• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Insatisfação no trabalho: confira dicas para superar a situação

Falando sério? Todo mundo pode sentir insatisfação no trabalho em algum momento da vida. Nenhum profissional está imune a isso. Mesmo quem está no mercado há um bom tempo, viu?

A verdade é que conquistar a realização profissional nem sempre é tão simples. Afinal, não há fórmula mágica pra isso. E se alguém disser que encontrou, duvide!

O grande xis da questão é entender o porquê você se sente infeliz. E, além disso, descobrir o que você pode fazer pra melhorar a situação e, enfim, ficar em paz com sua carreira.

Não sabe como começar? A gente te ajuda com este post! A seguir, você descobre:

  • que motivos causam insatisfação no trabalho;
  • quais os 7 sinais que podem indicar que você não está feliz na carreira;
  • como a insatisfação no trabalho pode ser prejudicial.

Ao final, te mostramos 6 dicas imbatíveis pra superar a insatisfação no trabalho e encontrar a realização na carreira. Ficou interessado no assunto? Siga com a leitura!

insatisfação no trabalho – colegas de trabalho em reunião analisando informações

Veja as principais causas de insatisfação no ambiente de trabalho

A insatisfação no trabalho pode começar por conta de inúmeros motivos, tanto externos como internos. Pode ter a ver, por exemplo, com o fato de você não curtir seu local de trabalho. Já pensou nisso? Nesse cenário, basta uma mudança de empresa pra resolver a frustração.

No entanto, cada caso é um caso, e o problema pode nem ser a empresa onde você está. Por isso, antes de tudo, é importante investigar a fundo o que está acontecendo com você pra, então, começar a reverter a situação. Esse é o melhor caminho!

Pra te ajudar, reunimos as principais causas de insatisfação no ambiente de trabalho. Dá uma olhada!

Falta de reconhecimento

Nem todas as empresas entendem a importância de reter talentos. Muitas, na realidade, não consideram importante gerenciar o capital humano adequadamente.

O resultado disso? Desmotivação no trabalho, no mínimo. Sem reconhecimento, não há boas perspectivas pro futuro. É comum até que o colaborador pense que não tem mais valor ali. Esse é o seu caso?

E não se trata só de ganhar um aumento legal ou até uma bonificação de fim de ano. Estamos falando de reconhecer os esforços e ajudar o profissional a se desenvolver na carreira, independentemente de sua posição.

Impossibilidade de crescimento

Imagine apostar suas fichas em uma empresa por anos, porque você curte muito trabalhar. Você se esforça e dá o seu melhor, pois espera conquistar reconhecimento no futuro. Contudo, esse reconhecimento nunca vem.  

Complicado, né? A impossibilidade de crescimento é um dos principais motivos da insatisfação no trabalho. Além disso, pode ser uma das maiores razões pra queda de produtividade no seu dia a dia.

Falta de feedback

Não podemos subestimar o poder do feedback! Quando positivo, ele ajuda o profissional a se aperfeiçoar cada dia mais. Em suma, um bom feedback direciona a gente e contribui pra a construção da autoestima e autoconfiança profissional.

Assim, quando a ferramenta não é utilizada, a insatisfação no trabalho pode surgir. E se você se sente dessa forma, dificilmente vai conseguir ter um bom rendimento, né?

Logo, corrigir falhas e aperfeiçoar habilidades também será um desafio no campo profissional, afinal, não há estímulos. Sem feedback, você não tem ideia se está indo pelo caminho certo. E, nesse caso, não tem jeito: você se sentirá insatisfeite.  

Gestão desestruturada

Ninguém trabalha em alta performance se não há um bom direcionamento. Se a gestão é desestruturada e não estabelece metas e objetivos claros, a insatisfação no trabalho será inevitável.

E, além disso, se há cobranças demasiadas e falta de clareza em relação às atividades desempenhadas você também pode sentir um baita desânimo de continuar ali.

