• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Aula ao Vivo: Fontes de Energia

Hoje teremos uma aula incrível sobre Fontes de Energia, com o professor Claudio Hansen, que você não pode perder! Para saber o horário da aula, é só continuar nesse post 🙂 Ah, não se esqueça de baixar o material de apoio também! 😀

tumblr_Blog-320x320px_Hansen
Geografia: Fontes de Energia
Turma da Manhã: 10:15 às 11:15, com o professor Claudio Hansen
Turma da Noite: 19:45 às 20:45, com o professor Claudio Hansen

Faça download do material de apoio clicando aqui embaixo 🙂

Material de Aula ao Vivo
Lista de Exercícios

MATERIAL DE AULA AO VIVO

1. “A partir de 2007, quando se anunciou a descoberta de grandes reservas do chamado “pré-sal”, o governo brasileiro passou a defender novas regras para a exploração de petróleo no país. O pré-sal corresponde à camada de rocha que contém petróleo e que está localizada abaixo de uma espessa camada de sal. A Petrobras estima que no pré-sal brasileiro haja reservas em torno de 70 bilhões a 100 bilhões de barris de petróleo. Em agosto de 2009, o ex-presidente Lula apresentou projetos para mudanças no setor petrolífero, sendo um deles a redistribuição dos royalties. No ano de 2011, por exemplo, os royalties somaram R$ 25,6 bilhões.”

(Adaptado de bbc.co.uk, dezembro de 2012).

A disputa pela redistribuição dos royalties do petróleo entre estados e municípios brasileiros se acirrou no final de 2012, em função de novas regras para o setor votadas no Congresso Nacional.
Essa disputa decorre diretamente da característica político-econômica do país indicada em:
a) controle da União sobre a regulação do acesso às riquezas hidrominerais
b) dependência de capitais estrangeiros no fornecimento de matérias-primas
c) monopólio da legislação federal sobre os insumos para a indústria de base
d) adequação dos padrões tecnológicos na preservação dos recursos ambientais

 

Gabarito

1. A

 

LISTA DE EXERCÍCIOS

1.

geo1

Disponível em: <http://domacedo.blogspot.com.br/2011/11/chevron-o-desastre.html>.
Acesso em: 01 ago. 2012.

Além da poluição dos mares, por exemplo, a exploração do petróleo proporciona royalties, que são:
a) impostos pagos pelos governos de todos os níveis aos cidadãos, como forma de compensar a destruição ambiental dos oceanos e mares.
b) taxas pagas pelas empresas exploradoras dos recursos dos mares aos municípios, como forma de redução da poluição ambiental.
c) compensações financeiras pagas aos governos pelas empresas exploradoras de recursos diversos em territórios variados.
d) recursos tecnológicos repassados pelas empresas aos governos para que eles despoluam a natureza dos espaços explorados.
e) tarifas compensatórias pagas pelo Governo federal às empresas que exploram petróleo na plataforma continental.
2. O gráfico abaixo exibe a distribuição percentual do consumo de energia mundial por tipo de fonte.

geo2

(Statistical Review of World Energy, 2012).

Com base no gráfico e em seus conhecimentos, identifique, na escala mundial, a afirmação correta.
a) A queda no consumo de petróleo, após a década de 1970, e devida à acentuada diminuição de sua utilização no setor aeroviário e, também, a sua substituição pela energia das mares.
b) O aumento relativo do consumo de carvão mineral, a partir da década de 2000, esta relacionado ao fato de China e Índia estarem entre os grandes produtores e consumidores de carvão mineral, produto que esses países utilizam em sua crescente industrialização.
c) A participação da hidroeletricidade se manteve constante, em todo o período, em função da regulamentação ambiental proposta pela ONU, que proíbe a implantação de novas usinas.
d) O aumento da participação das fontes renováveis de energia, após a década de 1980, explica-se pelo crescente aproveitamento de energia solar, proposto nos planos governamentais, em países desenvolvidos de alta latitude.
e) O aumento do consumo do gás natural, ao longo de todo o período coberto pelo gráfico, e explicado por sua utilização crescente nos meios de transportes, conforme estabelecido no Protocolo de Cartagena.

