Blog Descomplica

Inovação tecnológica: o que é e para que serve?

porDescomplica| 24/04/2021
Imagem de uma lâmpada para falar sobre inovação tecnológica

Compartilhe

Se tem uma palavra que é bastante falada nos últimos tempos é essa. Inovação tecnológica, inovação no modo de trabalho, nas ferramentas que utilizamos no dia a dia, entre diversas outras possibilidades. 

Ou seja, está muito além do relacionado apenas com robôs e computadores robustos. Inovação faz parte do nosso dia a dia mais do que imaginamos. E também é uma ótima possibilidade de buscar uma nova atuação no mercado, sabia?

Quer saber o que é inovação tecnológica e pra que serve? A gente vai explicar de um jeito simples e sem enrolação! 

O que é inovação tecnológica?

Inovação tecnológica significa criar produtos e processos com o uso da tecnologia, assim como melhorar aqueles que já existem. Ela tem a ver com novidade, aquilo que é novo, ou seja, que antes não existia.

A tecnologia, de um jeito bem resumido, é o conjunto de técnicas e métodos que se usa pra produzir algo. Veja alguns exemplos:

  1. A invenção do celular foi uma inovação na área de Comunicação e Telefonia; 
  2. Igualmente, a criação dos primeiros notebooks, lá nos anos 80, foi uma inovação produzida pela tecnologia em Informática;
  3. Do mesmo modo, os robôs que realizam tarefas em fábricas são outro exemplo de inovação, fruto da tecnologia em robótica.

Porém, as inovações também estão presentes em coisas mais simples do nosso dia a dia, como o shampoo, criado em 1890.

O shampoo é uma inovação do setor de cosméticos, pois antes não existia um produto líquido feito especialmente pra lavar os fios.

Na área de Educação, temos o ensino à distância, que permite fazer uma faculdade assistindo às aulas de casa, outro bom exemplo de inovação. E isso foi muito significativo no período de pandemia. 

Nesse período, muitas novidades foram criadas, justamente pra melhorar o sistema EaD existente até então.

Quais são os principais tipos de inovação?

Imagem para ilustrar artigo sobre inovação tecnológica

Quando pensamos em inovação, a primeira coisa que vem em mente é a tecnologia. Mas sabia que é possível inovar sem pensar neste tipo de questão? 

Na verdade, quando conhecemos os principais tipos de inovação, conseguimos entender que ela não precisa estar intimamente ligada com tecnologia, sabia? Vamos entender melhor a seguir, conhecendo os 3 tipos essenciais.

Inovação incremental

A inovação incremental, como o próprio nome sugere, é a ideia de uma atualização, ou seja, acrescentar uma novidade a um serviço, produto ou processo. Isso pode ser algo simples, mas que já modifica a experiência da pessoa com aquela questão.

Por exemplo, ao acrescentar a possibilidade de tirar fotos com câmera frontal no smartphone, tivemos uma atualização de um processo que já era possível (com a câmera principal), mas que não era esperado. 

A inovação aqui ocorre, porque os designers perceberam que as pessoas tendiam a virar o celular pra tirar fotos e não conseguiam de imediato achar o ângulo certo.

Com a adesão da câmera frontal, foi possível começarmos a ter selfies com maior facilidade e, bom, daí você já imagina o que aconteceu, não é mesmo? Isso só foi possível porque alguém decidiu atualizar o design dos aparelhos com essa inovação.

Inovação disruptiva

A inovação disruptiva é aquela que, normalmente, está mais alinhada com o mercado em si do que com um comportamento específico e que muda a forma de como realizar determinados processos. Um exemplo clássico é a Netflix.

A empresa já existia antes, funcionando de forma parecida com a sua concorrente direta Blockbuster, que alugava DVDs pras pessoas. No caso da Netflix, os discos eram enviados pra casa da pessoa pelos correios.

Contudo, a empresa decidiu inovar de forma disruptiva, mudando seu modelo de negócios: ela passou a trazer o modelo de streaming de filmes e vídeos. O resultado? Você já sabe, não é mesmo? Ela se tornou o maior serviço de streaming de filmes e séries do mundo.

Inovação radical

Este é um tipo de inovação que muda radicalmente o cenário, sendo completamente diferente de tudo que já foi feito até então. Pode ser implementada em forma micro (dentro de uma empresa, por exemplo) ou macro (no contexto social).

Por exemplo, o surgimento dos smartphones foi uma inovação radical. Isso mudou completamente a relação que tínhamos com os dispositivos móveis. 

Caso você não se lembre, antes dos smartphones, utilizávamos o celular apenas pra envio de mensagens SMS (entre aparelhos celulares offline) e pra ligações.

