Quer ficar por dentro das novas questões do Enem?

Cadastre-se e receba um aviso sempre que novas questões estiverem disponíveis!

Questão 31

O coronelismo era fruto de alteração na relação de forças entre os proprietários rurais e o governo, e significava o fortalecimento do poder do Estado antes que o predomínio do coronel. Nessa concepção, o coronelismo é, então, um sistema político nacional, com base em barganhas entre o governo e os coronéis. O coronel tem o controle dos cargos públicos, desde o delegado de policia até a professora primária. O coronel hipoteca seu apoio ao governo, sobretudo na forma de voto.

CARVALHO, J. M. Pontos e bordados: escritos de história política. Belo Horizonte. Editora UFMG, 1998 (adaptado)

No contexto da Primeira República no Brasil, as relações políticas descritas baseavam-se na

  1. coação das milícias locais
  2. estagnação da dinâmica urbana
  3. valorização do proselitismo partidário
  4. disseminação de práticas clientelistas
  5. centralização de decisões administrativas.

Comentário da questão

A prática Clientelista orienta-se na concessão de “privilégios” a população que, em troca, concedia seus votos. Neste sistema o estado deixava de agir regionalmente, deixando para o Coronel o controle de determinada localidade (extra-oficialmente). A população, obsoleta de direitos, contava com a “ajuda” de seu “padrinho”, o Coronel, e em troca lhe garantia ao menos o voto em seu candidato ofertado.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção D

Questões correspondentes

35 09 17 0

Assunto

Clientelismo

Coronelismo

Política dos Governadores

Primeira República