• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Descubra como controlar as emoções com dicas valiosas de inteligência emocional

Ansiedade, tristeza, insegurança e frustração são apenas alguns dos sentimentos que podem tomar conta da nossa mente e prejudicar tanto nossos relacionamentos interpessoais quanto o desempenho no trabalho. Por isso, é essencial saber como controlar as emoções. A melhor forma é através da inteligência emocional.

Ou seja, conseguir dominar as sensações e não deixar que elas interfiram de forma negativa em suas atividades. Aliás, essa é uma das habilidades mais valorizadas atualmente no mercado. E a boa notícia é que não é algo difícil de desenvolver. Quer saber como?

A seguir, a gente vai explicar tudo sobre o assunto e você vai descobrir como treinar a mente pra que ela seja mais forte que seus sentimentos. Confira!

como controlar as emoções - ilustração de um cérebro

Afinal, o que é inteligência emocional?

Provavelmente você já ouviu esse termo por aí, certo? Ao contrário do que muitos pensam, inteligência emocional não significa não ter sentimentos e ser apenas racional. Ela se refere a uma série de práticas que permitem entender, nomear e lidar com as emoções.

O conceito surgiu em meados de 1990 quando os cientistas Peter Salovey e John D. Mayer publicaram um artigo sobre o significado e as funções dos sentimentos, e mostraram formas de gerenciar as habilidades sociais e emocionais.

Assim, concluíram que o controle das emoções envolve 4 domínios básicos:

  • percepção;
  • uso;
  • entendimento;
  • gerenciamento das sensações.

Mas, o termo só ganhou espaço por volta de 1995, quando o psicólogo Daniel Goleman abordou o tema de uma forma mais simples de entender em seu livro sobre inteligência emocional.

Segundo ele, é preciso desenvolver as seguintes habilidades pra controlar os sentimentos:

  • autoconsciência;
  • autorregulação;
  • automotivação;
  • empatia;
  • habilidades sociais.
como controlar as emoções – pessoas com emojis em seus rostos expressando emoções

Então, qual a importância de lidar com as emoções?

Vamos imaginar algumas situações. Alguma vez, você já se desentendeu com alguém a ponto de não conseguir se concentrar no trabalho? Ou já se irritou no trabalho e, por isso, acabou descontando em algum familiar ou amigo que não tinha nada a ver com a história?

Isso é bastante comum. Afinal, somos humanos e, como tais, temos diversas emoções ao longo do dia. Porém, algumas acabam interferindo em nosso cotidiano de forma negativa.

A seguir, confira como a inteligência emocional afeta a sua vida.

Relacionamentos

Como a gente já comentou, muitas vezes, estamos com algum sentimento ruim e ele acaba tomando tanto conta da gente que acabamos tratando mal as outras pessoas.

Certamente você conhece alguém que vive de mau humor, reclamando de tudo e criticando todos. É bem desconfortável ficar perto, não é mesmo? Porém, se a gente não souber controlar os sentimentos, podemos ser essa pessoa.

Quando aplicamos a inteligência emocional, conseguimos nos comunicar melhor, evitar desentendimentos e resolver conflitos de forma mais rápida.

Assim, todos os relacionamentos fluem de uma forma mais agradável e a gente se torna uma pessoa que todos desejam ter por perto.

Desempenho no trabalho

Ter controle emocional é uma habilidade fundamental pra se tornar um líder, pois permite lidar melhor com os desafios comuns no ambiente de trabalho.

Além disso, faz com que os sentimentos não interfiram em sua produtividade e, ainda, ajuda você a tomar as melhores decisões. Isso porque, precisamos pensar racionalmente pra enxergar oportunidades, traçar metas e estratégias.

Saúde mental

Quando nossas emoções estão descontroladas, elas tendem a crescer de tal forma que se transformam em problemas mais graves, como depressão, ansiedade crônica, síndrome do pânico, estafa, entre outros.

E esses problemas acabam interferindo também nas relações pessoais e profissionais. Ou seja, vira uma bola de neve.

