI a.c. Nesse período, o homem grego começou a passagem da consciência mítica para a atitude filosófica. Como a política surgiu nessa fase, ela não era como é hoje, pois dizia respeito exclusivamente à organização das pólis. Estas eram cidades-estados, que se autogeriam e que foram pioneiras na democracia.

ORGANIZE SEUS ESTUDOS: INCLUA ESTE RESUMO NO SEU PLANEJAMENTO SEMANAL

Filosofia e política

Como surgiu a politica

Os filósofos gregos compreendiam a política como o ápice da realidade humana, como vida boa e virtuosa, a principal característica do homem livre. Acima da vida política está apenas a vida contemplativa, vivida pelos sábios, mas para os demais, o governo da cidade é o que há de melhor.

Qual é o papel do filósofo nessa história? A filosofia deve fornecer, nada mais nada menos, que a verdade, ou seja, os melhores conceitos possíveis para o governo das cidades. A filosofia e a política nasceram na mesma época, século VI a.c, daí vem o hábito de dizer que “a filosofia é filha da pólis”.  Nesse período, embora a cosmologia fosse o ponto alto dos discursos filosóficos, muitos pré-socráticos foram responsáveis pela administração de suas cidades. A política define a essência do homem.

Talvez os gregos não compreendessem a política como nós, ou melhor, na teoria pensamos de forma bem semelhante, mas na prática a coisa fica mais complicada. Para eles a política tinha por fim último a justiça comum. Percebam que a linha que separava a politicidade da consciência mítica era bem tênue, digo isso porque a primeira noção de justiça era extremamente mitológica e se dividia em três esferas:

  • Themis: A lei divina que ordena o universo;
  • Cosmo: A ordem universal estabelecida pela themis;
  • Dike: A justiça entre as coisas e os homens.

Precisamos entender que a justiça não era uma realidade isolada, ao contrário, ela representava tudo no mundo grego, ela era a ordem natural que governava o mundo.

Como surgiu a politica

Mais uma vez política e filosofia se cruzam! Aos poucos as noções que embasam a vida política foram se desvencilhando da consciência mitológica, ou seja, Themis e Dike deixaram o status divino, para serem apenas partes da justiça. Ainda não captaram? Vocês já devem saber que a democracia nasceu aí, o governo grego era democrático e pioneiro no quesito cidadania. Todos os cidadãos tinham direito à participação política, isso ocorria nas ágoras, praças públicas.  Eles decidiam no debate quem tinha as melhores ideias para conduzir a cidade.

Sabe onde a filosofia se encaixa? Ora, se era preciso um confronto na base do discurso, era preciso encontrar os melhores argumentos possíveis. Essa necessidade de ter argumentos colaborou de modo muito significativo para o surgimento e consolidação da filosofia.

Agora que você já sabe como surgiu a política, treine seus conhecimentos resolvendo os exercícios abaixo.

Exercícios

1. (UEMS) A cultura grega contribuiu diretamente na inauguração de várias manifestações artísticas, filosóficas e científicas. Também marcou a origem da Mitologia, que buscava a explicação para as principais questões da existência humana, da natureza e da sociedade. Sobre a história política da Grécia, na Antiguidade Clássica, pode-se dizer que esta se caracterizou:

a) pela alternativa de dinastia hegemônica.
b) por uma federação estável, que era regida de forma ditatorial.
c) por uma organização imperial.
d) pela existência de cidades-estados que atuavam, politicamente, como unidades autônomas.
e) por uma organização teocrática.

2. (UEPG) [ … ] “Polis” é a palavra grega que traduzimos por “cidade-estado”. É uma tradução, porque a polis normal não se assemelhava muito a uma cidade e era muito mais que do que um Estado. Mas a tradução, como a política, é a arte do possível [ … ]

(KITTO, 1980, p. 107).

Sobre a “pólis” grega, assinale o que for correto.

(01) A Democracia, invenção grega, possibilitou, desde a época arcaica, uma tendência à participação equânime da população na propriedade da terra, superando as barreiras de riqueza e de sangue.
(02) As primeiras pólis, ao que parece, teriam surgido na Grécia asiática, local de chegada de jônios e eólios expulsos pelos invasores dórios e que, mediante um processo de sinecismo topográfico e político, formaram cidadelas com governos próprios.
(04) As cidades formavam um conjunto de estados autônomos, que podiam se opor entre si, ou estabelecer alianças e coligações, mas nunca chegaram a submeter-se a um único governo.
(08) Os poemas, como a “Ilíada” e a “Odisséia”, que revelam detalhes do período Homérico, deram aos gregos o sentimento de que, a despeito das suas divergências, faziam parte de um conjunto.
(16) A Guerra do Peloponeso, embora tivesse causado algumas fraturas entre espartanos e atenienses, serviu para garantir a hegemonia grega no Mediterrâneo.

Soma: (     )

3. (UFRGS) Considere o enunciado abaixo e as três propostas para completá-lo.

Para um grande número de historiadores, a Atenas do século V a.C. tornou-se um modelo de democracia e de liberdade. Entretanto, esse modelo de democracia tem sido questionado, porque, em Atenas,

1 – a sociedade era dividida em três classes distintas: cidadãos, metecos e escravos.

2 – a democracia e a liberdade eram limitadas a uma minoria composta por homens adultos nascidos em solo ateniense.

3 – a ação da Assembleia Popular era limitada pelo Conselho dos Quinhentos, que preparava os projetos de lei a serem votados.

Quais propostas estão corretas?

a) Apenas 1.
b) Apenas 2.
c) Apenas 3.
d) Apenas 1 e 2.
e) 1, 2 e 3.

Gabarito

1. D

2. 02

3. E

Camila Paula

Camila Paula escreveu 2656 artigos

3 Comentários para este artigo

  • Imperador Júlio César
    08/05/2015

    Adorei o post! principalmente, contudo pelo amor que tenho por filosofia.
    Ah, já estava me esquecendo: Descomplicaaaaaaaaaaaaaaaaaaa vocês estão de parabéns! 😀

  • Larissa
    14/08/2015

    ótimoooooo!

  • Isi Araujo Torres
    08/09/2015

    Muito bom, tudo completinho ♥

Deixe o seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *