Blog Descomplica

Psicologia do trânsito: como funciona essa área?

A psicologia do trânsito aplica conceitos gerais ao comportamento dos motoristas, mostrando a influência da saúde mental nas ruas. Conheça mais!
porDescomplica| 19/08/2021

Compartilhe

Você conhece a psicologia do trânsito? A disciplina pesquisa a interação entre os vários processos psicológicos e o comportamento dos motoristas.

Assim, aplica os estudos da saúde mental para tornar a mobilidade no trânsito melhor, além de definir os bons comportamentos ao longo da educação das pessoas que usam as vias.

Desse modo, há um estudo do comportamento ligado às pesquisas sobre os acidentes, analisando suas razões e diferenças. 

Por isso, costumam distinguir o comportamento dos motoristas em algumas categorias. Por exemplo, comportamento racional, emocional e habitual. A partir daí, há alguns usos da psicologia, como fiscalização, conscientização, programas de reabilitação e terapia.

Algumas teorias do mundo cognitivo, sensório-motor e neurológico também são levadas em conta. Assim, pontos como estresse, embriaguez, fadiga, memória e cognição espacial são alvos de pesquisas pra explicar as ações dos motoristas. 

A gente decidiu esclarecer como a ciência funciona pra você saber se o assunto realmente faz sentido pra sua carreira. Bora lá?!

psicologia do trânsito - retrovisor de um carro de noite

O que é psicologia do trânsito?

A psicologia do trânsito estuda pontos cognitivos e sensório-motores na hora de dirigir e interagir com as pessoas. Assim, tenta compreender as ações de forma a mudar os comportamentos. Seu foco é a diminuição dos efeitos nocivos no tráfego.

Uma das formas pelas quais isso é feito é por meio das pesquisas de comportamento. Aqui, entram pontos como personalidade, motivação, hábitos e atenção.

A partir daí, os fatores são classificados de acordo com os que promovem mais riscos, conceituando os problemas e contribuindo pras mudanças de comportamento.

psicologia do trânsito - pessoa andando na moto

Como é a carreira?

Os psicólogos do trânsito que, normalmente fazem especialização EaD, são capazes de avaliar psicologicamente os motoristas e desenvolver campanhas educativas. Mas os profissionais também podem:

  • participar de ações de prevenção;
  • desenvolver pesquisas;
  • estudar o alcoolismo no trânsito;
  • participar de equipes multiprofissionais;
  • dar consultoria;
  • servir como peritos. 

De acordo com o Portal Salário, a média salarial está entre R$ 1.800,00 e R$ 3.500,00. Bom, a remuneração não é muito diferente das outras áreas da psicologia.

Segundo o Educa Mais Brasil, a faixa salarial média das outras áreas da psicologia fica acima dos R$ 2.000,00 e abaixo dos R$ 3.300,00. É um quesito interessante pra levar em conta, né?!

psicologia do trânsito - ovos com desenho de expressões faciais

Como a ciência funciona?

A pesquisa psicológica envolve a neuropsicologia, analisando as várias regiões diferentes do cérebro que se mostram importantes na experiência de direção. Assim, influenciando no monitoramento, na inibição dos erros, nos comportamentos de vigilância e por aí vai. 

Isso também envolve as pesquisas sobre os efeitos neuropsicológicos do álcool, analisando como se relacionam com a direção imprudente em alta velocidade.

A psicologia no trânsito tem uma boa base científica pra estudar o comportamento dos motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas. Além de se basear em pesquisa comportamental, a disciplina também faz estudos de colisão, analisando a forma de dirigir, as diferenças individuais e vários outros pontos.

O trabalho de reabilitação também faz parte, contando com várias etapas pra tornar os condutores auto suficientes. Seu objetivo é reintegrar os usuários das vias de forma que seja segura pra si e pros outros.

Mas independentemente de como vai compor sua carreira, o ideal é contar com uma boa especialização, né? Pra isso, a Pós Descomplica tem uma plataforma completamente online, acessível e com preço que cabe no bolso. Partiu estudar com a gente?

Comentários

ícone de atenção ao erroícone de atenção ao erroícone de atenção ao erro
Quer receber novidades em primeira mão?
Prontinho! Você receberá novidades na sua caixa de entrada.

Veja também

Separamos alguns conteúdos pra você

logo descomplica