Cultura e Sociedade na Idade Moderna

A idade moderna foi marcada pelo surgimento de uma nobreza cortesã que, junto com o clero, detinha diversos privilégios. Do ponto de vista social, o modelo estamental garantia privilégios por nascimento e restringia a possibilidade de mobilidade social. O terceiro estamento, composto por todos os não nobres, era responsáveis pelo pagamento de impostos. Culturalmente, há a crescente valorização do racionalismo, e o surgimento de religiões protestantes, como o Luteranismo e o Calvinismo. As contradições desse modelo, levaram, no século XVIII, ao surgimento das ideias Iluministas e às Revoluções Burguesas, que abalaram a cultura e sociedade na época moderna.

Artigos

Continue estudando

MUNDO MODERNO

América Colonial

A América Colonial se formou durante o processo de Expansão Marítima liderado pelas monarquias europeias, após a Formação dos Estados Modernos. O processo de conquista dos territórios do “novo mundo” foi marcado pela imposição por parte do colonizador dos padrões de Cultura e sociedade estabelecidos na Europa Moderna. Ocorreu, assim, o processo de dominação dos povos nativos, submetidos a catequização e ao trabalho compulsório.
MUNDO MODERNO

Revoluções Burguesas

Desde a formação dos Estados Modernos a burguesia, embora na base da pirâmide estamental, viveu um amplo crescimento econômico. As Revoluções burguesas – Inglesa e Francesa – ocorreram devido a insatisfação com o Estado absolutista, com o mercantilismo, assim como com o modelo de sociedade que mantinha privilégios oriundos do nascimento. Elas marcaram a chegada de burguesia ao poder político e a derrubada do absolutismo.