Quer receber materiais gratuitos e conteúdos exclusivos? 😉

Insira seu e-mail e receba todas as novidades sobre o Enem 2019 em primeira mão

Ensino médio terá novo formato

Nova Base Nacional Comum Curricular é aprovada

Fonte: Farol News

Na última terça-feira (4), o Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou a nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para o ensino médio. O documento tem o intuito de atualizar o currículo utilizado nas escolas. Com a reforma, algumas matérias passam a ter carga horária menor. Português e Matemática permanecem sendo obrigatórios.

MEC PREVÊ MUDANÇAS PARA O ENEM 2021

A base é responsável por definir o conteúdo mínimo utilizado no três anos letivos do ensino médio. A mudança deverá acontecer nas escolas de todo o Brasil, de acordo com a realidade de cada estado. A previsão é que as alterações entrem em vigor a partir de 2020.

‘Flexibilidade do aprendizado’

De acordo com Eduardo Deschamps, presidente da comissão da BNCC no CNE, a nova base permite que as escolas construam sua grade de disciplinas de maneira mais flexível. Após a reforma, as escolas podem escolher como iriam ocupar 40% da carga horária do ensino médio. Os demais 60% seriam estabelecidos pela BNCC.

Entenda o que mudou

  • Matemática e Português: permanecem como disciplinas obrigatórias durante os três anos do ensino médio.
  • Demais áreas de conhecimento: podem ser concluídas em um ou dois anos, ficando a cargo das instituições públicas.
  • Formação técnica: além dos quatro itinerários formativos – Linguagens, Ciências Humanas, Matemática e Ciências da Natureza – já estabelecidas no aprendizado do aluno, a reforma inclui o ensino técnico no período letivo. A carga horária do aluno passa a ser distribuída entre as cinco áreas de conhecimento.
  • Mais escolas em tempo integral: A meta é que 50% das escolas e 25% das matrículas na educação básica (incluindo os ensinos infantil, fundamental e médio) estejam no ensino de tempo integral até 2024.

Enem ganhará nova aplicação

A partir da reforma escolar aprovada, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passará a ter aplicação similar aos vestibulares “de fora”. Como a Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), por exemplo. Atualmente, a universidade aplica seu vestibular em duas fases, geral e específica.

Segundo o ministro da Educação, Rossieli Soares, o Enem continuará sendo executado em dois dias, sendo o primeiro para competências previstas na BNCC. O segundo dia será de escolha do aluno para um dos itinerários formativos, de acordo com a área que deseja ingressar.

Se você ficou aflito(a) com essa possível mudança, não se preocupe! Para uma preparação eficaz para o Enem, conte com o Descomplica. Estamos aqui para te levar à aprovação 🚀