4 exemplos de como a seleção natural de Darwin afetou a humanidade!

Conheçam Darwin. Charles Darwin foi um naturalista inglês, mais conhecido por seu trabalho no campo da Evolução, com a proposição de que a Evolução se dava através da seleção natural.

Charles Darwin
Charles Darwin

Na seleção natural, características favoráveis ao meio no qual o organismo está inserido e são hereditárias tornam-se mais comuns nas próximas gerações de uma população, enquanto as características desfavoráveis vão desaparecendo, uma vez que geram desvantagens a seus portadores e podem impedir seu sucesso reprodutivo.

A seleção natural ainda age sobre nós, mas ela teve um papel crucial na formação dos seres humanos, mesmo em termos recentes. Vamos dar uma olhada nesses casos.

Tolerância a Lactose

Na maior parte das pessoas, os genes responsáveis pela digestão da lactose são desligados ainda na infância, não estando presentes em sua forma ativa nos adultos. No entanto, em diversos indivíduos do norte europeu, descendentes de uma cultura muito ligada a criação de gado 6000 anos atrás, foi observada a forma ativa desse gene durante a vida adulta. Esse é um caso no qual a nutrição extra que isso possibilitava foi uma vantagem tão grande aos adultos que os capazes de digerir leite foram selecionados e deixaram mais descendentes vivos, aumentando a frequência deste ocorrido na população.

Cor da pele

Esse não deve ser novidade, mas a cor da pele humana é regulada geneticamente, e está ligada à seleção natural. A cor da pele é dada por uma substância chamada melanina, produzida pelos melanócitos e quanto mais melanina, mais escura a pele é. A pigmentação da pele tem como função o bloqueio de raios UV, impedindo sua reação bioquímica com o organismo, capaz de causar câncer. Está diretamente ligada à região do globo na qual o indivíduo nascia, uma vez que perto da linha do Equador e nos trópicos há maior incidência de raios UV, concentrando pessoas de pele mais escura, enquanto regiões mais próximas aos pólos concentrariam pessoas de pele mais clara, uma vez que a radiação UV é menor nessas áreas.

Amilase

A amilase é uma enzima na saliva, responsável pela quebra do amido. É a principal substância de reserva energética de vegetais, e pode ser encontrado em batatas, farinha, etc etc. Sendo assim, foi observado que, em comunidades agrárias, onde mais amido era consumido, genes responsáveis pela amilase tinham cópias extras nos indivíduos, quando comparados a outra população, na qual a sociedade dependia primariamente de caça e pesca, uma dieta mais proteica. Nesse caso, os indivíduos que apresentavam mais genes para amilase estavam mais adaptados a dieta dessa sociedade agrária, recebendo vantagem sobre outros.

Crescimento de cabelo

Esse aqui é um pouco mais específico, ainda que também mais nebuloso. O gene EDAR está relacionado ao crescimento capilar. Uma forma variante deste gene é muito comum no leste asiático e entre nativos-americanos, e é a provável razão dos cabelos destes serem mais grossos. No entanto, ainda não se sabe qual é a vantagem que esse gene traz. Talvez o cabelo mais grosso seja mais eficaz para reter o calor, talvez seja apenas responsável na seleção sexual, tornando o homem mais atraente a uma parceira em potencial, ou mesmo que a variante do gene EDAR seja responsável por algo completamente diferente, como resistência a uma doença, e o seu efeito no cabelo é apenas secundário. Sabe-se que a variante foi selecionada e é favorável, mas não o motivo exato disso.

É isso, gente. Espero que tenha ficado bem claro como a seleção natural foi fundamental na formação de algumas das muitas características vistas hoje na espécie humana. Até a próxima! 😀

Continue estudando
Post do blog

Mapa Mental: Evolução – Conceitos Básicos

Imagina um mapa mental para te explicar os conceitos básicos de Evolução! Imaginou? O Descomplica preparou para você 😀 Confere aqui!
artigo
Post do blog

Questões Comentadas: Conceitos básicos de Evolução

Leia o resumo Quais os conceitos básicos da evolução? e resolva os exercícios abaixo.
artigo