Blog Descomplica

Qual é a diferença entre SiSU, ProUni e Fies

porDescomplica| 09/02/2022

Compartilhe

A criação de alguns programas de financiamento estudantil e outros de acesso a universidades viabilizou, nos últimos anos, a formação de milhares de estudantes brasileiros, sabia? SiSU, ProUni e Fies são alguns deles e, se você pretende ter acesso a algum desses benefícios, é muito importante saber como funcionam e a diferença entre eles.

Os programas federais de ampliação do acesso à graduação dão, anualmente, oportunidades a milhões de brasileiros de estudarem em universidades públicas e privadas. Entender cada um é essencial para se candidatar ao que mais tem a ver com o seu perfil!

Quer entender a diferença entre SiSU, ProUni e Fies? A gente te ajuda a escolher o melhor. Dá uma olhada!

Semelhanças entre SiSU, ProUni e Fies

Antes de falarmos das diferenças, vamos entender o que o SiSU, o ProUni e o FIES têm em comum:

  • Ambos são programas do Governo Federal;
  • Foram criados para facilitar o acesso ao Ensino Superior no Brasil;
  • Beneficiam estudantes de todas as regiões do País;
  • São processos seletivos gratuitos;
  • Usam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério para classificar os candidatos.

Agora que você já sabe o que é preciso, é hora de identificar as diferenças entre esses três programas governamentais, visto que eles têm objetivos distintos.

O que é SiSU — Sistema de Seleção Unificada

O SiSu é utilizado para preencher vagas em universidades públicas por meio da nota do Enem. Ele entra no lugar do vestibular em várias instituições públicas brasileiras, que, geralmente, reservam parte de suas vagas para esse processo.

Pode participar da seleção quem fez a última edição do Enem e obteve nota acima de zero na redação. Para cada curso, há uma nota mínima (nota de corte do SiSU), que deve ser consultada no momento de fazer a inscrição.

Caso você seja selecionado, após preencher suas opções de curso entre as vagas disponíveis, é preciso levar os documentos e fazer a matrícula presencialmente na faculdade para garantir a vaga.

Cronograma SiSU 2022.2

  • Inscrições: 28 de junho a 1º de julho
  • Resultado: 6 de julho
  • Matrícula: 13 a 18 de julho
  • Manifestações da lista de espera: 6 a 18 de julho
  • Chamadas da lista de espera: a partir de 25 de julho (previsão)

O que é ProUni — Programa Universidade para Todos

O ProUni oferece bolsas de estudos parciais (50%) e integrais a estudantes de baixa renda em faculdades privadas.

Podem participar desse processo quem fez a edição mais recente do Enem e obteve pelo menos 450 pontos na média das provas objetivas, além de, é claro, não ter zerado a redação.

Outro ponto importante é a renda familiar. Ela não deve ser maior do que três salários mínimos por pessoa. O candidato também deve ter estudado o Ensino Médio em escola pública ou como bolsista integral em escola privada.

O que é Fies — Financiamento Estudantil

O Fies é destinado a pessoas de baixa renda que precisam de ajuda para pagarem a mensalidade da faculdade particular. O financiamento considera fatores como a renda familiar e o comprometimento dessa renda com a mensalidade.

Quem fez o Enem a partir de 2010, obteve mais de 450 pontos na média das provas e não zerou a redação pode participar. Além disso, é preciso ter renda familiar bruta mensal de, no máximo, 2,5 salários mínimos por pessoa.

Feito pela internet, o cadastro no Fies tem diversas etapas, que incluem a apresentação de documentos para obter o financiamento no banco. O estudante só começa a pagar o curso até 18 meses depois de formado, com adição dos juros do financiamento, em boletos mensais.

SiSU ou ProUni: qual é o melhor?

Na hora de identificar qual programa é melhor, é importante saber as vantagens e desvantagens de cada um.

A vantagem de participar do SiSU é conseguir uma vaga em uma instituição pública. Outro benefício é que não é preciso fazer o vestibular, já que é utilizada a nota do Enem.

A principal desvantagem é a nota de corte do SiSU, que costuma ser bastante alta, já que a concorrência é muito grande. Com isso, é mais difícil ingressar no Ensino Superior por meio dele. 

Já em relação ao ProUni, uma das vantagens é a oportunidade de estudar em uma faculdade particular de graça por meio de uma bolsa com 100% de desconto. Também não há notas de corte tão rigorosas quanto no SiSU.

Os entraves são as exigências, que precisam ser cumpridas para que o candidato tenha direito a uma bolsa de estudos. Primeiro, é preciso alcançar no mínimo 450 pontos no Enem e não zerar a redação.

Também é preciso ter cursado o Ensino Médio em escola pública ou escola particular como bolsista. O candidato não pode ter diploma de Ensino Superior (com exceção de professores) e é preciso comprovar a renda familiar. 

Por isso, é preciso ter em mente que, ao participar desse programa, existe a possibilidade de não conseguir a bolsa integral. Entretanto, o estudante pode conseguir um bom abatimento na mensalidade.

E aí? Deu para entender melhor o funcionamento de cada programa? Agora é hora de escolher qual tem mais a ver com a sua necessidade e desempenho no Enem.

O governo abre, primeiramente, as inscrições para o SiSU. Caso o candidato não consiga, pode tentar o ProUni e, por último, o Fies. Vale a pena aproveitar essas oportunidades! 

Aula em vídeo: Cotas No SiSu, ProUni E FIES

https://www.youtube.com/watch?v=TuYicYDURgo

Comentários

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro
Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você

logo descomplica