Português: Resumo sobre Semântica dos Conectivos - Conjunções

Semântica dos Conectivos: Conjunções.

Este material funcionará de maneira complementar em relação aos estudos da semântica das conjunções, assunto tratado nesta semana na nossa monitoria. O que temos aqui são, além de uma observação sobre nomenclatura, dois macetes para eliminar as ambiguidades contidas nas conjunções com valor de consequência e com valor de explicação. Essas ambiguidades poderão ser observadas na monitoria “Semântica dos conectivos” do dia 24/04/2014.

(i)   É chamado de “locução conjuntiva” o conjunto de palavras que trazem em si o valor de uma conjunção. Para compararmos, podemos pensar nos exemplos:

Correu para (conjunção) chegar cedo / Correu para que (locução conjuntiva) chegasse cedo.

Nos dois exemplos, o valor semântico é de finalidade;
(ii)   sempre que a conjunção “que” estiver precedida de palavras como “tal”, “tamanha”, “tanta” ou qualquer outra com mesmo sentido, seu valor semântico será de consequência. Ex.: Sua pressa foi tanta que (conjunção consecutiva) esqueceu o dinheiro;
(iii)   quando a oração principal trouxer um verbo no modo imperativo, a conjunção da subordinada será explicativa. Ex.: Ande (verbo no imperativo) logo que (conjunção explicativa) vai chover.

Este Resumo foi produzido por Rodrigo Souza, monitor de Português.

Continue estudando
artigo
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Pronomes Demonstrativos e Indefinidos

Recentemente, falamos sobre as classes gramaticais e ensinamos o que são os pronomes. Eles são os responsáveis por acompanhar, substituir ou fazer referência ao nome. Ou seja, são palavras variáveis em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural).
artigo
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Pronomes

Leia o resumo “Classes Gramaticais: Pronomes” e resolva os exercícios abaixo.