Questão 33

Em 1935, o governo brasileiro começou a negar vistos a judeus. Posteriormente, durante o Estado Novo, uma circular secreta proibiu a concessão de vistos a “pessoas de origem semita”, inclusive turistas e negociantes, o que causou uma queda de 75% da imigração judaica ao longo daquele ano. Entretanto, mesmo com as imposições da lei, muitos judeus continuaram entrando ilegalmente no país durante a guerra e as ameaças de deportação em massa nunca foram concretizadas, apesar da extradição de alguns indivíduos por sua militância política.

GRIMBERG, K. Nova língua interior. 500 anos de história dos judeus no Brasil. In: IBGE, Brasil: 500 anos de povoamento. Rio de Janeiro: IBGE, 2000 (adaptado).

Uma razão para a adoção da política de imigração mencionada no texto foi o(a)

  1. receio do controle sionista sobre a economia nacional.
  2. reserva de postos de trabalho para a mão de obra local.
  3. oposição do clero católico à expansão de novas religiões.
  4. apoio da diplomacia varguista às opiniões dos líderes árabes.
  5. simpatia de membros da burocracia pelo projeto totalitário alemão.

Comentário da questão

Getúlio Vargas sofre grande influência Fascista, além de ter altos vínculos econômicos com a Alemanha Nazista. A nossa CLT foi claramente inspirada na Carta del Lavoro, de Benito Mussolini. O forte contato com estes domínios totalitários nos trás alguns reflexos, sendo um deles, a política de aversão a Judeus. Mas não pense que Getúlio ficava só com eles, pois, também tinha alto contato com os EUA. Vargas foi uma pessoa extremamente flexível em suas opiniões políticas.

Equipe Descomplica
A melhor equipe de professores do Brasil ;)

Gabarito da questão

Opção E

Questões correspondentes

27 36 13 0

Assunto

Antissemitismo

Era Vargas

Fascismo;

Getúlio Vargas

Nazismo