Ligação covalente e iônica: aprenda agora

Na química os elementos que estão na tabela periódica podem se ligar entre si. Vamos ver nesse texto, dois tipos de ligações químicas que aparecem bastante no vestibular.

Ligação covalente e iônica são dois tipos que ligações químicas que estão presentes em muitos compostos de nosso cotidiano. Entender a ligação química que uma substância faz é fundamental para explicar algumas propriedades ou características que o material possui.

Sempre presente em nossa comida, nós temos o NaCl, o famoso sal de cozinha. Um exemplo de um composto que realiza ligação iônica. Temos também o oxigênio (O2) que nós respiramos, essencial para a vida, é um exemplo de uma substância que realiza ligação covalente. Vamos aprender agora o que é cada uma dessas ligações, suas características e muito mais.

O que é ligação covalente?

A ligação covalente é um tipo de ligação química em que os elétrons são compartilhados. Ou seja, os elementos vão estar ligados pelo compartilhamento desses elétrons. Essa ligação vai ocorrer quando ambos os elementos participantes da ligação quiserem receber elétrons. Nesse caso, a única solução para eles adquirirem estabilidade é compartilhando os seus elétrons.

Vamos olhar para um exemplo:

O gás cloro (Cl2) é formado por dois átomos de cloro ligados entre si. Mas como essa ligação vai ocorrer? A gente sabe que o Cl está no grupo 17 da tabela periódica, sendo assim, possui 7 elétrons na camada de valência. A sua estabilidade vai ocorrer quando ele ganhar mais um elétron e ficar com oito elétrons na camada de valência.

OBS (Regra do octeto): Essa regra diz que um átomo tende a ganhar ou perder elétrons até adquirir a configuração eletrônica de um gás nobre. Ou seja, oito elétrons na camada de valência.

No caso do gás cloro, a gente tem apenas elementos que querem receber elétrons. Sendo assim, haverá um compartilhamento desses elétrons, para que ambos possuam 8 elétrons na camada de valência, ficando estáveis. Veja esse esquema:

O que é ligação covalente?

Com esse compartilhamento nós podemos ver que ambos estão com 8 elétrons na cada de valência e adquiriram estabilidade!

O que é ligação iônica?

A ligação iônica é um tipo de ligação química que ocorre com uma atração entre cargas (íons). Nesse tipo de ligação, nós teremos um elemento perdendo elétrons e outro ganhando elétrons. Quando um átomo perde um elétron, ele vai adquirir uma carga positiva, visto que, o número de prótons será maior que o número de elétrons. Nós chamamos esse íon carregado positivamente de cátion.

Temos também o ânion, porém esse íon é formado quando um átomo ganha um elétron, adquirindo uma carga negativa. Essa carga ocorre pelo fato de o número de prótons ser menor que o número de elétrons. Quando ocorrer essa perda e ganha de elétrons, nós teremos uma ligação iônica.

Veja um exemplo:

Analisando o cloreto de sódio (NaCl), nós sabemos que o Na está no grupo 1 da tabela periódica, possui apenas um elétron na camada de valência, sendo assim, para adquirir a estabilidade, ele irá perder esse elétron. Já o Cl, está no grupo 17, possui 7 elétrons na camada de valência, dessa forma, ele precisa ganhar um elétron para completar o octeto.

Podemos concluir que, a ligação entre o Na e Cl vai acontecer pela perca de um elétron do Na e ganho de um elétron pelo Cl. Veja no esquema:

Sal de cozinha. Cloreto de sódio (NaCl). Composto iônico.

Como identificar se a ligação é covalente ou iônica

Nós vimos o que é cada uma dessas ligações químicas. Mas como nós podemos olhar para um composto e saber se ele faz ligação covalente ou iônica? A forma mais simples e que dá certo quase sempre é olhando para os elementos e verificando se eles são metais, ametais ou o hidrogênio.

Quando uma substância for formada por um ametal ligado a um ametal, ametal ligado a hidrogênio ou o hidrogênio ligado a outro hidrogênio, nós teremos uma ligação do tipo covalente.

Exemplo: H2, HCl e SO2.

E quando nós olhamos para um composto e observarmos que ele é formado pela união entre um metal e um ametal, a ligação química vai ser do tipo iônica.

Exemplo: KCl, CaO e NaBr

Na maioria dos casos a forma que nós vimos até agora vai ser suficiente. Mas é sempre bom ir mais além. Caso você tenha acesso as informações de eletronegatividade (valores tabelados), nós iremos por outro caminho.

Para saber se um composto realiza ligação iônica ou covalente, nós vamos olhar para a diferença de eletronegatividade. Quando o valor for menor que 1,7 a ligação será classificada como covalente. E se a diferença de eletronegatividade for maior ou igual a 1,7, a ligação será do tipo iônica.

Exemplos:

                               Na – Cl
Valores de eletronegatividade: 0,9 3,0

Calculando o ΔEN: 3,0 – 0,9 = 2,1

Como ΔEN é maior que 1,7 a ligação é iônica. Perceba que chegamos na mesma classificação olhando apenas para metal ligado a ametal. Isso é para ocorrer mesmo.

                               H – Cl
Valores de eletronegatividade: 2,1 3,0

Calculando o ΔEN: 3,0 – 2,1 = 0,9

Como ΔEN é menor que 1,7 a ligação é covalente. Perceba que chegamos na mesma classificação olhando apenas para ametal ligado a ametal. Isso é para ocorrer mesmo.

Características de compostos covalentes

  • Apresentam ponto de fusão e ebulição mais baixos que os compostos iônicos;

  • São compostos de baixa dureza;

  • Comparado aos compostos iônicos, possuem alta tenacidade;

  • Quando puros, não conduzem corrente elétrica;

  • Podemos encontrar esses compostos nos estados físicos sólido, líquido e gasoso na temperatura ambiente.

  • Os compostos que fazem essa ligação são chamados de moleculares;

  • Quando adicionados em água eles sofrem ionização.

Características de compostos iônicos

  • Esses compostos apresentam uma alta temperatura de fusão e ebulição;

  • Não temperatura ambiente, são encontrados no estado sólido;

  • Apresentam alta dureza;

  • Apresentam baixa tenacidade;

  • São bons condutores de eletricidade quando no estado líquido e dissolvidos em água. Caso estejam puros, não conduzem corrente elétrica.

Assista também 👉 Como ocorrem as ligações iônicas e quais são suas propriedades?

Nessa aula, o professor Allan Rodrigues descomplica como ocorre a ligação iônica e suas propriedades. Para assistir todo o conteúdo de Química, clique aqui. Estude com a gente e fique afiado para o Enem :D 😉

👉 Se prepare para o Enem e Vestibulares estudando Química de graça no Descomplica!

💚

A maior sala de aula direto da sua casa!

Junte-se aos 230 mil alunos que descobriram como melhorar os resultados estudando online! 👉 Clique aqui e saiba como!

Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Ligações Químicas

Que tal aprender sobre ligações químicas por meio de mapas mentais? 😀 Então, você não pode perder esse mapa mental aqui!
artigo
Post do blog

Questões comentadas: Ligação Iônica e suas Propriedades

Leia o resumo Como ocorre a Ligação Iônica? Quais suas propriedades?
artigo