Quer receber materiais gratuitos e conteúdos exclusivos? 😉

Insira seu e-mail e receba todas as novidades sobre o Enem 2018 em primeira mão

Como estudar a quatro meses do Enem

Foco total, repensar cronograma e treinar muita redação; confira nossas dicas!

Vamos direto ao ponto: estamos a quatro meses do Enem. Mas, calma, sem desespero! Tenha em mente que o segredo de qualquer preparação, seja qual for, é um bom planejamento. Separamos algumas dicas direcionadas para esta fase final de estudo. Vem com a gente?   

🤩SAIBA AGORA COMO GABARITAR O ENEM 🤩

Categorize suas ações

A quatro meses do Enem o tempo é preciosíssimo. Você precisa pensar estrategicamente em como irá preencher seus dias. Uma rotina de estudos envolve muitas ações, por isso, é importante classificá-las em uma ordem de urgência, de forma que fique mais claro para você o que é prioridade.

Um jeito de bacana de fazer isso é categorizar suas ações. Faça uma cruz em uma folha de papel em branco. Na pontas da linha horizontal escreva “Urgente” e “Não é urgente”. No eixo vertical, faça o mesmo, mas colocando “Importante” e “Não é Importante”.

Uma vez por semana, aloque suas atividades nesse cronograma. Caso você ainda não esteja afiado na redação, vale colocar “Praticar redação” no quadrado de “Urgente” e “Importante”. Afinal, a prova é uma das mais importantes do Enem, certo?

No final, você vai conseguir visualizar muito melhor suas prioridades e organizar um cronograma de estudos mais efetivo para o seu perfil!

Reveja seus esforços

Sejamos práticos: um cronograma de estudos dificilmente vai funcionar perfeitamente durante oito meses seguidos. Cabe a você rever periodicamente seu planejamento para fazer ajustes. Afinal, cada minuto de estudo é crucial para a sua nota.

Aqui o ideal é diagnosticar quais ações trouxeram mais resultado até então. Faça o seguinte, em outra folha de papel, escreva três pontos:

  • Continuar a fazer (ações que trazem muito resultado);
  • Para de fazer (ações que não trazem resultado algum);
  • Começar a fazer (ações de importantes/urgentes que ainda não foram feitas).

Depois dessa avaliação, você vai cortar várias tarefas. Logo, irá ter mais espaços livres na sua agenda. Esse tempo pode ser melhor aproveitado investindo esforços em ações efetivas, como resolver exercícios de matemática. Ou também dando início a tarefas importantes que você ainda não começou. Sabe a revisão daquele conteúdo do começo do ano, que você não lembra mais? Esse é o momento!

Seja ultra disciplinado

Fazer o cronograma mais específico do mundo não vai adiantar de nada se você não cumpri-lo. Aqui não tem mistério: você precisa ser mais disciplinado do que nunca nesta reta final. Se você programou estudar um assunto de português durante uma hora por dia após o almoço, não levante da cadeira até ter concluído essa tarefa. Não há tempo para procrastinação a essa altura do campeonato.

Invista em Ciclos de Estudo

“Ciclos de estudo” é um método de estudo usado para se aprofundar em uma matéria. Como não há tempo a perder, o mais estratégico a se fazer é ficar craque nas matérias que mais caem no exame! A ideia é que você busque aprender uma mesma matéria por todas as fontes de referência que estiver ao seu alcance.

Dá para dividir esse ciclo em quatro etapas. Digamos que a matéria da vez seja “Globalização”:

  • Leia a teoria sobre a matéria. Livros, material complementar, revistas, documentários. Procure saber tudo – mesmo – sobre o assunto. Pode se soltar que aqui vale tudo.
  • Mão na massa. Produza um resumo sobre o que você aprendeu. O formato fica ao seu critério. Você pode, inclusive, fazer mais de um resumo em formatos diferentes, como um mapa mental e uma relação em tópicos.
  • Hora de ver as vídeos-aulas. Não fique inerte! Faça anotações sobre os detalhes aos quais você, por acaso, não tenha se atentado enquanto estava estudando por conta própria.
  • Para finalizar, hora de exercitar seu conhecimento. Procure questões sobre o tema e faça quantas você puder. Não esqueça, claro, de conferir o gabarito depois para garantir que você aprendeu tudo sobre o assunto.

Uma tarde, geralmente, costuma ser o suficiente para você aplicar esse método. Vai fundo! 💪

Não deixe a Redação de lado!

Essa recomendação talvez você esteja careca de saber. Mas é sempre bom deixar claro: treine exaustivamente a redação. O texto dissertativo é a única prova do Enem em que você, candidato, pode tirar mil. Já pensou no quanto uma nota dessa pode fazer a diferença na sua média?

Não dá para vacilar! Aproveite que já te ensinamos a priorizar as suas ações e coloca a Redação no seu Top 3 de tarefas importantes. Daqui para frente, tente aumentar o seu ritmo de estudo.

Por exemplo, se você estava fazendo uma proposta de redação por semana, tá na hora de fazer duas ou três! Mantenha esse pique até outubro, que o seu Enem vai ser sucesso!

Anotou tudo? Pois está na hora de intensificar o foco nos estudos para arrasar no Enem! Aguenta firme mais um pouco que logo mais você vai tirar onda na faculdade! Vamos juntos?