Exclusivo para alunos

Bem-vindo ao Descomplica

Quer assistir este, e todo conteúdo do Descomplica para se preparar para o Enem e outros vestibulares?

Saber mais

Contexto Histórico do Arcadismo

Partindo do contexto histórico, neste vídeo, o professor Diogo Mendes inicia as explicações sobre o Arcadismo. Você verá como a 1ª Revolução Industrial e o Iluminismo transformaram o mundo, fortalecendo a classe burguesa e valorizando a razão.

Características Gerais do Arcadismo

Bocage

Lemas do Arcadismo I

Lemas do Arcadismo II

Arcadismo no Brasil

"Cartas Chilenas"

O Arcadismo


A corrente literária árcade, influenciada pelos ideais do Iluminismo no século XVIII, visava retornar alguns marcos artísticos do período renascentista. Com o intuito de promover o racionalismo na poesia - uma vez que se opuseram ao estilo Barroco – o Arcadismo é caracterizado pela temática mais pastoril e bucólica, contrariando os apegos materialistas que marcavam aquele momento e resgatando alguns aspectos da cultura clássica. 


Contexto histórico

Os acontecimentos mais importantes do século XVII e que marcaram o Arcadismo foram:

  • 1715 – 1789 - Iluminismo;
  • 1789 - Revolução Francesa;
  • 1789 - Inconfidência Mineira (No Brasil);
  • 1798 - Conjuração Baiana (No Brasil);

 

(Revolução Francesa, 1789)

(Revolução Francesa, 1789)

 

Leitura da sentença dos inconfidentes, Leopoldino Faria.

(Leitura da sentença dos inconfidentes, Leopoldino Faria.)

Características do Arcadismo

Veja, abaixo, algumas das principais características do Arcadismo:

  • Bucolismo;
  • Pastoralismo; 
  • Uso da razão;
  • Temática universalista; 
  • Valorização da cultura greco-romana;
  • Objetividade;
  • Contraste entre a simplicidade da vida X apegos materiais;
  • Convencionalismo amoroso;
  • Contraste entre o ambiente urbano e o ambiente campestre;


Obs.: O sentimento de evasão ao campo era imaginário, pois a maioria dos árcades pertenciam ao cenário burguês e naquele momento iniciava-se um período de urbanização nas cidades e a transição do êxodo rural. Podemos perceber, portanto, que essa “fuga” ao campo é uma simulação, um fingimento poético. 

Em relação à linguagem e forma estrutural das poesias árcades, temos a presença de: 

  • Sonetos;
  • Versos decassílabos;
  • Ordem direta (da estrutura sintática);
  • Linguagem mais simples.

Lemas Árcades

Conhecidos como lemas árcades, estes são expressões latinas que remetem aos valores de uma vida simples, sem apegos materiais e que valorize as pequenas coisas da vida. Veja quais são: 

  • Carpe Diem (Aproveitar a vida, viver o momento);
  • Locus Amoenus (Lugar ameno, significa um lugar simples, um refúgio longe dos centros urbanos);
  • Fugere Urbem (Fuga da cidade, remetendo à felicidade da vida no campo, em contraste com o caos urbano);
  • Aurea Mediocritas (Desvínculo à vida material, que segundo os árcades era considerada uma vida medíocre, ou seja, na média, balanceada, equilibrada, livre de excessos);
  • Inutillia Truncat (“cortar o inútil”, ou seja, afastar-se da infelicidade que o apego material pode causar).

Principais Autores No Brasil
Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Basílio da Gama, Silva Alvarenga e Santa Rita Durão.


Cartas Chilenas 
No Brasil, durante o período da Inconfidência Mineira, muitos autores e intelectuais eram engajados politicamente e lutavam contra as tiranias do governo. As cartas chilenas tratam-se de poemas que criticavam o abuso de poder e satirizavam os desmandos administrativos da região mineira, além disso, por medo de serem perseguidos, os escritores omitiam a seus nomes, embora a hipótese melhor aceita na atualidade seja a da autoria de Tomás Antônio Gonzaga, com colaborações pontuais de Cláudio Manuel da Costa sobre tais textos.  Leia um trecho de uma das cartas, que aborda sobre os despachos e os contratos:


“Os grandes, Doroteu, da nossa Espanha

Têm diversas herdades: uma delas

Dão trigo, dão centeio e dão cevada,

As outras têm cascatas e pomares,

Com outras muitas peças, que só servem,

Nos calmosos verões, de algum recreio.

Assim os generais da nossa Chile

Têm diversas fazendas: numas passam

As horas de descanso, as outras geram

Os milhos, os feijões e os úteis frutos

Que podem sustentar as grandes casas.”


Disponível em: http://pt.poesia.wikia.com/wiki/Cartas_Chilenas/VIII