3. “SÃO PAULO, 19 set 2013 (Reuters) – As hidrelétricas responderam por 77,43 por cento do total de energia produzida no país em julho, mês em que o governo decidiu desligar 34 térmicas, representando um aumento de 4,7 por cento em relação a junho.
Já a geração termelétrica em julho foi de 12.641 megawatts (MW) médios, uma queda de 12,1 por cento em relação a junho, quando essas usinas geraram 14.381 MW médios, informou a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) no informativo Infomercado de setembro.
O governo decidiu desligar 34 usinas a óleo e diesel em julho, alegando que as chuvas ajudaram a encher os reservatórios das hidrelétricas – com exceção do Nordeste – e que o desligamento das usinas faria o sistema elétrico economizar cerca de 1,4 bilhão de reais mensais.
Em agosto, após blecaute que atingiu o Nordeste, o governo religou cerca de 1.000 megawatts de térmicas.
O país passa agora pelo período seco, quando costuma ocorrer redução dos reservatórios das hidrelétricas – que deve ser recomposto com o começo do período chuvoso a partir de novembro.
O nível dos reservatórios do Nordeste está em 33,28 por cento, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), atualizados na véspera, ante o nível de 46,52 por cento em junho – antes do desligamento da maior parte de térmicas.
No Sudeste/Centro-Oeste, o nível passou de 63,75 por cento em junho para 50,9 por cento atualmente. No Sul, subiu de 80,83 por cento para 82,6 por cento. Já no Norte, o nível das represas caiu de 93,55 por cento em junho para 60,7 por cento.
Em julho, após a decisão de desligar as 34 térmicas e antes da notícia de religamento de 1.000 MW no Nordeste, o diretor-geral do ONS, Hermes Chipp, estimou que durante o período seco o uso dos reservatórios das hidrelétricas resultaria em uma depreciação de 8 por cento até novembro.”

(Agência Reuters)

Assinale a alternativa correta.
a) O aumento da participação da energia hidráulica na matriz energética brasileira foi possível com a entrada em operação da hidrelétrica de Belo Monte, no Amazonas.
b) O “período seco” mencionado no texto refere-se a confirmação da hipótese de aquecimento global, ao contrario de uma variação normal dos índices pluviométricos para essa época do ano.
c) As usinas hidrelétricas continuam a ser uma opção energética viável economicamente. A opção por essa fonte de energia foi acentuada no país a partir do governo Geisel, em um contexto de uma crise energética mundial.
d) A opção brasileira pela hidroeletricidade contraria o que se verifica nas maiores economias do mundo. Em razão de preocupações ambientais, inexistentes na legislação brasileira, países como EUA, Canadá, Rússia e China não utilizam esse método ultrapassado de geração de energia.
e) Entre as fontes térmicas utilizadas como complemento na geração de eletricidade no Brasil, as usinas nucleares de Angra I, II e III ocupam maior participação do que as usinas movidas a gás natural, petróleo e carvão mineral.
4. Usina nuclear de Fukushima, Japão (após o incêndio).

geo3

Disponível em: <www.kotaku.com.br>. Acesso em: 30 jul. 2012.

O incêndio na Usina Nuclear de Fukushima, no Japão, após o tsunami do dia 11 de março de 2011, reacendeu as discussões internacionais sobre a sustentabilidade desse tipo de energia.
Os defensores da produção de energia nuclear afirmam que uma das suas vantagens é:
a) a necessidade nula de armazenamento de resíduos radioativos.
b) o menor custo quando comparado às demais fontes de energia.
c) a baixa produção de resíduos emissores de radioatividade.
d) o reduzido grau de interferência nos ecossistemas locais.
e) a contribuição zero para o efeito de estufa global.
Gabarito

1. C
2. B
3. C
4. E