• Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Trocar contraste

Como a vitória da França na Copa te ajuda no vestibular

Avenida Champs-Elysées, em Paris, durante a comemoração francesa. Fonte: IstoÉ

A Copa na Rússia acabou. Infelizmente, o sonho do hexa para nós, brasileiros, foi adiado para o próximo campeonato. O título ficou para a França, que se tornou bicampeã. A última vez que os “Les Bleus”, como a seleção é conhecida, ganharam a competição foi há 20 anos atrás, em 1998.

SAIBA O QUE ESTUDAR MÊS A MÊS ATÉ O ENEM 2018!

A população francesa foi ao delírio ao término do jogo épico entre França e Croácia. Milhões de franceses tomaram as ruas das principais cidades do país para comemorar. Milhões de franceses tomaram as ruas das principais cidades do país para celebrar, mas talvez tenham exagerado no nível de entusiasmo. As comemorações terminaram em um embate entre civis e policiais durante toda a madrugada do dia 15 para o 16.

Além disso, pouco antes da vitória da seleção, os franceses comemoraram a Festa Nacional. Segundo a IstoÉ, estima-se que mais de 845 carros tenham sido queimados por todo país, além de mais de 500 pessoas detidas. E isso tudo apenas entre os dias 13 e 14 de julho! Não é de hoje que os franceses têm esse costume de “ir lá e queimar carros”. Na verdade, a população do país tem um histórico de participar, em massa, de protestos e reivindicações políticas.  

Tanto é que alguns desses eventos podem cair no Enem, de tão importantes que são! Separamos quatro destes acontecimentos para você conferir nos seus resumos de História. Vem com a gente:

Revolução Francesa (1789 – 1799)

Este é, provavelmente, um dos acontecimentos mais marcantes da História! Estudamos esse evento como “A Revolução Francesa”, só que, na verdade, deveríamos falar “As Revoluções”!

Durante 10 anos, o povo francês participou de uma série de protestos por conta de extrema desigualdade social que havia no país. O alto clero e a nobreza tinham um padrão de vida luxuoso bancado às custas dos impostos cobrados das camadas sociais que não tinham privilégios. Esta que até passava fome de tão explorada que era!

Durante esse período, as três camadas sociais tentaram se resolver por meio de Assembleias. Ao longo da década, rolaram três reuniões desse tipo,  mas nenhuma trouxe mudança efetiva. Naquela altura do campeonato, a população estava tão farta que decidiu destruir a Bastilha – uma detenção para presos políticos, símbolo do regime absolutista.

A partir desse marco, finalmente, os avanços começaram a surgir. A estrutura política da França foi reestruturada a partir da criação dos “Os Direitos do Homem e do Cidadão” e da “Constituição de 1791”. A monarquia cai e a população confisca terras que pertenciam ao clero. Seria esse o fim de uma era?

Ainda não, hein? Afinal, a Revolução Francesa não é só a Queda da Bastilha. Para saber como a Revolução Francesa continua, confira o episódio do Quer Que Desenhe? sobre a matéria aqui 👇

Revolução dos Três Dias Gloriosos (1830)

Depois do Congresso de Viena em 1815, a monarquia volta ao poder na França. Os Bourbon, liderados pelo rei Carlos X, governam o país de forma absolutista. Ou seja, de uma forma que a família real tem o controle total e absoluto sobre as decisões políticas.

Porém, a população já está ciente de como as coisas funcionavam nesse modelo de governo. Afinal, a Revolução Francesa não aconteceu à toa! Tanto é que os Bourbon não ficaram no poder por muito tempo. Em julho de 1830, os franceses iniciaram uma verdadeira Guerra Civil. Até a Guarda Nacional, que deveria proteger a família real, passou a lutar do lado da população.

Liderados pelo duque e liberal Luís Felipe, a população pressionou a Monarquia até o rei renunciar o trono e fugir para o exílio. A revolução foi o início da era liberal na França, que influenciou influenciou a derrubada do absolutismo em outros países da Europa. Logo depois, a Bélgica conquistou sua independência em relação à Holanda, por exemplo.

Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918)

O ano de 2018 marca os 100 anos do término da Primeira Guerra Mundial. Como o Enem adora fazer questões baseadas no contexto atual que estamos vivendo, super vale a pena você dedicar um tempo especial para estudar sobre a Primeira Grande Guerra.

Basicamente, este conflito é um duelo entre dois lados: a Tríplice Entente, composta por Inglaterra, França e Império Russo, e a Tríplice Aliança, formada por Itália, Império Austro-Húngaro e Império Alemão.  

Depois da ascensão econômica oriunda da Segunda Revolução Industrial, as principais potências europeias fortaleceram-se economicamente. Procurando expandir suas riquezas, os impérios disputaram vários territórios, como regiões da própria Europa e as colônias asiáticas e africanas.

A maior parte do duelo aconteceu nas trincheiras, onde soldados lutavam meses a fio pela conquista de algum território. No fim, a Alemanha foi considerada a grande culpada pelo conflito. Além de fazer parte do grupo perdedor, a Tríplice Aliança, o país tem parte dos seus territórios confiscados por conta do Tratado de Versalhes – acordo incentivado pela França.

Para saber mais detalhes sobre esse marco histórico, clique aqui.

Maio de 68 (1968)

Já deu para ver que os franceses não levam desaforo para casa, certo? Pois é! Durante o Século XX não poderia ser diferente. Em maio de 1968, as ruas de Paris foram tomadas por estudantes universitários. Os jovens decidiram protestar por reformas no setor educacional público do país, e como os franceses não estão de brincadeira, os estudantes ganharam a simpatia da classe operária, que decidiu apoiá-los na causa.

Estima-se que 9 milhões de pessoas tenham saído às ruas para clamar por um ensino público de qualidade. Durante o mês de maio, os protestos evoluíram para uma greve que parou quase dois terços dos trabalhadores franceses. Apenas um ano depois, o então presidente Charles De gaulle renunciou à presidência.

Este ano também marca os 50 anos desses protestos, tá? Fique atento, pois é bem provável que uma questão sobre este evento caia no Enem!

Curtiu? Aproveite para incluir um tempinho a mais para estudar essas matérias no seu cronograma de estudos. Queremos que você conquiste sua vaga na faculdade o quanto antes! Vamos juntos nessa? 👊