6 dicas que você não pode esquecer sobre Angiospermas!

Junto com as Gimnospermas, as Angiospermas formam o grupo das Fanerógamas, ou seja, plantas que possuem semente.

As plantas são muito importantes para a manutenção da vida na terra. Um dos motivos para isso é o fato delas realizarem fotossíntese, processo que libera oxigênio para nossa respiração. Outro ponto importante é que elas nos acompanham em diversas aventuras e nos ajudar a vencer nessa batalha que é o vestibular!

Preparado para a batalha?
Preparado para a batalha?

Antes de começarmos, vamos só relembrar o que são as Angiospermas: junto com as Gimnospermas, formam o grupo das Fanerógamas, ou seja, plantas que possuem semente.

1. A flor

A flor é o órgão reprodutivo das angiospermas. Ela pode ter apenas um ou ambos os sexos em uma mesma flor. Neste caso, chamamos a flor de hermafrodita (ou monoica).

As flores são chamadas de completas quando possuem sépalas, que formam o cálice, e pétalas, que formam a corola, gineceu e androceu.

2. Monoica ou dioica?

Vamos lembrar das plantas dioicas, ou seja, plantas que possuem flores com sexos separados. Nessas plantas, a flor feminina apresenta um carpelo que forma o gineceu (conjunto de folhas transformadas), enquanto a flor masculina apresenta os estames que formam o androceu (responsável pela produção do grão de pólen).

3. Monocotiledônas

Veja esta imagem de uma palmeira, planta que faz parte do grupo das monocotiledônas. Uma característica das angiospermas é a presença de folhas com apenas uma nervura, ou nervuras paralelas, além de apresentarem raiz fasciculada (muito ramificada).

4. Dicotiledôneas

Você pode não saber, mas as plantas carnívoras são angiospermas!

Vamos falar das dicotiledôneas, que é o outro subgrupo das angiospermas. É característico desse tipo de planta uma raiz principal (raiz pivotante) e folhas pecioladas (simples e ovaladas).

5. O fruto

Chegamos a uma das estruturas mais importantes para a caracterização das angiospermas: o fruto.

Os frutos estão presentes apenas nas Angiospermas, e são as estruturas que derivam do ovário das flores para protegerem as sementes. O pericarpo é a parte do ovário que se desenvolve para formação do fruto, e pode ser dividido em epicarpo, mesocarpo e endocarpo.

6. A semente

Nosso último ponto parece pequeno e inofensivo, mas quando ele cresce, pode se transformar em grandes árvores! Eu escolho você, semente!

As sementes das angiospermas sempre ficam guardadas dentro do fruto e, mesmo apresentando variações morfológicas, são formadas sempre por um tegumento (casca), pelo endosperma (reserva nutritiva) e pelo embrião (que originará a nova planta).

E aí? Com essas dicas, com certeza você vai ser campeão do vestibular!

Não deixe de olhar nosso resumomapa mental! Beijos e nos vemos na próxima lista!

Continue estudando
Post do blog

Gimnospermas e Angiospermas: um resumo para não restar nenhuma dúvida!

Flor de uma angiosperma
artigo
Post do blog

Ainda tem dúvidas sobre Histologia Vegetal? Tire aqui suas dúvidas sobre Briófitas e Pteridófitas!

Briófitas e Pteridófitas fazem parte do grupo das criptógamas, plantas que não possuem sementes.
artigo