A partir da possibilidade de termos um dispositivo com funções muito semelhantes a dos computadores que tínhamos em casa, abriu-se um leque de possibilidades inovadoras (acredite, isso era extremamente revolucionário na época!).

A partir disso, mudamos nossa forma de comunicação, de nos relacionarmos, utilizamos redes sociais de outra forma, entre uma série de outras mudanças que trouxeram uma verdadeira revolução pro nosso dia a dia: ou seja, uma inovação radical.

Exemplos de inovação

Mas afinal, como esses três tipos de inovação são aplicados na prática? Vamos ver a seguir.

Inovação de produtos

A inovação de produtos é um exemplo simples de aplicação dos tipos que listamos acima. Normalmente fala sobre um item que não existia antes ou quando há uma atualização de um produto com novas funcionalidades e possibilidades.

Por exemplo, a transformação das televisões comuns em smart TV foi uma inovação importante pra este produto, que agora passa a ser conectado pela internet e conta com uma série de possibilidades novas.

Inovação de serviços

Outro ponto de aplicação é na inovação de serviços oferecidos pro público. Neste caso, podemos ver alterações nas formas de oferecer determinadas possibilidades de ações e serviços pro cliente final, facilitando sua vida.

Uma das inovações radicais, por exemplo, foi o surgimento do e-commerce. Neste caso, as pessoas passaram a ter possibilidade de fazer suas compras de forma digital, sem precisar ir a uma loja física, permitindo também que as pessoas pudessem comprar itens de locais distantes da sua casa com maior comodidade. Ótimo, não é mesmo?

Inovação nos processos de produção

Aqui temos mudanças nas formas de como conseguir realizar produções de forma mais eficiente e, ao mesmo tempo, alinhadas com novas demandas e perspectivas. 

Por exemplo, com as preocupações com meio ambiente, temos a demanda por inovação pra produções sustentáveis.

A partir disso, muitas alterações começaram a surgir, como o uso de energias sustentáveis, redução na geração de desperdício, reuso de itens pra evitar consumo de recursos naturais, entre outros pontos.

Inovação no modelo de negócios

Aqui estamos vendo mudanças nos modelos pra oferecer produtos e serviços e que traz consigo uma série de mudanças importantes e interessantes que modificam todos os pontos que listamos anteriormente.

Por exemplo, o modelo de negócios trazido pela Uber é uma inovação importante, pois trouxe a possibilidade de ser um intermediador entre motoristas que desejam fazer o transporte de usuários e pessoas que buscam este tipo de serviço no seu dia a dia.

Normalmente, este tipo de inovação está alinhado, hoje, com o modelo de startups, que surgem com esse viés de trazer modelos de negócios inovadores. 

Por isso, se você está em busca de oportunidades que revolucionam o mercado, este é um lugar bom pra estar, profissionalmente falando.

Quais os objetivos da inovação?

Imagem para ilustrar artigo sobre inovação tenológica

Nós, seres humanos, somos inventivos por natureza. Muitos pesquisadores, inclusive, atentam pra isso como um dos grandes diferenciais nossos em relação aos outros animais: temos a capacidade de criar soluções pra problemas em vez de contar com aquilo que já está dado.

E, com isso, precisamos acompanhar o que significa inovação no contexto atual, no qual estamos sempre em busca de melhorias de produtos e serviços pra maiores chances de destacar-se no mercado.

Por isso, temos um dos primeiros objetivos deste conceito: no geral, a inovação serve pra resolver problemas, já que traz soluções mais baratas e rápidas pra produtos, serviços e métodos.

Dependendo da área onde a inovação ocorre, os impactos na sociedade são maiores ou menores. Muitas delas, inclusive, permitiram que nossa espécie pudesse sobreviver com maior saúde, sabia?

Se a gente pensar na quantidade de pessoas que morreram por infecções bacterianas até 1938, quando o primeiro antibiótico foi inventado, concluímos que essa inovação teve um impacto gigante.

Mas, independentemente de ser uma coisa mais geral ou específica, a inovação costuma trazer benefícios pra um setor ou público.

Até porque, ela é pensada justamente pra oferecer alternativas mais simples, rápidas e baratas de fazer as coisas, assim como pra resolver problemas ainda sem solução.

Quer ver um exemplo simples? A criação do iPod, pelo Steve Jobs, é um dos exemplos mais emblemáticos! Na época, estávamos começando a ter a popularização dos dispositivos de MP3 que, na verdade, ainda não eram tão bons, pois sempre tinham algum tipo de problema.

