Um resumo imperdível para quem quer revisar as principais características da Idade Média

Aluno Descomplica, tenho certeza que você se lembra do marco inicial da Idade Média. Isso mesmo, a queda de Roma! Qual a principal característica da Idade Média? O Feudalismo! Com esses conceitos em mente, vamos falar um pouco sobre essa época e sobre o desenrolar dessa história.

Características do Feudalismo:

  • Economia: agrícola e de subsistência, ou seja, nada de comércio.
  • Unidade básica: feudo
  • Poder: Vinculado à terra
  • Sociedade estamental, ou seja, dividida em estados.
  • Política descentralizada e teocêntrica
Pirâmide Feudal: o rei, ao topo; cavalheiros, nobreza e o clero, abaixo; e os vassalos, na base da pirâmide
Pirâmide Feudal: o rei, ao topo; cavalheiros, nobreza e o clero, abaixo; e os vassalos, na base da pirâmide

O pessoal da Idade Média era muito, muito religioso mesmo. Acreditavam que Deus estava no controle de tudo – inclusive os reis, aos quais todos deviam obediência máxima, eram enviados de Deus na Terra. A religião católica, que era a que mais crescia na época, fez inúmeras alianças com os países. Foi nessa época também que Portugal se unificou, expulsando os mouros, e a Espanha também, com a União dos reinos de Castela e Aragão através da política de casamentos. Guerras fervorosas foram traçadas contra os árabes que adentravam a Europa.

Nessa época rolaram as Cruzadas, na qual os países católicos iam pelos mares para pregar e expandir sua fé conseguindo maior número de fiéis e de riquezas para a Igreja. Foi essa expansão e esse acúmulo de riquezas, tanto para a Igreja quanto para os próprios países, que possibilitou a expansão marítima e a conquista do Novo Mundo, a América, na qual vivemos hoje! Legal, não?

Ilustração de uma Cruzada.
Ilustração de uma Cruzada.

Tivemos também o famoso império Carolíngio, a atual França. Nunca ouviu falar? Não acredito. Então vamos descobrir junto quem foram os carolíngios, listando as características desse império:

  • Foram antecedidos pelos merovíngios
  • Perda de poder do merovíngio Clóvis e passagem do poder para os chamados mordomos
  • Expulsão dos lombardos por Pepino
  • Carlos Magno: auge do império
  • Guerras de conquista
  • Centralização política e apoio da Igreja
  • Tentativa de reconstrução do império romano
  • Divisão do território com seus netos, já que seus filhos enfraqueceram o poder

A Idade Média teve seu fim com a queda de Constantinopla.

Por: Ruth Borges

Continue estudando
artigo
Post do blog

Você sabe como surgiu o feudalismo?  

Descubra como surgiu o feudalismo com este resumo que vai tirar todas as suas dúvidas para a aula de história!
artigo
Post do blog

Reforma protestante e a Contra-Reforma (XVI)

Sejam bem vindos ao século XVI (1501-1600), período amplamente dominado pelo poder da Igreja Católica na Europa. As doutrinas e as decisões provenientes de Roma determinavam como as pessoas deveriam viver, em que acreditar, além de conferir legitimidade ao poder dos monarcas. Isso quer dizer que a Igreja (Católica) dominava quase todos os aspectos da vida no mundo ocidental europeu. Pois bem, acontece que isso não iria durar por muito tempo. No início dos anos 1500’s começaram a surgir diversos questionamentos sobre as crenças e práticas  endossados pelo Papa, terminando por romper a hegemonia da Igreja Católica. Desses movimentos, conhecidos conjuntamente como Reforma protestante, surgiram novas religiões como o Luteranismo, Calvinismo e Anglicanismo.