• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Controle Endócrino: conheça as principais glândulas humanas!

mapa-bio-controle-endocrino

Quando estamos falando de biologia, um tema muito recorrente nas salas de aula é sobre o controle endócrino e todos os fatores envolvidos nesse assunto. 

Saber como ele funciona, quais são os hormônios envolvidos, doenças ligadas a ele, entre outros pontos é fundamental pra quem está se preparando pro Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e outros vestibulares.

Nesse caso o sistema endócrino é formado por um conjunto de glândulas endócrinas,  responsáveis pela produção de hormônios. Essas glândulas são chamadas de endócrinas pois lançam os hormônios diretamente no sangue.

E é a partir desse movimento que nosso organismo consegue trabalhar com tecidos e outros órgãos que compõem diferentes sistemas do corpo humano. Tudo isso, dependendo das respostas necessárias que o organismo requer no momento.

Que tal a gente aprofundar sobre esse assunto e tirar as principais dúvidas sobre o controle endócrino e, até mesmo, colocar alguns exercícios sobre o assunto? Então continue a leitura e venha com a gente!

glandulasnendocrino

Glândulas endócrinas

Entenda como funciona o sistema endócrino humano

Foto de mulher se consultando com uma médica para ilustrar artigo sobre controle endócrino

Basicamente, a gente pode entender que o organismo conta com dois importantes sistemas que praticamente controlam todo o restante do corpo humano. 

O primeiro, mais óbvio, vem do Sistema Nervoso Central (SNC). Aqui, cada neurônio implica em uma resposta diferente, ação, pensamento e respostas aos outros sistemas.

Em seguida, vem o Sistema Endócrino Humano, que tem como função coordenar outros órgãos do corpo de acordo com uma necessidade específica. Parte da reação desse sistema age de acordo com a resposta enviada ao SNC, que implicará ao controle endócrino qual hormônio deverá ser enviado pela corrente sanguínea.

A partir do momento que chegam ao sangue, esses hormônios irão agir em apenas um determinado tipo de célula, que você conhecerá como células-alvo

Elas são ricas em proteínas receptoras hormonais e irão combinar de acordo com aquele material produzido pelo sistema endócrino. 

Dessa forma, você deve estar concluindo que quem ativa a produção dos hormônios são essas células em específico. Se foi isso que você pensou, acertou! Mas existe um envio de informações ao SNC, como adiantamos anteriormente. Ele, por sua vez, irá se comunicar com o endócrino.

Esse processo pode ser visto em um breve exemplo. A hipófise é o hormônio conhecido como hormônio do crescimento. 

O processo de encaixe com os receptores proteicos geram reações químicas, resultando no crescimento do corpo. Obviamente, existem vários tipos de hormônios que produzem diferentes tipos de efeitos no corpo humano, vamos conhecer mais pra frente.

O processo de feedback negativo

Um ponto importante sobre a síntese, ou seja, a produção dos hormônios, é por meio de um mecanismo conhecido como feedback negativo. Mas calma, apesar do nome, não é algo negativo. O conceito é que a própria substância, no caso, o hormônio, controla sua própria quantidade a ser produzida.

Veja um exemplo. Pense que se faltar uma determinada substância, a glândula ligada a ela terá o trabalho de estimular a produção da quantidade de hormônio necessária. 

Entretanto, quando há uma disfunção nesse controle, a pessoa com esse tipo de problema é acometida de alguma doença.

Um dos exemplos mais comuns é a disfunção da tireoide. Uma vez em alta produção, conhecemos o hipertireoidismo, temos o bócio, que é um crescimento acentuado da região do pescoço. 

No mesmo sentido, temos hipotiroidismo, que é a baixa produção de hormônios pela tireóide. 

Principais glândulas do controle endócrino

Foto de mesas e cadeiras  médica para ilustrar artigo sobre controle endócrino

Como a gente adiantou anteriormente, existem diversas glândulas responsáveis pelo controle endócrino do corpo humano. 