Pra você que não conheceu o aparelho, vamos explicar! Antes do Spotify e streamings de música, era preciso baixar as músicas em seu computador e transferir pra um aparelho. Os primeiros modelos pareciam com pen drives, nos quais você colocava suas músicas pra ouvir.

Só que sempre havia algum tipo de problema no seu uso: capacidade de armazenamento baixa, pouca possibilidade de criar pastas pra “criar playlists”, dificuldade de lidar com interface, itens que não eram, de fato, portáteis, entre outros.

O papel da inovação aqui, por parte do Steve Jobs foi, justamente, corrigir todas essas falhas em um dispositivo só. 

Ao usar discos rígidos pequenos, ele criou um aparelho leve, compacto, intuitivo, com um design bonito e uma boa capacidade de armazenamento e, com isso, revolucionou a indústria de música, pois ficou mais fácil selecionar os arquivos em formato digital pra inserir no dispositivo.

Isso foi, de certa forma, uma mudança considerável pro público consumidor dessa mídia, mas também pra sociedade como um todo. 

Esta mudança fez com que o CD passasse a ficar obsoleto ainda mais rapidamente e fez com que toda uma indústria precisasse se reformular pra esse novo momento.

Um exemplo simples de como a inovação pode revolucionar toda uma sociedade quando ainda está pensando em trazer melhorias pra um público específico.

Por que investir em inovação?

Mas afinal, por que hoje vemos um incentivo cada vez maior à inovação? O que está envolvido nessa questão e que demanda atenção de quem está começando a buscar novas oportunidades de trabalho? Vamos trazer alguns motivos pra estar atento a isso a seguir:

  • permite que a empresa responsável desponte no mercado. Afinal, a inovação traz um frescor pro cliente, que passa a ter mais benefícios com a adoção de questões novas pro seu dia a dia (por exemplo, a praticidade de ter a televisão conectada à internet);
  • proporciona maior competitividade no mercado;
  • traz mudanças sociais importantes;
  • ajuda a trazer maior bem-estar pra comunidade em que você está inserido;
  • ajuda a trazer processos com melhor custo-benefício no dia a dia;
  • aumenta o lucro do negócio;
  • faz com que a empresa desponte em um mercado em que não há concorrentes (principalmente nas mudanças disruptivas e radicais);
  • aumenta produtividade dos times, entre outras possibilidades.

Quais são as profissões que trabalham com inovação?

Vimos que a inovação pode acontecer em todas as áreas, portanto, não existe uma profissão específica relacionada.

Tudo vai depender da área com que a pessoa tem mais afinidade. Se a ideia é inovar no ensino, estudar Pedagogia é um bom começo.

Já uma pessoa que tem afinidade com a área da saúde pode optar por carreiras como Ciências Biológicas ou Farmácia pra trabalhar com inovação.

Mas vale lembrar que cada vez mais a inovação é interdisciplinar. Mas o que isso quer dizer? Significa que as grandes mudanças dependem da conversa entre profissionais de diversos setores pra criar mudanças importantes.

Por exemplo, pra inovar no ensino, como falamos aqui em cima, hoje é preciso que o profissional de pedagogia dialogue com profissional de TI, pra criarem uma solução que possa trazer mudanças significativas com o uso de tecnologia, como a criação de um app que utilize gamificação nos processos e ajudar na adoção de metodologias ativas no ensino.

Qual o cenário nacional sobre inovação?

Com a transformação digital acelerada, vemos uma maior demanda por profissionais que estimulem as mudanças necessárias e consigam ter uma mente inovadora. Um dos grandes nichos pra isso são as startups.

Essas são empresas iniciantes que possuem uma ideia inovadora e que têm potencial de crescimento acelerado, justamente, por terem uma estrutura enxuta e orientadas pra trazer novidade pro mercado.

No ano de 2021, tivemos um crescimento histórico neste modelo de negócios: um aumento de 200% no volume de investimento que tem sido aportado nessas instituições, o que mostra a solidez do modelo no mercado. Isso em um momento no qual ainda estamos passando por uma situação econômica delicada pela pandemia.

Quando falamos de inovação tecnológica, temos uma alta demanda por profissionais capacitados pra desenvolver novas tecnologias e, assim, gerar mudanças significativas pra sociedade como um todo. Por isso, profissionais de TI têm ganhado tanta importância no cenário atual.

Isso acontece, principalmente, porque temos um déficit de profissionais no setor. Ele pode chegar a 500 mil vagas sem profissionais capacitados pra isso até 2025. 

Então, se você quer entrar em uma área com forte expansão e praticamente sem concorrência, esse é o momento.

Qual a importância do profissional ter mentalidade de inovação?