Falta de propósito

Se você não sabe o que quer profissionalmente, é possível que sinta insatisfação no trabalho. E vamos combinar: não dá pra ser diferente. Afinal, se você não sabe qual é o seu propósito, como pode ser feliz?

Nessas situações, mudar de empresa não resolve. Você pode até ganhar um pouco mais em outro local e ocupar um cargo melhor, porém, no final das contas, não fará diferença, porque você estará sem direcionamento.

Aqui, será preciso uma boa dose de autoconhecimento pra encontrar suas paixões e motivações reais. Falaremos mais sobre o assunto ao longo do texto. Continue acompanhando!

Ausência de identificação com a profissão

Talvez não tenha a ver com o ambiente, mas com você mesmo. Depois de um tempo, você percebeu que aquele trabalho já não tem nada a ver com seu perfil, ou você simplesmente já não gosta tanto.

Sua cabeça pode ter mudado, assim como seus valores, sonhos e gostos. Por isso, talvez realizar o que você faz hoje já não tem tanto sentido como antes.

Muitos profissionais sentem insatisfação no trabalho porque já não se identificam com a carreira que optaram. A situação é comum e pode acontecer quando a escolha pela profissão é feita de maneira apressada.  

Independentemente do motivo, uma coisa é certa: se acontecer com você, é hora de se desprender de crenças limitantes.

Dá pra repensar, sim, suas escolhas e mudar de carreira, mesmo que você já esteja no mercado de trabalho há um bom tempo.

insatisfação no trabalho – pessoa com expressão de raiva mordendo um lápis

Descubra 7 sinais de insatisfação no trabalho

Pronto! Você já conhece os principais motivos de insatisfação no trabalho. Agora que entendeu mais sobre o assunto, falaremos sobre os sinais que indicam que você não está feliz na carreira.

É possível que você nem tenha percebido algum deles ou já tenha se acostumado tanto com alguns, que acredita que já fazem parte da sua rotina.

Em todo caso, fique de olho nestes 7 sinais de insatisfação no trabalho. Eles podem indicar que você precisa de mudança na carreira. Acompanhe!

1. Você está sempre de mau humor

É normal sentir mau humor de vez em quando, tá? Especialmente se as coisas não saem exatamente como planejado na sua rotina.

Entretanto, se os acontecimentos te afetam demais, a ponto de te deixarem sempre de mau humor, pode apostar que aí tem um problema. Afinal de contas, não é comum estourar por conta de qualquer coisa, não.

2. Você tem dificuldade pra se levantar da cama

Tem criança que inventa mil desculpas pra não levantar da cama e ir cedo pra escola. Diz que está com dor de barriga, que não se sente bem e algumas até choram e esperneiam.

Adulto também faz isso. Claro, não com as mesmas proporções dramáticas, mas quando a gente sente insatisfação no ambiente de trabalho, acha qualquer motivo pra não estar lá. Pode reparar.

Então, se levantar da cama é uma das coisas mais difíceis de fazer, é bom rever sua rotina profissional. Ainda mais se isso se repete todo santo dia.

3. Você se atrasa constantemente

Além de ter dificuldade em levantar da cama, você também se atrasa pro trabalho? Bem, esse é mais um sinal claro de que as coisas não estão indo muito bem.

Profissionais realizades mal podem esperar pra começar o dia. Pra essas pessoas, a motivação é uma constante. Por isso, dificilmente se atrasam, não importa o compromisso profissional.

4. Você sonha com o final do expediente

Ficar sonhando com o final do expediente logo no começo do dia pode ser um sinal de insatisfação no trabalho. E isso não tem a ver com esperar ansiosamente a sexta-feira pra curtir o fim de semana com os amigos.

Essa situação, na realidade, é até bem comum, afinal, você merece  — e muitas vezes precisa — de um bom descanso depois de uma semana agitada.

