Quer receber materiais gratuitos e conteúdos exclusivos? 😉

Insira seu e-mail e receba todas as novidades sobre o Enem 2019 em primeira mão

Vamos falar sobre saúde mental no vestibular?

Manter a mente sã é essencial para conquistar uma vaga na universidade

Vai ficar tudo bem! Fonte: Time 4 Change Mental Health Charter

Saúde mental: você já ouviu falar nesse termo? Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um indivíduo só está totalmente sadio quando há completo bem-estar físico, mental e social. A gente bem sabe que a preparação para o vestibular é um período tenso da vida de qualquer estudante. Por isso, queremos conversar um pouquinho sobre como está o cuidado com a sua mente para garantir que você esteja 100% saudável.

✨ ORGANIZE SEUS ESTUDOS ✨

“Ué, mas eu não tenho nenhuma doença 🤔”. Alto lá, caro aluno! Ser saudável não significa apenas estar com o check-up médico em dia. Você pode estar se sentindo bem fisicamente, mas sentir uma ansiedade sem fim para as provas no final do ano. Não precisamos viver em eterna aflição na busca por uma vaga na faculdade! O grande segredo é alcançar o equilíbrio no seu dia a dia.

E isso vai além de praticar atividades físicas regularmente, tá? Lazer é importante, mas  ficar ligado em aspectos que estão diretamente relacionados a sua saúde mental é crucial! Separamos alguns fatores, e dicas para de como lidar com cada um, para você trabalhar o autocuidado com as suas ideias. Confira:

 

Todo mundo é super capaz!

Se engana quem acha que só é inteligente quem tira onda na Matemática. A “Teoria das Inteligências Múltiplas” afirma que existem até 9 tipos de inteligência. Isso significa que o que existem mesmo são aptidões diferentes desenvolvidas pelos indivíduos durante o seu processo cognitivo na infância. No caso, são elas:

  • Lógico-matemática: pessoal que manda bem em lógica e operações numéricas;
  • Linguística: a galera que tem uma facilidade maior de aprender vários idiomas, além de utilizar a fala e escrita com muita destreza;
  • Musical: sabe o seu amigo que sabe tocar vários instrumentos diferentes e ainda canta afinadinho? É provável dele ter essa inteligência bem desenvolvida;
  • Espacial: facilidade de reconhecer e usar ao seu favor imagens;
  • Físico-cinestésica: essa é a galera esportista, que domina o potencial de controlar o próprio corpo;
  • Interpessoal: capacidade de se relacionar bem em sociedade;
  • Intrapessoal: habilidade de entender a si mesmo e usar esses conhecimentos para determinados fins;
  • Natural: aptidão para reconhecer e se conectar com elementos da natureza;
  • Existencial:  capacidade de refletir sobre os ditos temas “filosóficos”.

A partir desses estudos, o psicólogo Howard Gardner conseguiu fortalecer o argumento de que não existe ninguém mais ou menos inteligente. O que existe são habilidades diferentes. E todo mundo tem alguma dessas capacidades mais desenvolvidas, tá?

Se você, por acaso, não se identificou com nenhuma delas, é porque só não descobriu sua inteligência ainda! Nisso, existe a inteligência “Intrapessoal”, que envolve o conhecimento de si mesmo lembra? Inclusive, das próprias emoções. ✨

 

Tenhamos inteligência emocional

Tanto é que essa última capacidade também é conhecida como Inteligência Emocional. Ao longo do ano de vestibular, somos colocados à prova diversas vezes. Para conseguir manter a nossa saúde mental estável, é necessário fazer autoavaliações periódicas. Caso você se depare com um sentimento novo, pergunte-se a si mesmo de onde vem essa emoção.

Por exemplo, se você está se sentindo triste, precisa descobrir o que te faz sentir assim. Pode ser que seja porque você não conseguiu fazer o progresso que havia planejado em Geografia. Por meio da autoavaliação, é possível descobrir a causa e pensar em um novo plano de estudos que foque mais no estudo dessa matéria. Não negligencie seus sentimentos! Abrace-os e cuidem bem deles. 💜

 

Expectativa

Beleza! Você já está ciente que é importante olhar seus sentimentos para manter a saúde mental em dia. Vamos entender um pouco sobre como lidar com alguns deles? Quem aqui não já se pegou pensando se este será o ano que vai passar no vestibular? Pode ter certeza que todo mundo! Essa indagação é ainda mais recorrente entre os vestibulandos veteranos.

