Questões Comentadas: Especiação

Leia o resumo “Como ocorre o fenômeno da especiação?” e resolva os exercícios abaixo.

1. (PUC-SP) Uma barreira geográfica separou a população A em dois grupos designados por A1 e A2. Com o decorrer do tempo A1 e A2 foram se diferenciando e deram origem, respectivamente, a duas populações designadas por B1 e B2. Indivíduos de B1 e B2 foram levados para laboratório e, cruzados, produziram todos os descendentes estéreis e com sérios problemas genéticos.
Com relação à descrição acima, foram aventadas as seguintes hipóteses:

I. A1 e A2 podem ter passado por estágios em que deram origem a sub-espécies;
II. B1 e B2 podem ser duas espécies distintas;
III. As proteínas produzidas por indivíduos das populações A1 e A2 devem apresentar maior semelhança entre si do que as produzidas por B1 e B2.

Pode-se considerar
a) apenas I e II viáveis.
b) apenas I e III viáveis.
c) apenas II e III viáveis.
d) I, II e III viáveis.
e) apenas uma delas viável.

2. (UEM) Com relação à evolução biológica e à especiação, assinale o que for correto.
0 – Um dos princípios básicos das ideias evolucionistas por seleção natural é que os organismos com variações favoráveis às condições do ambiente onde vivem têm maiores chances de sobreviver, quando comparados aos organismos com variações menos favoráveis.
1 – As mutações podem ocorrer em células somáticas ou em células germinativas, sendo estas últimas de fundamental importância para a evolução, pois são transmitidas aos descendentes.
2 – A resistência de bactérias a antibióticos e de insetos a inseticidas, por terem a interferência humana na fabricação dessas substâncias, não podem ser exemplos de seleção natural.
3 – A cladogênese é um processo envolvido na especiação que, pela ruptura da coesão original em uma população, gera duas ou mais populações que não podem mais trocar genes entre seus indivíduos.
4 – O desenvolvimento de mecanismos que determinam o isolamento reprodutivo é importante na especiação. A inviabilidade do híbrido e a esterilidade do híbrido são mecanismos pós-zigóticos de isolamento reprodutivo.

GABARITO

1. D

Resolvendo passo-a-passo:

O enunciado da questão fala claramente sobre o processo de especiação do tipo alopátrica, ou seja, a população A deu origem a duas novas populações A1 e A2, graças à existência de uma barreira geográfica. Ao longo do tempo, essas populações foram acumulando mudanças (graças a pressões seletivas diferentes) e deram origem às populações B1 e B2. Nessa fase, B1 e B2 acumularam mais mutações. Como consequência disso, seus genomas (e também suas proteínas) serão mais diferentes entre si. Portanto, a hipótese III é viável. Como vimos, durante o processo de especiação, as populações em questão tendem a manter e acentuar suas identidades, tendo em vista seu isolamento e adaptação a ambientes particulares. Nesse estágio, dizemos que existe uma subespécie, ou seja, populações da mesma espécie que ainda se reproduzem naturalmente, mas que diferem entre si quanto a determinadas características. Se o isolamento das populações persistir por muito tempo, essas tendem a se tornar espécies diferentes. Logo, a subespécie representa uma etapa de transição na origem de novas espécies. Esse poderia ser o caso das populações A1 e A2, já que se diferenciaram a partir da população A. Portanto, a hipótese I também é viável. O fato de o cruzamento, em laboratório, entre B1 e B2 produzir descendentes estéreis ou com problemas genéticos nos indica que essas populações podem já ter se tornado espécies diferentes. Portanto, a hipótese II também é viável e a alternativa correta é a letra D.

2. VVFVV

Resolvendo passo-a-passo:

0 – Verdadeira. Segundo a teoria da evolução por seleção natural, os mais aptos, ou seja, aqueles que possuem genes com variações favoráveis ao ambiente, se reproduzem e deixam descendentes com maiores chances de sobrevivência.

1 – Verdadeira. Apenas mutações que ocorreram em células germinativas, ou seja, aquelas que darão origem aos gametas serão transmitidas ao descendentes, tendo em vista que apenas essas darão origem ao embrião completo.

2 – Falsa. Como vimos, a seleção natural é aquela em que o ambiente “escolhe” as características dos indivíduos. Aqueles que possuírem as variações mais favoráveis ao ambiente terão maior chance de sobrevivência. Apesar de os antibióticos e os inseticidas serem substâncias produzidas pelo homem, criam condições ambientais que também selecionarão os indivíduos mais adaptados. Por isso, quando mal utilizados, esses produtos podem acabar possibilitando o surgimento de organismos resistentes (como as superbactérias, por exemplo).

3 – Verdadeira. Os cientistas acreditam que o surgimento de novas espécies ocorre por cladogênese, ou seja, uma população ancestral se diversifica dando origem a populações diferentes. Ao longo do tempo, essas populações sofrem seleção natural diferenciada e tendem a se tornar mais adaptadas a seus respectivos ambientes. No futuro, se o fluxo gênico entre essas populações deixar de existir completamente, elas acumularão tantas mutações diferentes que acabarão se transformando em espécies diferentes.

4 – Verdadeira. Os mecanismos pós-zigóticos de isolamento reprodutivo são aqueles que ocorrem quando a fecundação entre os gametas dos indivíduos já ocorreu, mas que contribuem para que essa reprodução não seja possível. Nos casos de inviabilidade do híbrido, o zigoto se forma, mas o embrião morre prematuramente. Às vezes, a formação do híbrido é possível, porém o indivíduo adulto é estéril (gônadas se desenvolvem anormalmente ou a meiose é anormal). Esses são os casos de inviabilidade do híbrido.

Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Especiação

Já pensou em estudar Especiação por meio de um mapa mental incrível? Então você não pode deixar de revisar os conceitos sobre assunto com esse mapa aqui embaixo![](http://s3-sa-east-1.amazonaws.com/descomplica-blog/wp-content/uploads/2015/03/mapa-helio-biologia-especiacao.png)
artigo
Post do blog

Como ocorre o fenômeno da especiação?

Uma espécie é um conjunto de seres vivos que se cruzam entre si, mas não com membros de outras espécies. Além disso, apresentam características próprias e genótipo característico. A formação de novas espécies de seres vivos é denominada especiação, uma etapa fundamental no processo evolutivo.
artigo