Aqui, estamos falando de outro cenário. Aquele em que em plena segunda-feira você deseja voltar no tempo só pra não estar na empresa. Quem enfrenta insatisfação no ambiente de trabalho, se sente assim praticamente todo o tempo.

5. Você fica doente com frequência

Muitas vezes, nem é preciso inventar uma desculpa e dizer que está doente, porque isso acontece sempre. Saiba que profissionais que sentem insatisfação no trabalho podem adoecer com mais facilidade.  

Pode começar com uma dor de cabeça que não passa ou vários episódios de gripes e resfriados, por exemplo. Em alguns casos, é possível que surjam problemas de sono, depressão ou ansiedade.

Por isso, independentemente de qualquer coisa, vale a pena conversar com um profissional da saúde se a situação chegou nesse ponto, beleza? Nenhum emprego vale mais que sua saúde.

6. Você trabalha em modo automático

Outro sintoma da insatisfação no trabalho é fazer as coisas no piloto automático. Quando a gente não tá legal na profissão, nem presta atenção no que faz e pode até entregar um serviço mal feito.

Somado a isso, pode rolar aquela vontade de simplesmente não querer contribuir mais com a empresa. Você não se interessa em expor suas ideias e não se esforça pra apresentar soluções pros problemas, por exemplo.

7. Você não sente admiração pelo seu chefe

Por fim, saiba que muitos profissionais sentem insatisfação no ambiente de trabalho por conta de seus chefes. Se a convivência no trabalho está difícil por conta disso, é interessante considerar uma mudança de emprego.

Isso porque muitas vezes uma simples conversa não basta. Nem sempre a chefia se mostra flexível, não é mesmo?

Além do mais, se a admiração acabou, não tem jeito. Será difícil voltar a enxergar da mesma forma que antes

insatisfação no trabalho – pessoa com expressão de cansaço

Entenda como a insatisfação o trabalho pode ser prejudicial

E então, conseguiu identificar na sua rotina os sinais de insatisfação no trabalho? Mudar a situação pode ser desafiador, mas não é impossível. Além do mais, nada de bom pode acontecer se você continuar infeliz com a sua carreira, fala a verdade.

Passamos tempo demais de nossas vidas no trabalho. Muitas vezes, interagimos muito mais com nossos colegas do que amigos e familiares. Sendo assim, não dá pra viver insatisfeite com o campo profissional.

Essa questão é prejudicial não só pra sua saúde. Trabalhar sem motivação pode afetar suas relações profissionais e pessoais.

Outro ponto importante é que você pode estar perdendo boas oportunidades de crescimento porque tem crenças limitantes. Já pensou nisso?

Às vezes, uma simples mudança é capaz de colocar você no caminho certo pra desenvolver suas habilidades plenamente. Então, o que acha de começar a se arriscar um pouquinho?

insatisfação no trabalho – pessoa olhando para parede com vários papéis

Confira 6 dicas para superar a insatisfação no ambiente de trabalho

Depois de entender melhor os sinais da insatisfação no trabalho e como essa questão pode prejudicar você, chegou o momento de descobrir o que fazer pra mudar isso.

Como falamos, a tarefa pode ser desafiadora, mas é totalmente possível. Ainda mais se você ficar de olho nas nossas dicas. Então, vamos lá?

1. Aposte muito em autoconhecimento

Difícil não falar em autoconhecimento quando o assunto é insatisfação no trabalho, viu? Isso porque se autoconhecer é a chave pra descobrir basicamente tudo o que está rolando com você no campo profissional.

Falando sério, o autoconhecimento é importante mesmo se você estiver feliz no seu trabalho. Não dá pra dispensar essa ferramenta se você quer encontrar realização profissional e pessoal.

Por esse motivo, recomendamos que invista tempo em conhecer você. Essa, aliás, é a melhor maneira de encontrar o seu propósito, como falamos acima. Lembra?

