10 doenças causadas por fungos

Os representantes do Reino Fungi são muito importantes no meio ambiente, mas alguns deles podem causar doenças. Leia esse texto para saber algumas delas!

Os fungos fazem parte do Reino Fungi, e são organismos eucariontes e heterotróficos por absorção. Eles podem ser unicelulares como as leveduras, ou pluricelulares como os cogumelos. Esses seres são importantes em diversos aspectos no meio ambiente, principalmente como decompositores, mas podem causar infecções e doenças quando agem sobre nós humanos.

Essas doenças causadas por fungos são até comuns e geralmente não causam grandes problemas, porém em casos avançados podem ser bem graves ao organismo. É importante lembrar que para qualquer suspeita de doença, um profissional da área deve ser consultado. Diagnósticos incorretos podem fazer com que o tratamento não funcione, ou mesmo piore o quadro sintomático.

Fungos

Os fungos são bastante variados são muito importantes para o meio ambiente.

O que é uma Micose?

A micose é um nome genérico para uma infecção ou doença causada por um fungo. Os sintomas geralmente envolvem mudanças na cor da pele (vermelhidão, na maioria dos casos) e coceiras, com um tratamento que costuma ser simples e eficaz. A inalação de esporos dos fungos pode causar problemas no sistema respiratório e caso cheguem na corrente sanguínea podem atingir outros órgãos e desenvolver sintomas difíceis de serem tratados.

Veja a seguir um esquema da entrada de fungos na corrente sanguínea a partir da inspiração de esporos. Após a entrada no pulmão (A-B), o esporo contamina a célula (C-D) e se desenvolve em hifas (D) podendo destruir células epiteliais (E). As hifas podem se desenvolver até chegar na corrente sanguínea (F-H), podendo até mesmo romper as paredes dos vasos (G) e causar hemorragias. No sangue, as hifas podem se prender às paredes dos vasos (I) e acabar chegando a outros tecidos (J-L).

O que é uma Micose?

Esquema de como ocorre a entrada dos fungos na corrente sanguínea (angioinvasão) a partir da inspiração de esporos. Importante lembrar que, quanto menor a imunidade, maior as chances de contaminação e piores serão os sintomas.

Tinha, Caspa ou Dermatofitose

Essa micose também é conhecida como tinea, e é causada por um grupo de fungos que consome queratina. Por conta disso, é encontrado normalmente no couro cabeludo, na pele e nas unhas. Pode ser bastante contagiosa e costuma deixar a região avermelhada e com coceira, alterando a textura no local da infecção.

Tinha, Caspa ou Dermatofitose

Um tipo de tinha, afetando a pele de uma pessoa.

  • No couro cabeludo: causa um tipo de caspa, e pode até provocar a queda do cabelo na região afetada;

  • No corpo: é conhecida como impingem, podendo aparecer em qualquer lugar na pele, deixando manchas vermelhas e um aspecto descamado da pele;

  • Nos pés: conhecida como frieira ou pé de atleta, e ocorre entre os dedos dos pés;

  • Nas unhas: as unhas ficam mais espessas e sem brilho.

micose

O pé de atleta é uma micose causada pelo excesso de calor e umidade dentro de sapatos fechados.

Candidíase

A Candida é normalmente encontrada no intestino e nas genitálias femininas em uma relação de mutualismo, formando a microbiota no local e ajudando a manter a região limpa. Porém a infecção por candidíase ocorre quando há um grande crescimento populacional desse fungo, seja por variação hormonal ou por variações ambientais (aumento da temperatura, da quantidade de açúcar no nosso corpo ou mesmo estresse).

  • Quando a infecção por Candida ocorre na região da boca e lábios, comum também em recém nascidos, chamamos a micose de sapinho.
Candidíase

Cultura de Candida criada em laboratório.

Esporotricose

É causada por fungos do gênero Sporothrix, normalmente encontrado na terra e em madeiras, e por isso é uma doença comum em áreas rurais. Essa micose ataca principalmente a pele, mas pode acabar se espalhando para o tecido subcutâneo e alguns gânglios linfáticos, podendo causar caroços sob a pele, além de vermelhidão.

  • Gatos são animais que podem estar infectados com essa doença, e neste caso, podemos nos contaminar ao sermos arranhados.

