Questão 23 da prova azul do primeiro dia do Enem 2022

Mas seu olhar verde, inconfundível, impressionante, iluminava com sua luz misteriosa as sombrias arcadas superciliares, que pareciam queimadas por ela, dizia logo a sua origem cruzada e decantada através das misérias e dos orgulhos de homens de aventura, contadores de histórias fantásticas, e de mulheres caladas e sofredoras que acompanhavam os maridos e amantes através das matas intermináveis, expostas às febres, às feras, às cobras do sertão indecifrável, ameaçador e sem fim, que elas percorriam com a ambição única de um “pouso” onde pudessem viver, por alguns dias, a vida ilusória de família e de lar, sempre no encalço dos homens, enfebrados pela procura do ouro e do diamante.

PENNA, C. Fronteira. Rio de Janeiro: Tecnoprint, s/d.

Ao descrever os olhos de Maria Santa, o narrador estabelece correlações que refletem a

  1. caracterização da personagem como mestiça.
  2. construção do enredo de conquistas da família.
  3. relação conflituosa das mulheres e seus maridos.
  4. nostalgia do desejo de viver como os antepassados.
  5. marca de antigos sofrimentos no fluxo de consciência.

Comentário da questão

A partir da descrição dos olhos de Maria Santa, o narrador mergulha em um fluxo de consciência voltado à origem da personagem. Ao descrever esse passado, há menção à vivência individual e coletiva, pautada na ambição dos homens e sofrimento das mulheres do sertão. 

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção E

Questões correspondentes

20 29 34

Assunto

Modernismo 2ª fase prosa