Bom, existem muitas formas de investir em autoconhecimento. Listamos as principais e mais simples, a seguir. Confira:

  • peça feedbacks pros colegas de trabalho e chefes;
  • reflita sobre o seu modo de agir no trabalho e com pessoas próximas;
  • relacione seus pontos fortes e fracos;
  • experimente coisas novas;
  • faça terapia;
  • aposte no desenvolvimento de sua inteligência emocional;
  • observe suas reações e sentimentos;
  • experimente meditar.

Outra maneira de praticar o autoconhecimento é simplesmente se questionando a respeito de tudo, como seus gostos, interesses e sonhos. 

Algumas perguntas podem nortear você nessa tarefa. São essas:

  • quem eu sou de verdade?
  • quais coisas me deixam feliz?
  • o que me desagrada?
  • quais são as minhas habilidades?
  • onde pretendo estar em cinco, 10 ou quinze anos?
  • como gostaria de ser lembrade pelas pessoas?

Uma dica interessante é ir anotando essas respostas em algum papel. Você pode, por exemplo, separar um caderninho só pra isso e ir escrevendo as coisas que descobre sobre si mesmo aos poucos. O que acha?

2. Pesquise sobre o mercado de trabalho

O mercado de trabalho mudou bastante nos últimos anos, né? Aliás, algumas profissões sumiram e outras estão em alta, exigindo novas competências e habilidades.

Quem quer permanecer relevante, precisa acompanhar essas mudanças e, claro, se adaptar a elas. Por exemplo, lembra quando o inglês era um diferencial no currículo? Pois é! Hoje, ele é item indispensável em muitas posições.

Não dá pra ficar de fora do que acontece no mercado de trabalho. É importante estar de olho até pra descobrir novas possibilidades e, quem sabe, profissões.

Desse modo, mudar de emprego ou área não precisa ser um bicho de sete cabeças, não. Com a preparação certa, é possível fazer essa transição com tranquilidade.

Então, pesquise o que o mercado busca. Avalie as competências desejadas pras posições que você considera. Não esqueça, claro, de considerar os salários, além das qualificações requeridas.

O LinkedIn pode ajudar muito nessa questão. Por lá, você pode pesquisar sobre vagas, empresas e até dar uma olhada em perfis de profissionais que você admira. Quem sabe não surge uma ideia inusitada pra sua carreira a partir dessa pesquisa?

Independentemente do setor em que pretende atuar, não se esqueça de que é importante apostar continuamente nos estudos. Isso ajudará você a se manter atualizade sobre o mercado de trabalho.

Além disso, é uma boa forma de descobrir novas habilidades e aperfeiçoar as que você já tem, né? As empresas valorizam muito profissionais que estão em busca das suas melhores versões sempre.

3. Faça um plano de carreira

O plano de carreira é uma ferramenta indispensável pra qualquer que deseja organizar a vida profissional. Ele funciona como um norte pra ajudar você a chegar exatamente aonde deseja e, enfim, superar a insatisfação no trabalho.

O primeiro passo do plano de carreira é o autoconhecimento. Como você já sabe, conhecer a si mesmo e, além disso, refletir sobre o seu estado atual, é o ponto de partida pra entender o que não está legal na vida profissional.

Depois dessa etapa, fica mais fácil definir seus objetivos. A seguir, listamos passos essenciais pra produzir um plano de carreira eficiente. Acompanhe:

  • liste seus objetivos por ordem de importância;
  • trace metas alcançáveis, estabelecendo ações a curto, médio e longo prazo;
  • aposte no desenvolvimento de suas habilidades;
  • considere os obstáculos e dificuldades;
  • acompanhe seu plano de carreira sempre, fazendo alterações sempre que necessário;
  • busque inspiração em outros profissionais.

Viu como se organizar pra superar a insatisfação no trabalho não é uma tarefa impossível?