Saúde física

A saúde mental está diretamente ligada à saúde do nosso corpo. Altos níveis de ansiedade, por exemplo, podem fazer a pressão sanguínea subir, prejudicar o sistema imunológico e, ainda, aumentar o risco de ataques cardíacos.

Além do mais, em alguns casos, pode até acontecer a somatização, que é quando o nosso emocional está tão abalado que o organismo apresenta sintomas físicos, como enxaqueca, dores musculares, alergia, insônia, entre outros.

Portanto, saber como controlar as emoções só traz benefícios a nossa vida, por exemplo:

  • redução do estresse no dia a dia;
  • melhora da saúde física;
  • crescimento profissional;
  • sucesso nos objetivos pessoais;
  • melhora nos relacionamentos pessoais e profissionais;
  • superação de barreiras;
  • eliminação da autossabotagem;
  • identificação de oportunidades;
  • aumento da produtividade;
  • aumento do ciclo de amigos;
  • relacionamentos mais estáveis e duradouros;
  • aumento da autoestima e da autoconfiança;
  • melhora na tomada de decisões.

Enfim, é exatamente como Goleman diz: “a vida é muito mais suave se você tem uma boa inteligência emocional”.

como controlar as emoções – folha com ilustração de sorriso em frente ao rosto

Mas, como controlar as emoções?

Dominar os sentimentos não é difícil, mas também não ocorre de uma hora pra outra. Ou seja, é preciso mudar alguns hábitos e ter disciplina pra mantê-los.

Confira o nosso passo a passo e saiba como controlar as emoções com base no que Goleman ensina!

1. Conheça suas emoções

Em primeiro lugar, é preciso que você se conheça. Então, pare um momento e reflita sobre situações anteriores.

O que você estava sentindo? Por que estava sentindo aquilo? Como reagiu? Quais consequências sua reação trouxe? Como deveria ter agido pra ter um resultado positivo?

Essas questões vão ajudar você a identificar gatilhos e a entender seu padrão de comportamento.

2. Controle as sensações

Após se autoconhecer, é hora de colocar em prática o controle das suas sensações. E isso fica ainda mais fácil depois de você conhecer seus sentimentos. Então, quando se deparar com alguma situação que abale suas emoções, pare e respire profundamente.

Lembre-se da importância de ter inteligência emocional e procure entender o motivo que te levou a sentir isso. Em seguida, com base no passo anterior, busque identificar como é a melhor forma de agir.

3. Desenvolva a automotivação

A positividade e a motivação são essenciais pra encarar os problemas da forma mais leve possível. Também, ajudam a encontrar soluções melhores.

Assim sendo, procure sempre ter um olhar positivo mesmo nos tropeços. Saiba que eles são lições e que você pode aprender com cada um.

Mantenha em mente que você está em processo de aprendizado e, caso não tenha conseguido se controlar totalmente em alguma situação, sempre há tempo de parar a bola de neve.

Além disso, caso tenha errado com alguém, tome a iniciativa de se desculpar e de resolver os conflitos.

4. Trabalhe a empatia

O quarto passo pra saber como lidar com as emoções é desenvolver a empatia. Ou seja, se colocar no lugar do outro e entender que as sensações alheias também devem ser consideradas.

Afinal, a gente não é o dono da razão, certo? Quando a gente tem esse olhar, há mais compreensão e, assim, as emoções ficam em segundo plano.

5. Cuide dos relacionamentos interpessoais

Desenvolver habilidades sociais é essencial, pois as pessoas precisam umas das outras. E essa convivência deve ser a mais harmônica possível.

Então, procure sempre melhorar as suas relações, a comunicação com as outras pessoas e aprenda sempre com cada situação.

Viu como não é difícil saber como controlar as emoções? É tudo uma questão de autoconhecimento e de colocar em prática as dicas deste artigo. Desse modo, você vai alcançar seus objetivos pessoais e, ainda, vai ter ainda mais sucesso em sua carreira!

E a gente pode te ajudar nisso! Confira nosso curso livre de Inteligência Emocional e invista em você!