4 especializações da Membrana Plasmática que você precisa conhecer!

Ahoy! Se existe uma coisa que todas as células possuem em comum, é a membrana plasmática. Essa membrana é tão fina, mas tão fina, que só pode ser observada pela microscopia eletrônica.

ORGANIZE ESSA MATÉRIA EM UMA FOLHA DE RESUMO LINDONA! <3

Tá, todas as células possuem membrana plasmática, até aí tudo bem… Mas as membranas são todas iguais? Não exatamente. Vamos dar uma olhadinha em quatro especializações da membrana, que podem ou não estar presentes em todas as células. Here we go!

Aprenda as seguintes Competências e Habilidades do ENEM

A contagem regressiva para o Exame Nacional do Ensino Médio sempre gera uma certa apreensão. Por isso, nós reunimos informações importantes sobre as competências e habilidades da prova.

  • Área(s) de Conhecimento do ENEM: Ciências da Natureza e Suas Tecnologias;
  • Competência relacionada: Área 4 – Compreender interações entre organismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, aspectos culturais e características individuais;
  • Habilidade relacionada: H14 – Identificar padrões em fenômenos e processos vitais dos organismos, como manutenção do equilíbrio interno, defesa, relações com o ambiente, sexualidade, entre outros.

Conheças as especializações da Membrana Plasmática

Em determinadas células, é possível que a membrana plasmática apresente modificações que estão ligadas a uma especialização da função. Essas diferenciações são bastante conhecidas nas células.

1. Microvilosidades

Esse termo vai assombrar vocês por toda a fisiologia. No silêncio do seu quarto durante a noite, você VAI lembrar dessa palavra. É uma  especialização importantíssima e vale muito a pena lembrar dela (eu disse MUITO).

Mas por que ela é tão interessante assim? As microvilosidades servem para aumentar a superfície de contato. A vantagem  é que isso vai aumentar a eficácia da absorção, e é por isso que as células do epitélio do intestino delgado e dos túbulos renais são repletas dessas projeções da membrana, tendo em vista que são áreas em que a absorção é prioridade.

2. Glicocálix

O glicocálix são glicoproteínas presentes em todas as células do corpo humano. Uma de suas funções é servir como um identificador para o organismo…

sendo então importante para o organismo identificar células intrusas.

Inclusive, transplantes, transfusões, entre outros, estão bastante ligados ao glicocálix. Os tipos sanguíneos do sistema ABO, por exemplo, apresentam glicocálix diferentes entre si, ou seja, o glicocálix do tipo A não é igual ao glicocálix do tipo B, ocorrendo então o estranhamento, o organismo não reconhece aquelas novas hemácias, ativa suas defesas, é tiro, porrada e bomba… Vocês entenderam?!

3. Especializações de junção

Vamos pensar na construção de um muro, “outro tijolo na parede”.

Enfim, você quer que esse muro esteja bem coeso, que os tijolos estejam unidos de forma firme. O mesmo pode se aplicar a tecidos, que podem precisar de grande conexão entre as células.

Por que você constrói um muro? Porque você quer impedir a passagem de alguma coisa. Um “muro” de células é eficaz na proteção contra invasores externos, como patógenos, e pode evitar a perda de substâncias úteis, como água.

Para fazer esse muro, você precisa de concreto, uma substância entre seus tijolos que possa segurá-los. Essa é a zônula de adesão, regiões que unem células vizinhas com substâncias intercelulares com propriedades adesivas, juntando assim as membranas sem que elas te toquem de fato.

Deixando de lado as analogias a muros antes que acabe saindo alguma bobagem, temos os desmossomos, que são junções que fazem pressão para fazer a junção das membranas.

Sabe aqueles suportes para livros que empurram pela esquerda e pela direita para mantê-los juntinhos? A ideia é mais ou menos essa.

Temos também as interdigitações, que são invaginações e evaginações de membranas celulares que se encaixam, garantindo aderência. Pense nelas como dedos entrelaçados.

4. Especializações comunicantes

Seguindo a linha das analogias da construção civil…

“Curte achocolatado? Porque posso ser TODDYNHO seu…”
“Curte achocolatado? Porque posso ser TODDYNHO seu…”

Você pode precisar de passagens no seu muro, certo? Talvez você queira deixar coisas indesejadas fora e coisas importantes dentro, mantendo um contato entre os dois lados do seu muro.

Saindo dessas analogias péssimas, você pode precisar movimentar moléculas e íons entre células, passando pelas membranas, de modo que ambas possam funcionar em harmonia. Quer um ótimo exemplo disso? Seu coração. A junção gap que ocorre nas células animais é importante no coração para permitir o fluxo de potássio na propagação do estímulo que promove a contração do miocárdio. As plantas também possuem suas especializações comunicantes. No caso delas, são os plasmodesmos.

Bom, isso é tudo, pessoal! Nos vemos na próxima! Continue estudando com o resumo e as questões comentadas sobre Membrana Plasmática! 😉

Continue estudando
artigo
Post do blog

Saiba tudo sobre tipos celulares e membrana!

A célula é a unidade fundamental de todos os seres vivos.
artigo
Post do blog

Resumo — Você Sabe o Que é Membrana Plasmática?

Você sabe o que é membrana plasmática ou plasmalema? Trata-se de uma película que limita a superfície das células. Essa película mantém a estrutura viva da célula separada do ambiente externo, controlando a entrada e a saída de substâncias.