Ainda não aprendeu nada sobre Hibridização do Carbono pro vestibular? Não deixe de ler esse resumo!

Olá, galerinha! Hoje nós vamos falar sobre um tópico muito importante: Hibridização do Carbono!

WHAT?
WHAT?

O fenômeno da hibridização de orbitais consiste na transferência de elétrons entre os orbitais s e p de um átomo. No caso do Carbono são três tipos: sp3, sp2 e sp. É como se os orbitais s e p se misturassem, dando condições aos átomos de formar ligações que, sem a existência dos orbitais híbridos, seriam teoricamente impossíveis de existir.

O Carbono está localizado no segundo período e no grupo 14 da tabela periódica. Ele possui configuração eletrônica: 1s2 2s2 2p2, ou seja, na camada de valência teremos a distribuição dos elétrons como:

Então existe um orbital s completamente preenchido, um orbital p vazio e dois orbitais p semipreenchidos. Para o átomo de Carbono ser capaz de fazer ligações com outros átomos, ele deve poder compartilhar um elétron por orbital com o outro átomo. Como nós podemos preencher os orbitais vazios e adquirir a tão estimada estabilidade?

O fenômeno da Hibridização de orbitais consiste na transferência de elétrons entre os orbitais s e p de um átomo. São três tipos: sp3, sp2 e sp. É como se os orbitais s e p se misturassem, dando condições aos átomos de formar ligações que, sem a existência dos orbitais híbridos, seriam teoricamente impossíveis de existir.

1. Hibridização sp3:

Neste caso um elétron é pareado do orbital 2s para o orbital 2p, juntando o orbital s com o orbital p, permitindo o Carbono compartilhar 4 elétrons, ou seja, fazer 4 ligações.

Essa é a famosa a hibridização do tipo sp3, que consiste em 4 ligações sigma. Tal ligação química é uma sobreposição de orbitais, onde acontece o compartilhamento de elétrons.

A setinha preta significa o elétron do orbital sp3, a setinha em vermelho indica o elétron pareado. Os orbitais vermelhos são os orbitais híbridos e os amarelos são os orbitais de outro átomo que se ligou ao Carbono.

2. Hibridização sp2:

Quando há a transferência de elétrons do orbital s para o orbital p, mas apenas 2 orbitais p se juntam ao orbital s, acaba sobrando 1 orbital p “puro”.

Esse 1 orbital p “puro” tende a formar uma ligação sigma sobre outra ligação sigma. Tal ligação recebe o nome de ligação pi (π). Esse tipo de hibridização é do tipo sp2.

3. Hibridização sp:

Consiste na transferência de elétrons do orbital s para o orbital p, mas se formam um orbital sp e dois p “puros”:

A estrutura de uma molécula com Carbono hibridizado sp pode ter duas formas, dependendo da posição da ligação pi:

  1. Se a posição da ligação pi for junto com uma ligação sigma:
  1. Se a posiçãod a ligação pi for junto com outra ligação pi:
Artistas de rua sempre nos lembrando que não existe amor na hibridização sp.
Artistas de rua sempre nos lembrando que não existe amor na hibridização sp.

Resumindo:

  • Carbonos com 4 ligações simples (Sigma) são hibridizados sp3
  • Carbonos com 1 ligação dupla (Sigma e Pi) e 2 ligações simples (Sigma) são hibridizados sp2
  • Carbonos com 2 ligações duplas (Sigma e Pi) ou 1 ligação simples (Sigma) e 1 ligação tripla (2 pi e 1 sigma) são hibridizados sp.

E aí? Fixaram o conceito?

Yes! Pronto pro ENEM!
Yes! Pronto pro ENEM!

Resolva o exercício sobre a matéria e, claro, não deixe de comentar! 🙂

Continue estudando
Post do blog

Exercícios Resolvidos: Teste seus conhecimentos sobre Química Orgânica!

Leia o resumo Introdução à Química Orgânica e resolva os exercícios abaixo.
artigo
Post do blog

Mapa Mental: Classificação do Carbono

Confira este mapa mental maneiro que vai tirar todas as suas dúvidas sobre carbono e química orgânica :3
artigo