• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Tipos de células: eucariontes e procariontes. Saiba tudo aqui!

Presente na composição dos seres vivos, as células são unidades estruturais e funcionais essenciais que constituem o “corpo” de todos os seres vivos.

Nesse artigo apresentaremos as descobertas acerca dos conceitos e das principais funções executadas pelas células enquanto componentes de todos os organismos.

O que são células?

Primeiramente, pra se classificar os tipos celulares é necessário compreender os conceitos que permeiam a definição celular.

As células podem ser definidas como as menores unidades estruturais e funcionais portadoras de vida. Todas as reações químicas necessárias pra a manutenção da vida ocorrem no microambiente celular e nas interações que ocorrem entre elas.

Desse modo, a partir dessa informação pode-se afirmar que todos os organismos vivos — com exceção dos vírus — possuem células.

Sendo estruturas vivas, as células carregam as informações genéticas acerca do seu organismo e possuem a capacidade de se autoduplicar garantindo a sua perpetuação, continuidade e funcionalidade.

Os seres vivos podem ser formados por apenas uma única ou por uma grande quantidade de células. Dessa forma, esses seres podem ser classificados respectivamente como seres unicelulares ou pluricelulares.

Com a finalidade de garantir a fluidez celular e o pleno funcionamento das suas funções, as células são envoltas por uma membrana plasmática que delimita os espaços intra e extracelular.

 Quais são os tipos de células?

As células podem ser classificadas como primitivas (procariontes) ou como complexas (eucariontes). As procariontes possuem seu material genético disperso no citoplasma. Já a eucarionte apresenta núcleo definido e delimitado pelo envelope celular.

Veja os detalhes a seguir:

Células eucariontes

Presente em animais, vegetais, fungos e sendo resultante de um aumento da sua complexidade e compartimentalização, acredita-se que as eucariontes evoluíram a partir da célula procarionte.

As células eucariontes são definidas pela presença de um núcleo fixo que é responsável pelo armazenamento do DNA e têm o seu material genético protegido por um envoltório nuclear, também chamado carioteca.

Além disso, elas também apresentam organelas membranosas, estruturas responsáveis pelo funcionamento da célula, sendo cada uma responsável por uma função:

  • Células vegetais: Com a sua exclusiva parede celular formada principalmente por celulose, a célula vegetal possui forma fixa e possui a presença de um vacúolo no citoplasma;
  • Células animais: Apresentando cílios e flagelos em sua estrutura igualmente exclusiva, a célula animal possui forma irregular.

Além disso, elas também apresentam organelas membranosas, estruturas responsáveis pelo funcionamento da célula, sendo cada organela, responsável por uma função:

  • Retículo endoplasmático: Apresentando-se como um labirinto de túbulos ramificados e vesículas intercomunicantes, essa organela está relacionada à síntese de moléculas orgânicas e à produção de lipídios;
  • Mitocôndrias: São as responsáveis pelo processo de respiração celular por meio da produção de adenosina trifosfato (ATP);
  • Complexo Golgiense: Essa organela que desempenha diversas funções, mas as principais são:
    • O processamento, endereçamento e transporte de substância;
    • Reciclagem entre membranas;
    • Formação do acrossoma do espermatozoide;
    • Formação da parede celular da célula vegetal;
  • Retículo endoplasmático liso e rugoso: Atua na síntese de moléculas orgânicas como lipídios e proteínas;
  • Ribossomos: Formado por duas subunidades, os ribossomos são responsáveis pela sintetização de proteínas;
  • Glioxissomos: São peroxissomos especiais responsáveis pela transformação de ácidos graxos em açúcares;
  • Centríolos: Localizados próxima ao núcleo, essas organelas atuam na divisão celular;
  • Plastos: Sendo uma organela de células vegetais que apresentam funções de fotossíntese, os plastos atuam no armazenamento de substância e pigmentos;
  • Vacúolos: Originados do retículo endoplasmático e do complexo golgiense, os vacúolos atuam no armazenamento de substância.

Além das organelas celulares e do núcleo, outras partes da célula eucarionte são:

  • Membrana plasmática: Envoltório que reveste a célula.
  • Citoplasma: Substancia encontrada nas organelas e núcleo celular.

Células procariontes

Essas são células primitivas presente nas bactérias e cianobactérias. Além disso, as células procariontes são caracterizadas pela ausência da membrana nuclear em torno do seu material genético.

As células procariontes também não apresentam organelas celulares membranosas, nem retículo endoplasmático.

Dessa forma, o material genético das bactérias fica disseminado num local denominado nucleoide onde há o citoplasma com o DNA de fita dupla de forma circular. Às vezes, é possível encontrar pequenos cromossomos extras — ou plasmídeos.

As membranas celulares dessas células executam o papel de delimitação celular, citoplasma, cápsula bacteriana e parede celular.

A reprodução das bactérias se dá por meio de reprodução assexuada — ou seja, aumentando de tamanho e dividindo-se ou trocando material genético através dos pili.

Algumas vantagens adaptativas podem ser alcançadas pelos procariontes por meio dos plasmídeos.

Tipos de células do corpo humano

Cerca de 10 trilhões de células eucariontes formam o corpo humano, mas apesar de terem essa mesma classificação, os tipos e as funções das células mudam de acordo ao tecido ou órgão em que estão.

Desse modo, dentre os principais tipos de células do corpo humano, temos:

Reprodutoras ou sexuais

Pra que ocorra a reprodução humana é necessário a junção das gametas masculinos, conhecidos popularmente como espermatozoides, e femininos, conhecidos como óvulos.

A união dessas células reprodutoras resulta, por fim, numa pequena célula nomeada como zigoto.

O óvulo, gameta sexual feminino, é a maior célula humana. O testículo é o responsável pela produção do esperma, gameta sexual masculino. Essas células apresentam formato alongado e podem se apresentar como portadoras do cromossomo X ou Y.

Células nervosas ou cerebrais

Essas são as que compõem o tecido nervoso, responsável pela recepção e transmissão dos estímulos do meio pra execução de respostas adequadas.

Elas apresentam-se como:

  • Gliais: Responsáveis pela atuação do sistema nervoso, tendo a função de sustentar, protege, isolar e nutrir os neurônios.
  • Neurônios: Responsáveis pela recepção e transmissão dos estímulos.
  • Micróglia: Responsáveis pela defesa do sistema nervoso.

Epiteliais

As epiteliais compõem o tecido epitelial. Nesse sentido, esse tecido possui duas classificações: 

Uma conhecida como tecido de revestimento, sendo o que reveste a camada externa do corpo;  por conseguinte, o tecido granular que cobre as cavidades dos tubos digestivos, respiratórios e urinários.

Além desses, há também o tecido com células epiteliais glandulares que atua na produção, armazenamento e liberação de substâncias.

O tecido epitelial não possui vasos sanguíneos

Ósseas

Divididas em três grupos, as células ósseas se apresentam da seguinte forma:

  • Osteoblastos: Células que com formato cúbico ou cilíndrico, formado por colágeno e glicoproteínas, é responsável pela produção da parte orgânica da matriz óssea.
  • Osteócitos: Presente na cavidade da matriz óssea de forma intensa na fase adulta, essas células são responsáveis pela manutenção dos componentes químicos da matriz.
  • Osteoclastos: Resultado da junção de várias células do sistema fagocitário, atua na reabsorção da matriz óssea.

Estudando pra o ENEM? Conheça o curso preparatório do Descomplica.

mapa-bio-helio-tipos-celula