A primavera é uma das quatro estações do ano e que marca a transição entre inverno e verão. As estações do ano acontecem pela diferença de radiação solar na terra, ao longo do movimento de translação, ou seja, o movimento que a terra faz em torno do sol.

Esse ciclo de maior e menor aquecimento causa diferentes paisagens e comportamentos da vegetação e do clima. A primavera é considerada a estação das flores, quando o reaquecimento permite um importante período para a flora do planeta.

Como acontecem as estações?

As estações se formam a partir de dois fatores: o movimento de translação da terra que, somado ao seu eixo de inclinação, determina os períodos de maior e menor aquecimento entre os hemisférios ao longo do ano.

O movimento de Translação da Terra é o movimento em torno do sol, que dura aproximadamente 365 dias e 5,59 horas. Além disso, o planeta tem um eixo de inclinação, de modo que, em determinados períodos do ano, os pólos norte e sul são aquecidos, ora mais, ora menos.

Essa diferença de aquecimento gera as estações de verão e inverno, que sempre serão opostas, ou seja, quando é verão no hemisfério sul é inverno no hemisfério norte. Repare na imagem abaixo que, em junho por exemplo, o hemisfério norte está mais inclinado ao sol do que o sul. Logo, nesse momento, é verão no hemisfério norte e inverno no hemisfério sul.

Nestes períodos de maior incidência solar, o calor aumenta, e também aumentam os índices de evaporação dos corpos hídricos, que incrementam os regimes de chuva. Além disso, o ciclo de resfriamento do inverno reprime o desenvolvimento das plantas, sobretudo em maiores latitudes. As estações ocorrem de forma cíclica, sempre na ordem

  • Primavera

  • Verão

  • Outono

  • Inverno

Acontece que existem outros fatores que regulam as características das estações. A linha do equador, ou latitude 0º, é uma região do planeta que recebe sol durante todo ano. Quanto maior a latitude, maior a diferença de incidência solar, e mais serão sentidas as diferenças entre as estações.

O equinócio de primavera


Ao longo do movimento de translação, existem quatro momentos da posição da terra em relação ao sol, que marcam o início de cada estação. A esses dias, chamamos de solstício e equinócio. Cada um deles ocorre em um único dia do ano, no qual a incidência solar se dá de maneira perpendicular aos trópicos, ou a linha do equador.

Os solstícios são os dias que marcam o início das estações do verão e inverno. Neles, a maior incidência solar se dá no trópico de capricórnio, ou no de câncer, alternadamente entre os hemisférios norte e sul. Quando isso acontece, os dias nos locais próximos ao trópico iluminado serão mais longos do que a noite. No solstício de inverno, as noites são mais longas que o dia.

Nos equinócios, que marcam o início das estações de primavera e outono, a maior incidência solar se dá sobre a linha do equador. Dessa forma, dia e noite, em todo o globo, terão exatamente a mesma duração de 12 horas.

Assim, podemos dizer que o equinócio é um estágio intermediário entre o solstício de verão e o de inverno em determinado hemisfério. Ou seja, o equinócio ocorre quando a incidência maior de luz solar se dá exatamente sobre a linha do Equador.

As datas da Primavera e outras estações


Pode-se entender portanto que verão e inverno acontecem alternadamente entre hemisférios norte e sul, assim como primavera e outono. Entendemos também que cada estação é resultado da diferença de incidência solar nas regiões do planeta ao longo do ano.

Tudo isso ocorre de maneira cíclica, ou seja, a primavera acaba quando o verão começa e assim por diante. A mudança das estações ocorre sempre entre os dia 20 e 23, a cada 3 meses.

Características da Primavera


Portanto, podemos entender que a primavera é uma estação de transição, que marca o fim de um período mais frio para um de maior incidência solar. Ela é conhecida como estação das flores, justamente por apresentar melhores condições de desenvolvimento da flora, que precisa de calor e umidade para se desenvolver.

No inverno as plantas perdem as folhas para evitar a transpiração, já que em altas latitudes a água fica congelada. Então, na primavera, a água volta a ficar líquida e as plantas podem aproveitar o momento para a reprodução, de modo que no verão e outono elas já estão crescendo e se desenvolvendo.

Suas principais características são temperaturas mais amenas, com gradual aumento do calor e também das chuvas. O Brasil é um país de dimensões continentais e os efeitos da primavera podem ser mais sentidos de acordo com o aumento da latitude. A primavera no Brasil começa em setembro. Neste período, as chuvas no Centro-Oeste e Sudeste se tornam mais frequentes.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a Primavera? Para estudar mais sobre Geografia Física e Cartografia, continue acompanhando nossos materiais clicando aqui.

Continue estudando
Post do blog

Cartografia — Um Resumo Sobre os Principais Aspectos

Entender o que é cartografia e todos os aspectos desse conteúdo é imprescindível para se sair bem em Geografia nas questões do vestibular. Preparamos um resumo completo sobre o tema para você aprender tudo. Descubra abaixo.
artigo
Post do blog

Latitude? Longitude? 3 tatuagens que têm tudo a ver com cartografia

Marque as coordenadas na sua pele! Saiba tudo sobre cartografia, latitude, longitude e mais!
artigo