Questões Comentadas: Velha e Nova Ordem Mundial

Leia o resumo Quais são as principais características da velha e da nova ordem mundial?
e resolva os exercícios abaixo.

1. (Enem 2011)

O espaço mundial sob a “nova des-ordem” é um emaranhado de zonas, redes e “aglomerados”, espaços hegemônicos e contra-hegemônicos que se cruzam de forma complexa na face da Terra. Fica clara, de saída, a polêmica que envolve uma nova regionalização mundial. Como regionalizar um espaço tão heterogêneo e, em parte, fluido, como é o espaço mundial contemporâneo? HAESBAERT, R.; PORTO-GONÇALVES, C.W. A nova des-ordem mundial. São Paulo: UNESP, 2006.

O mapa procura representar a lógica espacial do mundo contemporâneo pós-União Soviética, no contexto de avanço da globalização e do neoliberalismo, quando a divisão entre países socialistas e capitalistas se desfez e as categorias de “primeiro” e “terceiro” mundo perderam sua validade explicativa. Considerando esse objetivo interpretativo, tal distribuição espacial aponta para

a) a estagnação dos Estados com forte identidade cultural.
b) o alcance da racionalidade anticapitalista.
c) a influência das grandes potências econômicas.
d) a dissolução de blocos políticos regionais.
e) o alargamento da força econômica dos países islã.

2. (UERJ 2010.2)

A política externa praticada pelos EUA no governo de Ronald Reagan, entre 1980 e 1988, reaqueceu os antagonismos que caracterizaram o período da Guerra Fria. A ilustração acima faz uma representação irônica dos continentes, condizente com as ideias propagadas pelo líder estadunidense.

Durante o governo Reagan, duas características importantes da geopolítica dos EUA são:

a) ênfase no combate às ditaduras – antagonismo com os países do Sul
b) incentivo à fragmentação territorial – envolvimento em conflitos religiosos
c) estímulo ao expansionismo colonial – estabelecimento de alianças militares
d) acentuação da rivalidade ideológica – práticas de imperialismo econômico

3. (IBMECRJ) A chamada Nova Ordem Mundial, que marcou o final do século XX, é caracterizada por uma série de importantes acontecimentos, EXCETO:

a) A queda do Muro de Berlim.
b) A implosão da União Sovié
c) A redemocratização da Europa Oriental.
d) A reunificação da Coré
e) O fim da Guerra Fria.

4. (UFRRJ) A Argentina, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai formam o Mercosul (Mercado Comum do Sul), o organismo que estabelece as regras e os procedimentos para a integração econômica entre os quatro países. Sobre este bloco econômico, é correto afirmar que

a) integra países com povoamento, dinâmica econômica e nível de renda muito diferentes.
b)estabelece “fronteiras abertas” para o livre deslocamento de pessoas, produtos e capitais.
c) permite a livre circulação dos bens industriais sem restrições e barreiras alfandegá.
d) restringe os fluxos migratórios devido às rivalidades históricas existentes dentro do bloco.
e) amplia a competitividade do setor agropecuário devido à diferença no valor da terra.

5. (Enem) Em dezembro de 1998, um dos assuntos mais veiculados nos jornais era o que tratava da moeda única européia. Leia a notícia destacada a seguir.

“O nascimento do Euro, a moeda única a ser adotada por onze países europeus a partir de 1 de janeiro, é possivelmente a mais importante realização deste continente nos últimos dez anos que assistiu à derrubada do Muro de Berlim, à reunificação das Alemanha, à libertação dos países da Cortina de Ferro e ao fim da União Soviética. Enquanto todos esses eventos têm a ver com a desmontagem de estruturas do passado, o Euro é uma ousada aposta no futuro e uma prova da vitalidade da sociedade européia. A “Euroland”, região abrangida por Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Luxemburgo e Portugal, tem um PIB (Produto Interno Bruto) equivalente a quase 80% do americano, 289 milhões de consumidores e responde por cerca de 20% do comércio internacional. Com este cacife, o Euro vai disputar com o dólar a condição de moeda hegemônica.”