Cada uma tem um objetivo específico no corpo humano. Vejamos algumas glândulas que constituem o sistema endócrino humano e a função dos hormônios produzidos por elas.

Hipófise

Não é à toa que trouxemos a hipófise como exemplo no começo do texto, afinal, essa é conhecida como a glândula mestra do corpo humano e por ela iremos iniciar a lista das principais glândulas.

Está localizada sob o encéfalo e ligada ao hipotálamo. Ela é considerada a mais importante pois tem como responsabilidade, ativar diversas outras glândulas com seus hormônios. Também é chamada de pituitária e é constituída de duas partes: a adeno-hipófise (ou lobo anterior) e a neuro-hipófise (chamada também de lobo posterior).

hormonio3

Neuro-hipófise (lobo posterior da hipótese)

Libera dois principais hormônios produzidos pelas células neurossecretoras do hipotálamo: a ocitocina e o hormônio antidiurético (vasopressina ou ADH). O primeiro tem um grande papel durante o nascimento humano, é por meio dele que existirá a contração da musculatura do útero, permitindo que o parto ocorra. 

Da mesma forma, ele tem como responsabilidade trabalhar a produção das glândulas mamárias, como a produção do leite materno. 

Além disso, o ADH controla o processo de eliminação da água pelos rins. Quando ocorre uma disfunção nessa glândula, temos um caso conhecido como diabetes insipidus, levando a alta produção de urina, sede em excesso, entre outros problemas.

HormonioneurohipofiseNome, estrutura química e principais efeitos dos hormônios liberados pela neuro-hipófise

Adeno-hipófise (lobo anterior da hipófise) 

Produz diversos hormônios, cuja secreção depende de estímulos do hipotálamo. São chamados de hormônios tróficos, que são os principais: hormônio tireotrófico (TSH), regulando as glândulas da tireóide, então é aqui que podemos encontrar a causa do hiper e hipotiroidismo.

Outros muito conhecidos pela adeno-hipófise são o adrenocorticotrófico (ACTH), regulando as glândulas suprarrenais, folículo estimulante (FSH), responsável pelas gônadas femininas e masculinas e o hormônio luteinizante (LH), quem controla a ovolução, ovários e testosterona nos testículos.

Hormoniosadenohipofise

Nome, estrutura química e principais efeitos dos hormônios produzidos pela adeno-hipófise

Além destes, é responsável também pela produção de GH (Growth Hormone), ou Hormônio do Crescimento, que estimula o crescimento em mamíferos.

Nome, estrutura química e principais efeitos dos hormônios produzidos pela adeno-hipófise

Além destes, é responsável também pela produção de GH (Growth Hormone), ou Hormônio do Crescimento, que estimula o crescimento em mamíferos.

Hipotálamo

Como a gente adiantou, ele está diretamente ligado à adeno-hipófise, que o controla. Está localizado na base do encéfalo, abaixo da região encefálica chamada de tálamo. Apresenta células neurossecretoras, que são neurônios especializados na produção e liberação de hormônios.

Tireoide

Outra glândula muito conhecida é a tireoide, que fica bem na posição inicial da traqueia. Responsável por dois hormônios, a tiroxina e tri-iodotironina. Eles têm como principal objetivo garantir a pressão sanguínea, o ritmo cardíaco, tônus muscular e as funções sexuais. 

Como a gente adiantou anteriormente, quando a tireoide está em descontrole, causa determinados problemas ao organismo humano. A deficiência, causa retardamento no crescimento dos ossos, por isso é uma glândula muito acompanhada na fase da infância e adolescência. 

Outro hormônio da tireoide, mas pouco falado é a calcitonina. Como você pode imaginar, ele está ligado ao controle de cálcio no sangue e nas vias arteriais.

