Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão 46

Embora inegáveis os benefícios que ambas as economias têm auferido do intercâmbio comercial, o Brasil tem reiterado seu objetivo de desenvolver com a China uma relação comercial menos assimétrica. Os números revelam com clareza a assimetria. As exportações brasileiras de produtos básicos, especialmente soja, minério de ferro e petróleo, compõem, dependendo do ano, algo entre 75% e 80% da pauta, ao passo que as importações brasileiras consistem, aproximadamente, em 95% de produtos industrializados chineses, que vão desde os mais variados bens de consumo até máquinas e equipamentos de alto valor.

LEÃO, V. C. Prefácio. In: CINTRA, M. A. M.; SILVA FILHO, E. B.; PINTO, E. C. (Org.). China em transformação: dimensões econômicas e geopolíticas do desenvolvimento. Rio de Janeiro: Ipea, 2015.

Uma ação estatal de longo prazo capaz de reduzir a assimetria na balança comercial brasileira, conforme exposto no texto, é o(a)

  1. expansão do setor extrativista.
  2. incremento da atividade agrícola.
  3. diversificação da matriz energética.
  4. fortalecimento da pesquisa científica.
  5. monitoramento do fluxo alfandegário.

Comentário da questão

A balança comercial se refere à diferença entre a quantidade de produtos exportados e importados na relação entre os dois países. Para o Brasil reduzir a necessidade de compra e aumentar a venda, obtendo melhores resultados na balança comercial é preciso investimento interno no setor de educação para produzir e desenvolver novas tecnologias.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção D

Questões correspondentes

85 68 72 0

Assunto