Relações Internacionais pode ser o seu futuro! Venha descobrir tudo sobre essa profissão!

Se você ainda não está perdidamente apaixonado por Relações Internacionais, é porque você ainda não as conhece! Descubra tudo sobre esta profissão!

Se você quer se meter com relações internacionais, precisa estar muuuito ligado no que está acontecendo no mundo. As relações internacionais lidam com as relações entre as populações, os países e as empresas, e podem atuar politicamente, economicamente, socialmente, militarmente, comercialmente… Se uma empresa ou um governo precisar de acordos internacionais, é ao profissional de Relações Internacionais que vão recorrer! Por isso, é muito importante dominar vários idiomas e ter bastante conhecimento cultural.

Ficou curioso? Descubra mais!

Mercado de Trabalho

Quem se forma em relações internacionais tem que estar preparado para lidar com a globalização e com os mercados e a concorrência internacional. Por isso, a maior parte das oportunidades de trabalho está no setor privado, em grandes empresas multinacionais, bancos, etc. Já no setor público, você pode trabalhar em ministérios, embaixadas, consulados e outros lugares que exijam uma representação estrangeira. ONGs e grandes organizações de nível internacional também são grandes empregadores. O ganho inicial varia entre mil e 2 mil reais.

Curso

O curso dura, em média, 4 anos. Se você quiser se destacar lá dentro, precisa sacar muito de ciências humanas. O curso se divide em três áreas: Política, Economia e Direito. Ao longo da faculdade, você estudará matérias de sociologia, filosofia, geografia e história, além do papel das organizações e a integração regional. Além disso, rolam muitas atividades práticas, com simulações de negociações e outros rolês diplomáticos. Em geral, o estágio é obrigatório, assim como o TCC.

No que você pode trabalhar?

Se você decidir trabalhar para agências do governo federal, estadual ou municipal, você vai se envolver diretamente com ações políticas, econômicas, sociais, culturais e comerciais de cada uma dessas esferas. Agora, se você decidir trabalhar com dados internacionais, poderá se voltar para o comércio, cuidando de importações e exportações, ou ainda coletar dados para empresas e ONGs. E, claro, sempre há a possibilidade de se seguir carreira acadêmica.

E aí, já descobriu tudo sobre as relações internacionais? Deixa um comentário e sugira a próxima profissão de nossa série!

Continue estudando
Post do blog

Questões Sobre Guerra Fria — o Mundo Bipolar

Depois de ler o resumo que preparamos com o tema “Guerra Fria: o Mundo bipolar”, você pode testar seus conhecimentos e ficar mais preparado para o assunto, respondendo as questões sobre Guerra Fria que reunimos nesse post. Elas foram tiradas de provas anteriores do ENEM e de outros vestibulares importantes.
artigo
Post do blog

Guerra Fria: o mundo bipolar

Ao fim da Segunda Guerra Mundial, dois países saíram como as maiores potências mundiais: o primeiro, Estados Unidos da América, capitalista, e o segundo, URSS, socialista, ou seja, com ideais completamente opostos, acirrando ainda mais a rivalidade entre os dois países. Foi dessa chamada disputa ideológica que surgiu a Guerra Fria. Esse período de disputa hegemônica teve esse nome por ter acontecido apenas no campo ideológico, não chegando a haver uma declaração oficial de guerra entre os blocos.
artigo