Inovação é mais do que uma área de conhecimento, é um mindset específico, que auxilia a pessoa a ter uma visão tanto resolutiva de questões (ou seja, analisar problemas e verificar o que pode ajudar neste tipo de questão) quanto criativa (encontrar algo fora da caixinha, que ainda não foi adotado ou descobrir brechas de mercado importantes que uma solução pode atuar).

Pra isso, é importante criar uma mentalidade orientada pra criação. Mas como é possível isso? Vejamos algumas dicas a seguir.

Desperte sua observação

Quem opta por inovação é um eterno observador. Ele está sempre acompanhando o que está acontecendo no mundo e tem insights interessantes a partir disso.

Quantas ideias que mudaram o mundo vieram de questões simples do dia a dia, com uma ideia a partir da observação do ambiente ao redor?

Um exemplo de inovação que surgiu por acaso foi o velcro. Georges de Mestral teve a ideia ao passear com seu cachorro. Ele sempre notava que seu animal chegava com carrapichos que grudavam em seu pelo.

A curiosidade diante dessa observação fez com que ele visse, em um microscópio, que a planta é feita com filamentos entrelaçados com ganchos na ponta e pensou em como isso poderia ser replicado em uma forma macroscópica. Eis que surgiu o velcro, que você deve utilizar todos os dias e nem sabia dessa questão, não é mesmo?

Estude sobre sua área de atuação

Como você vai propor algo novo se não conhece o que está sendo feito atualmente? Sem isso, as chances de que suas ideias não sejam, de fato, inovadoras, são muito altas. 

Ou, ainda, você pode criar algo incrível, mas que não há demanda pra isso no mercado e, consequentemente, ficar frustrado com os resultados.

Por exemplo, se você vai criar pra área educacional, acompanhar blogs especializados, canais e verificar o que é tendência poderá ajudar você nesta jornada.

Capacite-se para inovação

E sim, é possível estudar sobre inovação, sabia? Isso poderá ser fundamental pra capacitá-lo pra um novo momento, orientado pra novas descobertas e criação de soluções. Cursos de formação, extensão e, até mesmo, uma pós-graduação podem ajudá-lo nisso.

Qual a importância de estudar sobre empreendedorismo e inovação?

Fato é: inovação é o que move o empreendedorismo. Aqueles que são mais bem-sucedidos são os que, de alguma forma, saíram da caixinha e criaram algo que fosse diferente do que já era implementado, em alguma medida. 

Por exemplo, o uso de uma forma diferente de ingredientes pode ser responsável por fazer uma pizzaria ganhar mais espaço no mercado.

Ok, isso é um exemplo simples. Mas sabemos que hoje, com as novas tecnologias, quanto mais você conseguir trazer esse contexto pra gerar um diferencial incrível, maiores serão as chances de sucesso. 

Por isso, estudar sobre o pensamento de inovação é uma ótima forma de estimular essa fagulha criativa e criar algo incrível. E não basta apenas criar algo surpreendente. É preciso considerar, também, outras questões. Estão entre elas:

  • viabilidade financeira do projeto;
  • viabilidade técnica do projeto;
  • se ele é viável pra aquisição ou uso do seu público-alvo;
  • se há necessidade de treinamento das pessoas pro uso do produto ou serviço;
  • se realmente essas pessoas desejam essa inovação que você está criando; 
  • como deverá ser a captação de investimentos pra que ele possa sair do papel;
  • em quanto tempo é possível executar o projeto;
  • qual o perfil dos profissionais que deverão atuar no projeto;
  • se é necessário capacitar essas pessoas pra execução do projeto, entre outros pontos importantes.

Fato é: o futuro é todo orientado à inovação. E quem começar a entender essa lógica conseguirá ter melhores oportunidades no mercado. 

Isso não é uma habilidade inata, ou seja, você pode treinar e se especializar pra entender como trazer a inovação pro seu dia a dia.

Agora, você já sabe o que é inovação tecnológica e sua importância pra sociedade. Inclusive, a gente viu que as inovações estão presentes em produtos e serviços que usamos no dia a dia. Também vimos que são várias as profissões relacionadas. 

Falando em profissão, que tal começar a investir no seu futuro agora? Vem estudar na Faculdade Descomplica!

Aqui você encontra os melhores cursos de pós-graduação com fundamentos de inovação, que ajudarão você a ter uma melhor inserção no mercado de trabalho, seja pra ajudar empresas, seja pra criar o seu próprio negócio.

Algumas de nossas opções de pós voltadas pra essa questão são:

Quer saber mais sobre eles? Entre em nosso site e conheça essas e outras opções incríveis pra sua especialização.

Comentários

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro
Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você

logo descomplica