Blog Descomplica

O que é supremacia branca? Conheça o significado, história e símbolos!

Os supremacistas acreditam que o homem branco é superior a todas as outras raças humanas. Quer saber o que é supremacia branca? Confira!
porDescomplica| 25/10/2017

Compartilhe

A supremacia branca é uma ideologia que acredita na superioridade do homem branco. Esse ideal busca utilizar supostas evidências científicas pra sua comprovação e, ao longo da história, se manifestou de formas variadas. 

Por exemplo, os neonazistas e a Ku Klux Klan são grupos que seguem essa concepção racista. Pra que entenda tudo sobre o assunto, vamos apresentar um resumo sobre o que é supremacia branca. Venha com a gente e fique por dentro! 

O que é supremacia branca? 

Como dito antes, a supremacia branca é um ideal racista que propõe o homem branco como naturalmente superior a outras origens raciais. Os supremacistas creditam sua superioridade através de hipóteses científicas não comprovadas

A crença nessas teorias faz com que os supremacistas defendam sistemas de governo racistas, que tenham foco na garantia de privilégios pra população branca

Desse modo, eles detêm um discurso de ódio contra outras raças humanas, como indígenas, asiáticos, africanos e seus descendentes. Além disso, quando se alinham ao neonazismo, os judeus também se tornam um alvo. 

No decorrer da história, existiram diversas organizações supremacistas, e uma das mais conhecidas é a Ku Klux Klan, que surgiu nos Estados Unidos. 

Antifacistas em Charlottesville

Contexto histórico 

Segundo pesquisadores, a hierarquização por raças se estabeleceu entre os séculos XV e XVI, durante a colonização. A exploração de territórios e seres humanos necessitava de uma teoria que o justificasse

Assim, os europeus estabeleceram o branco como a raça superior. A suposta superioridade era uma justificativa pra violência contra diversos povos, bem como serviu de suporte pro neocolonialismo, no século XIX. 

Durante o século XIX, argumentava-se que o branco era superior devido ao seu padrão “civilizado” e conhecimento científico. Nesse sentido, era “dever” do homem branco levar aos povos “atrasados” esse alto estilo de vida. 

Ademais, houve outras expressões da supremacia branca. Por exemplo, nos Estados Unidos, em que a região sul foi responsável pelo controle de milhões de escravizados.  

Após a abolição da escravidão, o sul estadunidense tomou novas formas racistas. Nesse cenário, leis segregacionistas são impostas, como as leis de Jim Crow.  

Esse sistema impedia o casamento inter-racial, estabelecia espaços pra brancos e negros e limitava o acesso de afro-americanos ao voto. Essas normas existiram até a década de 1960. 

Além disso, foi nesse período que a Ku Klux Klan manifestou os seus ideais supremacistas. A organização surgiu nos Estados Unidos, em 1865, após a derrota da região sul na guerra de secessão

Os sulistas não aceitaram o fim da escravidão e muitos homens se uniram a Ku Klux Klan pra amedrontar a população negra por meio de espancamentos, destruição de moradias e execuções. 

Situações semelhantes ocorreram na África do Sul, no século XX, com o regime segregacionista chamado apartheid, que retirou a cidadania das pessoas negras e separou os espaços pra brancos e negros, por exemplo. 

Símbolos da supremacia branca 

Muitos supremacistas se estabelecem de forma discreta e se utilizam de símbolos pra transmitir seus ideais, seja de forma velada ou aberta. Conheça alguns deles: 

Sinal de “OK“

O gesto de OK feito com as mãos é utilizado por diversos países como referência à palavra. Todavia, atualmente os grupos supremacistas brancos se utilizam do sinal como uma alusão a white power, que significa “poder branco”. 

Cruz em chamas 

A Ku Klux Klan muitas vezes era identificada pelos seus símbolos. Quando expostas em público, representava a presença de um supremacista e sua intenção de intimidar os povos perseguidos no local.  

Desse jeito, durante a segunda fase da Klan, no século XX, o grupo passou a utilizar a cruz em chamas, representando as cruzes que queimavam como forma de intimidação.  

Copo de leite 

O uso do copo de leite tem sido apropriado pelos supremacistas brancos pra disseminar sua crença na superioridade do homem branco. Pra eles, o consumo de leite é uma maneira de passar adiante seus ideais de forma discreta. 

Agora, você sabe o que é supremacia branca, os principais símbolos e quando esse ideal surgiu. Gostou do resumo? Então, continue a leitura e saiba como otimizar os estudos e venha conhecer o cursinho preparatório para o Enem da Descomplica.

Comentários

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro
Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você

logo descomplica