• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

O que fazer a dois meses do Enem?

O Enem não deixa de ser um teste de resistência. Se você está estudando desde o começo do ano, é super normal estar cansado nesses momentos finais pré-prova. Muitos dos nossos alunos contam que ficam super divididos. Alguns queriam que o Enem fosse logo amanhã para poder se livrar da responsabilidade. Enquanto outros torcem para que a prova seja adiada para Dezembro. Assim, daria para estudar mais.

SE LIGA NESSE GUIA DEFINITIVO DE COMO ESTUDAR PARA O ENEM

Independente da sua situação, saiba que você não está sozinho. Existem outros estudantes pelo Brasil que compartilham do seu sonho de ingressar no ensino superior. E tá tudo bem! Preparamos algumas dicas para levar essa reta final com a tranquilidade no olhar de quem vai estar na faculdade ano que vem. Se liga só!

Fique frio para o Enem

A matéria você já sabe! Não é à toa que você começou a estudar no começo do ano, certo? Um aspecto crucial nesses últimos meses de estudo é trabalhar a sua inteligência emocional. Já ouviu falar? É quando uma pessoa é capaz de controlar bem os seus sentimentos e lidar com as emoções dos outros a sua volta. Isso é essencial, não só para o ano do vestibular, mas para a vida.

Então, o Enem é uma forma de você desenvolver sua inteligência emocional de várias formas. Uma delas, por exemplo, é não se deixar levar pelo nervosismo nesta reta final. Agora é hora de focar em manter o seu cronograma de estudos em dia e começar a revisar, aos poucos, as matérias que mais caem nos dois dias de prova. Aproveite também para fazer algumas atividades que você gosta e relaxe. Isso é essencial para não surtar às vésperas do vestibular. Bora chutar pro gol! 😉

Prática deliberada

Faltando dois meses para o Enem não dá tempo de procrastinar. Nesta etapa final, você pode praticar muitos exercícios para ficar C-R-A-Q-U-E até mesmo nas matérias que você acha mais difícil! Uma técnica incrível que você pode aplicar aqui é a “Prática Deliberada”.

Faça uma seleção dos assuntos que são certeza de serem cobrados na prova. Destes, faça uma lista dos que você tem mais dificuldade e priorize esses assuntos no seu cronograma de estudos. Na terça-feira, por exemplo, revise a teoria e parta para um montão de exercícios. No final do estudo, anote quais foram os pontos que te fizeram errar certas questões.

Mais para o fim da semana, volte naquele conteúdo. Refaça as mesmas questões, independente de você ter errado ou acertado. Isso é super importante para aprender em cima dos seus erros, assim como para ter certeza absoluta de que você sabe certos conteúdos. Faça isso com todas as matérias daquela listinha que você fez no começo. A prática realmente leva a perfeição!

Seja essencialista

Foque no que é essencial. Ao longo do ano de vestibular, é super comum que os alunos fiquem muito ansiosos e desviem esse sentimento para certas distrações. Quem nunca deu aquela conferida no whatsapp no meio daquela aula que não tava lá muito interessante? Todo mundo! A nossa sociedade hoje faz muitas coisas ao mesmo tempo porque vivemos em um ritmo acelerado, o que reflete muito no estudo.

Ser essencialista é fazer uma coisa de cada vez com foco total. Quando for o momento de estudar, selecione uma ação para fazer por vez. Isso significa mais do que apenas desligar o celular. Quer dizer que quando você estiver fazendo um exercício de matemática, terá seus pensamentos 100% direcionados para aquele enunciado especificamente. Tente não lembrar das ligações covalentes de química ou do Romantismo. Uma coisa de cada vez e vai dar tudo certo.  

Palavra de ordem: Redação

A redação é uma das provas mais importantes do Enem. Isso você já deve saber, certo? Afinal, os professores aqui do Descomplica falam muito em como fazer um texto nota mil e também dos temas possíveis de serem cobrados no final do ano. Inclusive, em algumas universidades a nota da sua redação tem o peso dobrado na classificação do Sisu. Às vezes, esse valor pode ser até triplicado. Não dá para vacilar no fator que pode ser determinante para te colocar dentro da universidade, né?

Mesmo que você ache que esteja seguro para a prova, todo minuto vale na corrida pelo mil. O nosso professor de Redação, Eduardo Valladares, recomenda que os alunos façam duas redações por semana. “Procure começar na segunda”, comenta, “depois que terminar o texto, faça uma autocorreção e avalie os erros. Dá para pedir ajuda para algum monitor ou professor também”. Quando terminar esse processo, você já pode partir para outra redação na sexta-feira. Veja bem no que ainda pode ficar melhor durante o final de semana e mantenha esse ritmo até o Enem. 😉