                                                                       (Gazeta Mercantil, 30/12/1998)

A matéria refere-se à “desmontagem das estruturas do passado” que pode ser entendida como

a) o fim da Guerra Fria, período de inquietação mundial que dividiu o mundo em dois blocos ideológicos opostos.
b) a inserção de alguns países do Leste Europeu em organismos supranacionais, com o intuito de exercer o controle ideológico no mundo.
c) a crise do capitalismo, do liberalismo e da democracia levando à polarização ideológica da antiga URSS.
d) a confrontação dos modelos socialistas e capitalista para deter o processo de unificação das duas Alemanhas.
e) a prosperidade as economias capitalistas e socialistas, com o conseqüente fim da Guerra Fria entre EUA e a URSS.

GABARITO

1. C

Resolvendo passo-a-passo a questão:

A alternativa “A” está incorreta, pois, ao analisarmos os mapas, percebemos que a identidade cultural é uma das mais importantes variáveis na “nova ordem” mundial. Já a “B”, está errada, pois, após a queda da URSS, a “racionalidade anticapitalista” não aparece, na escala de Estados (como bem mostra o mapa). A “C” está correta. A “D”, por sua vez, está incorreta pois o que ocorre é o contrário: há o surgimento e o crescimento de blocos políticos regionais (como a zona do euro, o MERCOSUL, etc..). Por fim, a “E” está errada porque nada no texto, ou no mapa, aponta para o alargamento da força econômica dos países islâmicos: pode ter havido uma regionalização, uma união de estados, mas não necessariamente um alargamento econômico.

2. D

Resolvendo passo-a-passo a questão:

A alternativa “A” está incorreta, pois, além de apoiar algumas ditaduras pelo mundo, Reagan não promoveu um antagonismo com os países do Sul, muito pelo contrário: tentou se aproximar politicamente dos países latino-americanos. A “B” está errada, já que o envolvimento em conflitos religiosos não é característico da geopolítica de Reagan (somente posteriormente que haveria essa política). Já a “C”, ao falar do expansionismo colonial nessa época, algo que não existiu, invalida-se totalmente. A resposta certa, portanto, é a alternativa D.

3. D

Resolvendo passo-a-passo a questão:

Todas as alternativas, menos a D, ocorreram na época citada pela questão. O muro de Berlin caiu em 1989, a União Soviética implodiu em 1991, levando a redemocratização dos países da Europa Oriental e marcando o fim da Guerra Fria. Mas as duas Coreias (do Sul e do Norte), não uniram-se, o que causa diversos incidentes diplomáticos e aumenta a tensão na região.

4. A

Resolvendo passo-a-passo a questão:

A alternativa “B” está errada, pois não há um livre deslocamento de bens e capitais, há uma facilitação, mas continua a haver certo controle, com barreira alfandegárias para certos produtos. A “C” está errada pela mesma razão. A “D”, por sua vez, está incorreta, pois os fluxos migratórios não são restringidos. E, não há ampliação da competitividade do setor agropecuário, não havendo uma diferença tão grande entre as terras, estando, portanto errada a “E”.

5. A

Resolvendo passo-a-passo a questão:

A alternativa “b” está equivocada, com seu enunciado não fazendo muito sentido. A “C” também, pois, tirando 1929, não houve uma crise grande no capitalismo para polarizar ideologicamente a URSS (lembrando que o jornal é de 1998!). A “d” é específica demais, com a cortina de ferro e fim da união soviética só ocorrendo depois da unificação das Alemanhas. E a “e” está errada: com o fim da URSS, há um fim da economia socialista.

Continue estudando
Post do blog

Questões Sobre Guerra Fria — o Mundo Bipolar

Depois de ler o resumo que preparamos com o tema “Guerra Fria: o Mundo bipolar”, você pode testar seus conhecimentos e ficar mais preparado para o assunto, respondendo as questões sobre Guerra Fria que reunimos nesse post. Elas foram tiradas de provas anteriores do ENEM e de outros vestibulares importantes.
artigo
Post do blog

Guerra Fria: o mundo bipolar

Ao fim da Segunda Guerra Mundial, dois países saíram como as maiores potências mundiais: o primeiro, Estados Unidos da América, capitalista, e o segundo, URSS, socialista, ou seja, com ideais completamente opostos, acirrando ainda mais a rivalidade entre os dois países. Foi dessa chamada disputa ideológica que surgiu a Guerra Fria. Esse período de disputa hegemônica teve esse nome por ter acontecido apenas no campo ideológico, não chegando a haver uma declaração oficial de guerra entre os blocos.
artigo