Criar expectativas em cima de alguns acontecimentos é um comportamento humano. Por isso, caso isso aconteça frequentemente com você, não se culpe ou se martirize. É completamente natural termos esperanças de que algo que queremos muito realmente se concretize. A dica aqui é não deixar esse sentimento tomar conta de você. Ao invés disso, crie metas concretas de estudo para alcançar seu objetivo maior este ano, que é a aprovação.

 

Autocobrança

Nós não precisamos exigir o mundo de nós mesmos.

A autocobrança é muito comum em ambientes de cursinho. Isso acontece por conta da competição que acaba rolando entre os estudantes. Não é porque seu colega estuda 14 horas por dia que você precisa estudar também. Cada um de nós tem o seu próprio ritmo e processo de aprendizado que precisa ser respeitado. Caso contrário, o efeito é o oposto. Sua mente fica exausta e não consegue absorver nenhum conteúdo novo.

Todo mundo tem limites, inclusive você. Não tem problema nenhum em fazer pausas entre os estudos ou descansar no final de semana. Na verdade, essas práticas são as mais indicadas para manter sua saúde mental em dia. Por isso, foque em fazer o seu e não se compare com os demais.


Pressão Social

Quando estamos no cursinho, é comum que pessoas ao nosso redor nos questionem sobre as nossas ações. Seja um parente, seja um dos amigos, sempre haverá alguém para contestar porque você não se matriculou em uma universidade particular, por exemplo. Tenha em mente que esses comentários não são feitos na maldade. O que acontece é que as pessoas têm pontos de vista diferentes e nem todo mundo consegue se colocar no lugar do outro.

Esse “confronto” vai acontecer agora, enquanto estuda, e em vários outros momentos da nossa vida. Pode até ser chato, mas não tem jeito. Cada um tem uma forma própria de interpretar a vida. Agora, cabe a você, enquanto vestibulando, dosar quais comentários são construtivos ou não para a sua situação. Sua vida deve ser decidida única e exclusivamente por você! Faça suas escolhas e mantenha-se firme nelas. 💪


Somatização

Sabe quando você fica tão nervoso que seu pescoço trava? Ou quando você começa a ter dores de cabeça frequentes sem nenhum motivo aparente? É bem provável que você esteja passando por um processo de somatização. Apesar do nome diferentão que nem todo mundo conhece, o conceito é bem simples: somatizar é quando suas emoções interferem no nosso bem-estar físico.

Esse ponto super tem a ver com o que falamos lá em cima sobre ter inteligência emocional. Somatizamos quando nossas emoções tomam conta da gente e nossa saúde mental já está nas últimas. Isso gera um sofrimento que poderia ser evitado. Aí entra aquele papo sobre avaliar sempre os nossos sentimentos. Geralmente, o que mais causa somatizações é o estresse acumulado. É aqui que entra os momentos de lazer. Justamente, para você relaxar e conseguir seguir com a rotina de estudos.


Autoestima

Por fim, mas não menos importante, vamos falar de autoestima. Geralmente, fala-se muito de baixa autoestima, mas ninguém explica exatamente o que é esse negócio. Nem o que acontece para essa característica estar baixa. Pois a gente te ajuda! Em resumo, ter uma autoestima legal é desenvolver amor-próprio. 💖

Todo mundo tem qualidades que devem ser exaltadas. Você, inclusive! Mas saber valorizar a si mesmo não é uma tarefa fácil, adiantamos logo. Ainda mais com a mídia nos bombardeando de ideais que não conseguimos alcançar. Mas toda vez que você pensar que não irá conseguir passar no vestibular, aja com o pensamento reverso. Veja o quanto você já caminhou e superou nesse tempo de preparação. Você é incrível sim! 🌟

Prezar pelo nosso bem-estar mental também faz parte de nos mantermos totalmente saudáveis. E isso, claro, deve ser feito todo dia! Mas, no Brasil, setembro foi definido como o mês de Prevenção do Suicídio pelo Centro de Valorização da Vida (CVV). Uma das orientações dessa organização é de sempre procurar ajuda especializada, caso você sinta que precise de um apoio.

Nós aqui do Descomplica fazemos das palavras do CVV as nossas. Se mesmo com essas dicas de como cuidar da saúde mental, você sentir que precisa de uma orientação maior, não hesite em procurar ajuda médica. Psicólogos, psicanalistas e psiquiatras estudam anos para garantir que você fique bem! Não é errado ou vergonhoso pedir ajudar, pelo contrário! É um gesto de cuidado consigo mesmo.

Conte a gente para o que precisar! Estamos do seu ladinho para ajudar você a entrar na faculdade, sem prejudicar seu bem-estar! Vamos juntos? 🤗