Quer receber materiais gratuitos e conteúdos exclusivos? 😉

Insira seu e-mail e receba todas as novidades sobre o Enem 2019 em primeira mão

O que é o Prouni

O que é Prouni?

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é um projeto de distribuição de bolsas que foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) em 2004, e institucionalizado em 2005, para aumentar a quantidade de estudantes brasileiros de baixa renda na graduação.

Quem não tem acesso ao ensino superior e também não tem como arcar com a mensalidade de uma instituição de ensino privada pode se inscrever no processo seletivo do Prouni para concorrer a um dos dois tipos de bolsa oferecidos.

A seleção de candidatos é feita de acordo com a nota obtida na última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) através de um sistema de seleção informatizado e impessoal – garantindo a transparência e segurança do processo!

Como se trata de um programa voltado para estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos, existem também ações totalmente focadas na permanência do aluno na faculdade. Confira aqui quem pode receber a Bolsa Permanência e como ela funciona!

Entre 2004 e o segundo semestre de 2014, o Prouni chegou a atender mais de 1,4 milhão de brasileiros, sendo 70% com bolsas integrais. Na primeira edição de 2017, foram oferecidas mais de 200 mil bolsas para o Brasil inteiro.

Como funciona o Prouni

A seleção acontece duas vezes por ano (uma vez no primeiro semestre, e outra no segundo!) e é composta por uma única fase de inscrição – gratuita e feita apenas online, no site do Prouni. Para se inscrever, é só informar seu número de inscrição no Enem e senha.

Fica esperto: para participar do Prouni é imprescindível ter feito a última edição do Enem! O candidato não pode zerar a Redação e precisa ter acumulado pelo menos 450 pontos em sua média de notas das provas do Exame. Mas não se esqueça: a sua classificação depende do seu desempenho! Quanto maior a nota, maior será a chance de conseguir uma bolsa.

 

Durante os dias de inscrição, o candidato deverá escolher até duas opções de instituições, cursos e turnos disponíveis no processo. Não se esqueça de levar sempre em conta o seu perfil socioeconômico! Ele é, provavelmente, o pré-requisito mais importante de todos. Sem comprová-lo, não existe nota boa que te coloque dentro da universidade com uma bolsa do Prouni.

 

Assim como o Sisu, o sistema do Prouni irá calcular a nota de corte de cada curso de acordo com o número de vagas e notas dos concorrentes uma vez por dia. É com base nessa lista que o candidato pode escolher se quer alterar suas opções.

 

Quando algumas das vagas disponíveis não são preenchidas na primeira e na segunda chamada, o sistema convoca os candidatos que manifestaram interesse na Lista de Espera. Para fazer isso, é só ir direto no site do Prouni após o resultado da primeira chamada, que acontece no dia 25 de Janeiro de 2016.

A inscrição no Prouni é gratuita e feita apenas pela internet na própria página do Prouni. 🙂

O que o Enem tem a ver com o Prouni

Desde 2009 o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vem ganhando força a ponto de se tornar “a prova mais importante do ano” pra muita gente que está prestando vestibular. Para a galera que quer concorrer a uma bolsa do Prouni, o Exame também é essencial.

 

Um dos requisitos para participar do processo seletivo é justamente ter feito a edição mais recente do Enem. Mas, claro, fazer a prova não é suficiente. O candidato não pode ter zerado a redação e deve obter nota maior que 450 na média das suas provas!

 

Na hora de fazer a inscrição no Prouni, o Enem é novamente necessário: são pedidos o número de inscrição e senha que foram utilizados na última edição do exame! Não vale usar dados de edições anteriores da prova, ok?

Tipos de bolsas do Prouni

Existem apenas dois tipos de bolsa no Prouni, e elas dependem do perfil socioeconômico do candidato.

  • Bolsas Parciais: são bolsas de 50% que cobrem metade do valor da mensalidade da instituição onde você se inscreveu! Esse tipo de bolsa é destinada a quem possui renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa. O estudante também pode se inscrever no Financiamento Estudantil do Governo Federal (FIES) para financiar a outra metade desse valor. Informe-se bem direitinho porque para usar os dois programas ao mesmo tempo é preciso atender a algumas outras exigências.
  • Bolsas Integrais: são bolsas de 100%. Isso significa que o aluno não pagará para estudar na instituição particular onde se matriculou através do Prouni. Esse tipo de bolsa é reservado para aqueles que têm renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

 

 

O Prouni tem cotas?

Sim, o Prouni tem cotas! Qualquer candidato com deficiência ou autodeclarado indígena, preto ou pardo pode concorrer às bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas. Basta preencher os requisitos do Prouni.

 

Fique de olho: a quantidade de bolsas para cotistas varia de acordo com cada estado! Por exemplo, o Rio Grande do Sul pode ter menos vagas voltadas para políticas de ações afirmativas do que o Rio de Janeiro.

Como funcionam as notas de corte do Prouni?

As notas de corte são, sem dúvida, o motivo de maior preocupação dos alunos inscritos no Prouni, mas não são um bicho de sete cabeças! A gente te explica: a nota de corte é a menor nota necessária para estar dentro dos selecionados para uma vaga em determinado curso, instituição, turno e modalidade de concorrência.

 

A partir do segundo dia de inscrições, o sistema calcula diariamente, de acordo com as notas dos participantes, as notas de corte. É muito importante monitorá-la, assim você pode ter uma noção da sua colocação, se está próximo dela ou não.

Só não se esqueça que existe nota mínima para participar do Prouni! O candidato não pode zerar a redação e precisa obter uma média maior do que 450 pontos em todas as suas notas do Enem.

Lista de espera do Prouni

Se você não foi selecionado em nenhuma das chamadas do Prouni, a lista de espera pode ser uma super oportunidade de conquistar a vaga! Mas não se esqueça: só vale se candidatar à primeira opção de curso quem não foi convocado nas chamadas regulares e quem foi convocado apenas para a segunda opção.

 

A lista de espera tem como objetivo preencher as bolsas que sobraram nas chamadas regulares e, para participar, você deve confirmar interesse no site do Prouni dentro do prazo determinado. O prazo de 2017 é de 07 a 10 de Julho. Essa lista será repassada às instituições de ensino junto com a classificação dos candidatos por curso e turno e também sua nota no Enem – a partir daí, elas passam a ser as responsáveis por convocar os selecionados.

 

Além disso, todos os participantes da lista de espera devem comparecer à instituição de ensino escolhida entre os dias 17 e 18 de Julho para entregar os documentos necessários! Então, não dê bobeira e fique de olho nos prazos!

 

Mais sobre enem