Pâncreas

Bem, se você está surpreso do pâncreas estar aqui, saiba que ele é um órgão, mas uma glândula. Tem funções endócrinas e exócrinas. Em relação ao controle endócrino, ele tem como papel as células beta, responsáveis pelo hormônio insulina e as células alfa, que produzem o hormônio glucagon.

E sim, é nesse momento que uma disfunção dessa parte do corpo pode gerar a falta de produção ou excesso de insulina, o que está diretamente relacionado à diabetes.

Veja alguns exercícios sobre controle endócrino

E a melhor forma de estudar pro vestibular é com o auxílio de questões que já caíram em provas pelo país, certo? Então, confira algumas que foram separadas pra você:

01) (UFV) 

Considere as seguintes afirmativas, relacionadas com o sistema endócrino humano:

  1. A tireoide é a glândula produtora do hormônio tiroxina, também denominado de paratormônio, que participa da regulação de cálcio e fosfato no sangue.
  2. O glucagon e a insulina são hormônios produzidos por grupos de células do pâncreas, denominados Ilhotas de Langerhans, que participam do controle dos níveis de glicose no sangue.

III. A hipófise, localizada na base do encéfalo, produz vários hormônios, como o gonadotrófico, o adrenocorticotrófico e o tireotrófico, que participam da regulação da atividade de outras glândulas endócrinas.

  1. As gônadas (ovários e testículos) também são glândulas endócrinas, que produzem hormônios responsáveis pelo amadurecimento sexual e pelas características sexuais secundárias da espécie.

Estão CORRETAS apenas as afirmativas:

  • A) I, II e III.
  • B) II, III e IV.
  • C) I, II e IV.
  • D) I, III e IV.

02) (UFT) 

A homeostase em animais é mantida por dois sistemas de controle: o neural e o endócrino. Os hormônios exercem efeitos impressionantes nos processos da reprodução, de desenvolvimento e metabólicos. A hipófise é uma glândula endócrina dividida em dois lobos, adeno-hipófise e neurohipófise, e produz uma série de hormônios que modulam outras glândulas, entre elas, a tireoide. O hormônio ……….. produzido pela ……………… estimula a tireoide, modulando a secreção dos hormônios………………… e …………………., através de um refinado mecanismo de controle recíproco, conhecido por retroalimentação.

Entre as alternativas a seguir, qual descreve adequadamente a complementação das lacunas acima?

  • A) TSH, neuro-hipófise, tireoxina (T4) e triiodotireonina (T3).
  • B) TSH, adeno-hipófise, tireoxina (T4) e triiodotireonina (T3).
  • C) tireoxina (T4), adeno-hipófise, TSH e triiodotireonina (T3).
  • D) TSH, adeno-hipófise, calcitonina e tireoxina (T4).

03) (Enem/2018)  

Anabolismo e catabolismo são processos celulares antagônicos, que são controlados principalmente pela ação hormonal. Por exemplo, no fígado a insulina atua como um hormônio com ação anabólica, enquanto o glucagom tem ação catabólica e ambos são secretados em resposta ao nível de glicose sanguínea.

Em caso de um indivíduo com hipoglicemia, o hormônio citado que atua no catabolismo induzirá o organismo a:

  • A) realizar a fermentação lática.
  • B) metabolizar aerobicamente a glicose.
  • C) produzir aminoácidos a partir de ácidos graxos.
  • D) transformar ácidos graxos em glicogênio.
  • E) estimular a utilização do glicogênio.

Em resumo, o controle endócrino é um dos principais temas ligados às ciências biológicas e ao corpo humano. 

Por esse motivo, é conhecido por ser de extrema importância pra quem quer investir em um vestibular de cursos da áreas de ciências. Continue a leitura sobre esses e outros temas focados na área.

Não deixe de conferir também os 5 exemplos de Controle Endócrino que você pode achar no País das Maravilhas e, depois, resolva exercícios de vestibular sobre o tema pra testar seus conhecimentos. 🙂 Aproveite também para conhecer o Cursinho Pré-Enem Descomplica!