Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão 83

Ao abrigo do teto, sua jornada de fé começava na sala de jantar. Na pequena célula cristã, dividia-se a refeição e durante elas os crentes conversavam, rezavam e liam cartas de correligionários residentes em locais diferentes do Império Romano (século II da Era Cristã). Esse ambiente garantia peculiar apoio emocional às experiências intensamente individuais que abrigava.

SENNET, R. Carne e pedra. Rio de Janeiro. Record, 2008.

Um motivo que explica a ambientação da prática descrita no texto encontra-se no(a)

  1. regra judaica, que pregava a superioridade espiritual dos cultos das sinagogas.
  2. moralismo da legislação, que dificultava as reuniões abertas da juventude livre.
  3. adesão do patriarcado, que subvertia o conceito original dos valores estrangeiros.
  4. decisão política, que censurava as manifestações públicas da doutrina dissidente.
  5. violência senhorial, que impunha a desestruturação forçada das famílias escravas.

Comentário da questão

O fim da perseguição aos Cistãos na Roma antiga ocorreu no século IV d.C., como o texto de referência destaca que o encontro foi realizado no século II d.C., podemos perceber que os protagonistas estavam se encontrando em um lugar fechado e secreto para praticarem seus ritos. Portanto, a ambientação pode ser compreendida como uma consequência de decisões políticas do período, que perseguiam o cristianismo. 

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção D

Questões correspondentes

75 84 51 0

Assunto