Saiba que a tecnologia pode ajudar você nessa etapa. Existem, inclusive, aplicativos gratuitos que facilitam o dia a dia e podem ajudar você a organizar seus compromissos com mais eficiência. Veja alguns:

  • Trello;
  • Asana;
  • Evernote;
  • PomoDoneApp;
  • Google Agenda;
  • Todoist;
  • Google Keep.

4. Faça Networking

Networking é tudo hoje em dia! E muitos profissionais, infelizmente, ignoram essa prática tão simples.

Saiba que investir em uma rede de contatos pode ajudar você a driblar a insatisfação no ambiente de trabalho. É uma forma de trocar experiências, superar dificuldades, aprimorar habilidades e potencializar suas chances no mercado de trabalho também.

Não sabe como começar a praticar networking de modo eficiente? Então, confira nossas dicas valiosas a seguir:

  • crie um perfil no LinkedIn e mantenha suas informações atualizadas;
  • participe de eventos relacionados à sua área de atuação, sejam virtuais ou presenciais;
  • mantenha uma abordagem sincera e autêntica;
  • ajude sua rede de contatos de maneira genuína;
  • evite falar mal de outros profissionais e empresas;
  • esteja presente sempre, não somente quando precisar.

Uma outra dica interessante é entrar em contato com pessoas que já trabalharam com você. Com o LinkedIn, isso fica ainda mais fácil. Então, você pode aproveitar pra pedir recomendações na rede!  

5. Saia da sua zona de conforto

Parece clichê dizer que é importante se arriscar mais quando enfrentamos a insatisfação no trabalho, mas a verdade é que muitos profissionais empacam justamente nessa etapa.

Eles conseguem identificar os pontos de insatisfação. Entendem que precisam mudar suas vidas profissionais pra encontrar a realização e até traçam planos, mas, por algum motivo, não conseguem sair da zona de conforto. Você se sente assim?

Mudar dá um medo danado e a gente sabe muito bem disso. O mercado de trabalho pode estar instável, assim como a economia no país. Nessas situações, se arriscar parece ser a coisa mais difícil a se fazer.  

Contudo, a verdade é que faz muito bem pra gente. E, além disso, se arriscar é essencial no mercado atual. Afinal, como falamos, ele mudou demais nos últimos anos, especialmente por conta da internet e das novas tecnologias.

Tudo se tornou mais dinâmico. Mesmo que você queira permanecer na mesma profissão, sentirá essa necessidade de mudar porque as empresas, de modo geral, estão diferentes.

E, além disso, buscam profissionais ousades, que investem em formação de qualidade, que estão atualizades e entendem a importância de buscar aprimoramento contínuo.

Listamos abaixo, algumas atitudes que podem ajudar você a sair da zona de conforto pra vencer a insatisfação no trabalho. Confira!

  • esteja rodeade de pessoas positivas;
  • considere os riscos e aposte em planejamento sempre;
  • tenha uma reserva financeira pra estudar ou mudar de emprego;
  • fuja da procrastinação;
  • peça ajuda de profissionais que trabalham com você;
  • liberte-se de crenças limitantes;
  • converse com profissionais que você admira.

6. Comemore suas conquistas

Por fim, não esqueça de comemorar as suas conquistas, viu? Quando existe insatisfação no trabalho, normalmente enxergamos apenas o lado negativo das coisas e esquecemos de tudo de bom que já construímos.

Isso não é bacana. Mesmo que você não esteja feliz com sua trajetória profissional, é preciso focar em tudo de positivo que já te aconteceu.

Pode ser a conclusão de um curso que você gostava muito ou a promoção que recebeu lá atrás, como forma de reconhecimento.

Neste post, você conferiu os principais motivos de insatisfação no ambiente de trabalho e como identificar se está infeliz. Além disso, descobriu 6 dicas imbatíveis pra reverter o problema.

Pode ser desafiador, mas, como pode conferir, se apostar em autoconhecimento e planejamento poderá seguir em paz com a carreira.

E aí, pronte pra investir mais em você? Então, conheça os cursos de pós-graduação da faculdade Descomplica!