• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Mec divulga formato do Novo Fies

Hoje (6), o Ministério da Educação divulgou o Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) que irá garantir 310 mil vagas no ensino superior privado para estudantes de baixa renda a partir do ano que vem. O novo projeto pretende simplificar os processos para tornar o programa mais sustentável, uma vez que o Fies estava em risco. Segundo dados do próprio Ministério, a inadimplência do programa chegou a 46,4% e o custo total aumentou em quinze vezes desde a edição de 2011.

As vagas serão divididas entre as três modalidades.

  • Fies 1: 100 mil vagas destinadas a alunos com renda per capita bruta de até três salários mínimos em que os beneficiados não irão arcar com nenhum taxa de juros real. O pagamento deverá ser realizado em prestações de, no máximo, 10% da taxa mensal do beneficiado e os recursos serão garantidos pela União.
  • Fies 2: 150 mil vagas vagas destinadas a alunos que moram nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste que tenham renda per capita bruta de até cinco salários mínimos. Os juros são de 3% mais correções nesta modalidade. O pagamento será realizado da mesma forma que o Fies 1 e a fonte de recursos será de “fundos constitucionais regionais”, segundo o MEC.
  • Fies 3: 60 mil vagas destinadas a alunos com renda per capita de até cinco salários mínimos. Os juros ainda não foram estabelecidos, porém segundo os representantes do MEC as taxas serão maiores que 3%. O pagamento  Os recursos serão garantidos pelo BNDES.

Outra mudanças no Novo Fies é que as próprias universidades privadas envolvidas no processo irão pagar uma parte dos custos com as taxas bancárias para os empréstimos. Segundo Mendonça Filho: “Agora as instituições de ensino superior privadas serão sócias também da inadimplência, elas terão que zelar por cada real emprestado, e se por acaso a inadimplência aumentar, elas terão que aportar mais recursos no fundo garantidor”.

Para o segundo semestre deste ano, o Fies contará com 75 mil vagas de financiamento e as inscrições devem começar dia 25 de julho. Para participar desta edição do programa que vai começar já já, é necessário ter participado do Enem 2016 e ter conseguido uma nota de, pelo menos, 450 pontos. Além de não ter zerado a redação. Fica ligado nas novidades do programa porque é mais uma chance de você conseguir a sua vaga na universidade utilizando a sua nota do Enem! Quem sabe você não consegue sua vaga na universidade ainda em 2017? A gente aqui do Descomplica está torcendo por você! 😉