• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Engenharia de Alimentos: formação, mercado, salário e mais!

Ao escolher uma carreira, é fundamental conhecê-la bem. Por exemplo, existem diversas áreas de atuação no curso de engenharia, que precisam, muitas vezes, de especialização. Entre elas, temos a engenharia de alimentos! 

Você já ouviu falar sobre ela? Se entende que se trata de uma área relacionada à comida, é um bom começo! Então, conheça a fundo o que é engenharia de alimentos, a formação necessária, o que faz o especialista e quanto ganha. Vem com a gente e fique por dentro! 

plantas incubadas

O que é engenharia de alimentos? 

A engenharia de alimentos é o subcampo da engenharia que aborda todas as atividades interligadas com a industrialização de alimentos, a fim de que sejam realizadas com eficiência. 

O especialista em alimentos possui conhecimentos multidisciplinares, que envolvem ciência, tecnologia e saúde pública. Ele orienta, normatiza e fiscaliza a indústria alimentícia. 

O que se aprende no curso de engenharia de alimentos? 

Nesta especialização, o profissional conhece profundamente os tipos de alimentos, técnicas de processamento e segurança alimentar. 

👉 Descubra o salário de cada profissão com o Quanto Ganha

Nos primeiros anos, o estudante passa pelo ciclo básico, em que estuda matérias como matemática, química, física, administração e bioquímica. Posteriormente, os conhecimentos específicos do segmento são aprofundados. 

Apesar da carga horária e nomenclatura das disciplinas variarem conforme a instituição, os conhecimentos são os mesmos e a formação dura, em média, 5 anos ou 10 semestres. Nesse sentido, algumas das matérias específicas do curso de engenharia de alimentos são: 

  • gestão industrial; 
  • processamento de alimentos; 
  • microbiologia;
  • gestão de qualidade. 
engenharia de alimentos - profissionais analisando plantas

O que faz um engenheiro de alimentos? 

O profissional em alimentos atua no desenvolvimento de produtos alimentícios em escala industrial, desde a escolha da matéria-prima, embalagens e insumos até a armazenação e distribuição dessas mercadorias. Além disso, o engenheiro de alimentos pode atuar em ainda 3 áreas:

  1. projeto, elaboração, supervisão e coordenação dos procedimentos industriais;
  2. identificação e resolução de problemas relacionados ao setor alimentar;
  3. acompanhamento dos processos de manutenção, controle e qualidade dos produtos. 

Como está o mercado de trabalho para esse segmento?

Com um mercado bastante aquecido, após a conclusão do curso, o profissional vai encontrar excelentes oportunidades de emprego nas indústrias, varejos e redes de distribuição de alimentos. 

Ainda, é possível observar que o mercado científico é muito promissor, e o engenheiro de alimentos pode atuar em pesquisas científicas e/ou tecnológicas. 

Caso essas opções não agradem, também existe a possibilidade de trabalhar autonomamente, prestando consultoria ou criando sua própria empresa

Por fim, apesar de o mercado estar muito ligado ao setor industrial, o número de profissionais contratados por empresas tem crescido bastante, sobretudo em redes de fast food. 

engenharia de alimentos - planta saindo de um jarro com moedas

Quanto ganha um engenheiro de alimentos? 

Pelas oportunidades estarem muitas vezes nas grandes empresas, os salários iniciais desse segmento são bastante atrativos. 

Por exemplo, segundo o site Vagas, o salário de um engenheiro de alimentos está em torno de R$ 4158,00. Mas, é possível encontrar vagas em que o rendimento ultrapassa a faixa dos R$ 10 mil mensais.

Dessa maneira, o que vai estabelecer o quanto ganha um engenheiro de alimentos é o seu nível de experiência, sua responsabilidade na empresa e o porte do negócio pra qual está prestando serviços. 

Exemplificando, de acordo com site Glassdoor, o salário inicial de um engenheiro de alimentos na Nestlé fica em torno de R$ 4.324,00 mensais, enquanto que na rede Ambev a média é de R$ 4.430,00.

Agora, você entende o que é, qual o mercado e quanto ganha uma pessoa formada em engenharia de alimentos, certo? E aí, está preparado pra investir na sua carreira? Então, conheça a Pós-Graduação Descomplica!