Quer receber materiais gratuitos e conteúdos exclusivos? 😉

Insira seu e-mail e receba todas as novidades sobre o Enem 2018 em primeira mão

4 motivos para estudar com provas antigas do Enem

A melhor forma de estudar na reta final para o vestibular!

Falta cada vez menos para o Enem e nossos alunos não sabem mais o que fazer. Tem gente que está cansada porque está estudando desde janeiro. Outros estão desesperados porque ainda não pegaram nos livros. Mas, seja qual for a sua situação: C-A-L-M-A – para tudo existe uma solução!

CONFIRA AQUI O PLANO DE ESTUDOS A 5 SEMANAS DO ENEM

Se você está exausto de tanto estudar ou querendo correr atrás do tempo perdido, resolver provas antigas pode te ajudar. Nós trouxemos seis motivos para você se convencer que essa é uma das melhores formas de estudar- principalmente nos últimos momentos pré Enem! Vem que falta pouquinho para você conquistar sua vaga na universidade 😉

Vibe tranquilão  

Essa é uma boa alternativa para o pessoal que fica nervoso. Fazer provas antigas do Enem é uma forma de estudo alternativa ao clássico combo “ler a teoria e praticar com exercícios”. Depois de meses fazendo a mesma coisa tem uma hora que ninguém aguenta mais, né? Você sabe que está colocando o que aprendeu em prática – mas sem repetir o método, o que ajuda a te dar um gás maior  para continuar estudando.

Isso sem falar que fazer provas antigas te traz domínio sobre a prova. Depois de praticar bastante, você ganha noção de quais matérias são mais cobradas – e como elas são cobradas. É super provável que todo esse exercício ajuda a controlar o seu nervosismo. Foque em tranquilizar a si mesmo o máximo possível – você está estudando sim e vai dar certo! 👊

É importante para se sentir seguro para a prova

Se você não está se sentindo 100% preparado para o Enem, essa pode ser uma forma de te deixar mais confiante. Estudar provas passadas nada mais é que fazer muitos exercícios. Como falamos ali em cima, quanto mais você praticar, mais vai aprender. Pensa só: as questões são uma forma de você ver o seu próprio conhecimento na prática. Já tinha pensado nisso? A partir de agora, toda vez que a insegurança bater, lembre em todas as questões que você já acertou em casa!

Ganhe ritmo e velocidade

Uma coisa vai levando a outra: quanto mais você praticar, mais vai ter conhecimento de como é a prova do Enem. Isso te garante ritmo e velocidade. Sabe por que? Ao ver uma questão parecida com alguma que você já tenha resolvido, dá para encontrar a solução mais rápido.

Assim, sobra mais tempo para pensar em um enunciado que você nunca tenha visto. Afinal, os candidatos só têm 3 minutos – em média – para responder cada questão nos dias de prova. Tempo é uma coisa que não dá para vacilar e você precisa aproveitá-lo da melhor forma possível!

Você fica “esperto”

A correção do Enem é baseada na TRI – uma teoria que separa as questões da prova em níveis de dificuldade. Existem questões fáceis, médias e difíceis. Em resumo: os candidatos precisam garantir as questões fáceis! Se, por acaso, você errar as mais tranquilas e acertar várias difíceis, o sistema vai interpretar que tudo foi um chute. O que não é verdade, né? Fazer as questões de provas passadas vai dar “molejo” na hora do Enem. Vai ficar muito mais fácil de saber o nível de dificuldade de cada questão e saber quais priorizar.

Depois dessas dicas, agora só falta conferir o Gabarito para saber quais questões você está acertando nos seus momentos de estudo! 😉