Micose de praia ou Pano branco

A micose de praia é também chamada de pano branco ou Pitríase versicolor, e é causada pelo fungo Malassezia furfur. Essa doença causa manchas na região do tronco, abdômen, braços e no rosto. As manchas são normalmente brancas pois durante a infecção esse fungo impede a produção de melanina pelas células epiteliais. A alta umidade e a oleosidade da pele são fatores que podem causar a doença.

Micose de praia ou Pano branco

Manchas brancas na pele são o principal sintoma da micose de praia.

Onicomicose

Nesta micose, os fungos atacam as unhas, sejam elas das mãos ou dos pés. Como sintomas, temos o espessamento da unha, com mudança de cor e forma, e ela pode até mesmo se descolar da pele. As unhas também ficam quebradiças e pode causar dor, sendo importante o tratamento para aliviar os sintomas e impedir a proliferação do fungo.

Meningite fúngica

A meningite é uma inflamação das meninges (membranas que recobrem o sistema nervoso central), e uma das causas pode ser a presença de fungos. Na meningite fúngica, os esporos entram no organismo pelo ar e chegam até as meninges pela circulação.

Meningite fúngica

A meningite ocorre quando há inflamação das meninges.

Histoplasmose

Ocorre pela infecção com um fungo encontrado em fezes de morcego, o Histoplasma capsulatum. Quando os esporos são inalados, os pulmões ficam infectados, causando danos a este tecido. Em casos mais graves, o fungo cai na corrente sanguínea e pode causar problemas no coração e também nas meninges.

Aspergilose

A micose causada pelo fungo Aspergillus também pode ser chamada de aspergilose pulmonar, pois ataca principalmente o sistema respiratório a partir da inspiração dos esporos. O desenvolvimento das hifas no pulmão promove a formação de bolas fúngicas, causando tosse (as vezes com sangue) e falta de ar.

Aspergilose

Colônia do fungo Aspergillus fumigatus, que pode ser encontrado por exemplo em banheiros e ambientes úmidos da casa.

Paracoccidioidomicose

É outra micose mais comum em áreas rurais, e ocorre pela inalação de esporos de fungos do grupo Paracoccidioides. Ao se instalar no pulmão, causa a doença chamada como blastomicose sul americana, que não só atinge o sistema respiratório, mas também causa febres, coceiras com feridas na pele e também inflamação de gânglios linfáticos.

Peniciliose

É uma infecção causada pelo fungo Penicillium marneffei, sendo uma doença grave que pode atingir órgãos vitais. A entrada dos esporos no organismo ocorre pelas vias aéreas, e pode se espalhar até os rins e fígado. Pessoas com imunidade mais baixa acabam sofrendo mais com essa infecção.

Peniciliose

Hifas do fungo P. marneffei, responsável pela penicilose.

Como evitar doenças causadas por fungos?

Todas as micoses descritas podem ser tratadas com cremes ou outros medicamentos antifúngicos, porém a prevenção é sempre o melhor remédio. Algumas coisas simples já podem ajudar muito a não adquirir micoses:

  • Secar bem o corpo após sair da água (seja banho, piscina ou mar);

  • Usar roupas íntimas e meias de algodão;

  • Usar roupas limpas e de tecidos leves, principalmente no calor;

  • Não andar descalço em áreas úmidas e compartilhadas (como vestiário, saunas, piscinas...);

  • Não compartilhar utensílios como toalhas, bonés e itens de manicure;

  • Evitar contato físico com pessoas com micose;

  • Evitar ambientes com mofo e bolor aparente.

O grupo dos fungos é bastante diverso e existem até mesmo outras doenças causadas por fungos, porém as aqui citadas estão entre as mais comuns e recorrentes. Vamos relembrar então os principais pontos do artigo?

  • Os fungos são muito importantes no ecossistema, mas também podem causar doenças, chamadas genericamente de micoses;

  • As micoses podem afetar a parte externa do corpo, como pele e unhas, mas também pode entrar no sistema respiratório a partir da inalação de esporos;

  • Todas as doenças podem ser tratadas com antifúngicos, porém eles devem ser mais ou menos fortes dependendo do local de contágio;

  • Para se prevenir de micoses, não compartilhe toalhas, seque bem o corpo e evite locais com contaminação por fungos;

  • Nunca faça auto diagnose e se automedique, e em qualquer suspeita busque um profissional da área para te ajudar.

Leia mais sobre biologia e se prepare para o Enem clicando aqui!

💚

A maior sala de aula direto da sua casa!

Junte-se aos 230 mil alunos que descobriram como melhorar os resultados estudando online! 👉 Clique aqui e saiba como!